Agricultura lança segundo volume da cartilha que motiva o cultivo da horta em casa

A Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, por meio do Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional (Desan), lançou nesta terça-feira (19) a cartilha Horta como Hobby II. O objetivo é contribuir com informações sobre cultivo e colheita de hortaliças e estimular a prática da horta em casa.

O lançamento é mais uma iniciativa que marca o Dia Mundial da Alimentação, comemorado em 16 de outubro. O material é online e gratuito.

O primeiro volume, de 2020, já reunia dicas importantes sobre o tema, além de indicar as melhores épocas para plantio e as propriedades nutricionais e terapêuticas de diversos produtos. Agora, a versão atualizada inclui informações sobre locais para cultivo, o passo a passo para montar o vaso e controle de pragas e doenças.

Segundo a chefe do Desan, Márcia Stolarski, a produção própria de hortaliças gera redução dos custos e é benéfica para a saúde das famílias, além de estimular a atividade física, ocupacional e interativa. “Diante do sucesso do primeiro volume, decidimos expandir as orientações e, assim, contribuir também para a educação alimentar”, diz.

Acesse o segundo volume da cartilha.

 

 

 

Por: AEN.

Hashtag:
Beto Preto reforça importância da regionalização da saúde pública

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, participou nesta terça-feira (19) em Maringá, no Noroeste, de um encontro sobre o Planejamento Regional Integrado (PRI). Ele destacou o trabalho desenvolvido pelas Regionais de Saúde e a importância da regionalização do atendimento.

“O grande projeto do Governo do Paraná para a saúde é regionalizar, levar ela para mais perto das pessoas, valorizar o Sistema Único de Saúde, visando o benefício da sociedade, que é usuária do serviço. Agora, com a pandemia mais controlada, é o momento de revisarmos este trabalho iniciado em 2019, com as prioridades que foram colocadas e ponderarmos a importância de cada uma delas, considerando a nossa realidade atual”, disse.

O Grupo Condutor Estadual organizou as oficinas do PRI iniciando em Maringá (Macrorregião Noroeste) e Londrina (Macrorregião Norte, entre os dias 20 e 21). Na próxima semana será em Foz do Iguaçu (Macrorregião Oeste, dias 25 e 26) e Paranaguá (Macrorregião Leste, dias 28 e 29).

Desde esta segunda-feira (18) as equipes da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), do Conselho de Secretarias Municipais da Saúde do Paraná (Cosems/PR), e dos municípios de abrangência da Macrorregião Noroeste, estão voltadas para a discussão e articulação de ações da Rede de Atenção à Saúde para elaboração de Planos Regionais e Macrorregionais, a partir da construção do PRI.

O secretário destacou pontos importantes que devem ser incluídos na elaboração destes documentos. “Temos algumas questões que são indispensáveis do ponto de vista da saúde pública, principalmente após a pandemia da Covid-19, como a retomada dos procedimentos cirúrgicos eletivos, o cuidado com a Atenção Primária, o que faremos com os que tiveram sequelas desta doença e como expandiremos o atendimento da saúde mental”, destacou.

Ainda durante a reunião, houve a apresentação dos índices de adesão por parte dos municípios nos mais diversos pontos de atenção da Saúde, com destaque para as ações voltadas ao combate da Covid-19 em todo o Estado. As considerações incluem a diminuição na procura por vacinas já elencadas no Plano Nacional de Imunizações (PNI) e exames comuns do SUS, considerando a preocupação da população voltada somente para o coronavírus.

“Temos que caminhar entre esses desafios que nos foram colocados neste período de pandemia e retomar a construção deste documento que norteia as ações de maneira regionalizada, baseado na necessidade individual e coletiva de cada região. Precisamos criar condições para debater esse planejamento ascendente e avançarmos de maneira objetiva e resolutiva, visando o bem comum da sociedade”, concluiu Beto Preto.

 

 

 

Por - AEN.

Hashtag: |
Paranaenses podem usar documentos digitais de trânsito ao visitar Argentina e Paraguai

O secretário nacional de Trânsito, Frederico Carneiro, disse nesta segunda-feira (18), em encontro com representantes da Argentina e Paraguai, em Foz do Iguaçu, que os aplicativos de documentos digitais devem valer para paranaenses que vivem, trabalham ou fazem turismo em municípios da região de fronteira com esses dois países.

Desde a substituição dos documentos de veículos impressos em papel-moeda e a implantação do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT), no qual ficam armazenados os documentos de veículos e habilitação, muitas pessoas sentiram dificuldades em cruzar as fronteiras portando apenas os documentos em seus celulares.

Para sanar a questão, o secretário apresentou os aplicativos CDT e o Vio, que é usado somente pelos agentes fiscalizadores para verificar os QR Codes presentes nos dois documentos. O encontro tornou-se uma espécie de oficina, pois os agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) puderam mostrar, na prática, como funcionam os dois aplicativos e como estas soluções são seguras para a autenticação e verificação de legitimidade. 

“Foi um encontro muito produtivo, pois os dois países se mostraram interessados e abertos em aceitar e até adotar estas mesmas medidas para a sua população”, afirmou Carneiro.

Ele disse, ainda, que deixaria a tecnologia do aplicativo Vio à disposição dos dois países, e todos se comprometeram a aceitar os documentos digitais apresentados pelos cidadãos brasileiros em suas fronteiras.

Diretores do Detran-PR acompanham a equipe da Senatran em agendas pelo município do Oeste paranaense nesta segunda. O diretor-geral do Detran, Wagner Mesquita, participou da abertura do Encontro Nacional de Tecnologia e Inovação da Polícia Rodoviária Federal, evento que reúne líderes e referências profissionais na área de tecnologia para apresentação e compartilhamento das melhores práticas que envolvem o

Participaram do encontro com autoridades estrangeiras, na comitiva brasileira, a equipe técnica da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran); o diretor de operações do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), Adriano Furtado; o superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Paraná, Antônio Paim; o diretor-geral substituto da Polícia Rodoviária Federal, Jean Coelho; o chefe da delegacia da PRF em Foz do Iguaçu, Marcos Pierre; o chefe da Delegacia de Polícia Federal em Foz do Iguaçu, Fabio Seiji Tamura; o coordenador do Comando Tripartite no Brasil, Alan Correia Porto; e uma equipe da Foztrans

 

 

 

Por - AEN.

Paranaprevidência e BB prorrogam prazo para validação de contas de aposentados e pensionistas

A Paranaprevidência e o Banco do Brasil decidiram prorrogar o prazo de validação das contas dos aposentados e pensionistas até a próxima segunda-feira (25). A decisão foi tomada porque cerca de 10 mil beneficiários não fizeram a validação no prazo estipulado anteriormente.

O diretor-presidente da Paranaprevidência, Felipe Vidigal, explica que a validação não só é importante para regularizar a conta de crédito dos proventos dos aposentados e pensionistas, mas também porque a confirmação dos dados do correntista está sendo utilizada como recadastramento.

“Esta atualização é o recadastramento simplificado, válido como prova de vida para os anos de 2020 e 2021, quando este procedimento ficou prejudicado por conta da pandemia”, explica.

De acordo com ele, os beneficiários que não estiverem com os dados atualizados correm o risco de ter bloqueados os depósitos de seus proventos no final do ano. “A prova de vida é a segurança que nós temos a respeito dos dados dos nossos beneficiários. Se não houver a validação das contas e consequentemente atualização cadastral os beneficiários podem ter problemas no crédito de seus benefícios”, completa.

Vidigal afirma ainda que no momento da validação das contas os aposentados e pensionistas poderão tomar todas as decisões bancárias que se fizerem necessárias para o recebimento de seus proventos.

Além do atendimento presencial em qualquer agência do Banco do Brasil, os beneficiários podem validar suas contas por meio do aplicativo do BB e no posto de atendimento da Paranaprevidência, em Curitiba. O posto de atendimento localizado no Shopping Estação teve suas atividades encerradas no último dia 15.

Os beneficiários podem tirar dúvidas diretamente nas centrais de atendimento do Banco do Brasil pelos números 4003.5289 (capitais e regiões metropolitanas), pelo 0800.729.5289 (demais regiões) ou no Call Center da Paranaprevidência pelo 0800.643.0037.

 

 

 

Por - AEN.