A Polícia Rodoviária Federal (PRF) ajudou um mecânico a distribuir comida e água mineral a caminhoneiros nesta sexta dia 27, em Mandaguari, na região norte do Paraná.

 

No final da manhã, uma equipe da PRF recebeu a informação de que um homem distribuía marmitas a caminhoneiros, no trevo da rodovia estadual PR-444 com a BR-376, onde correria o risco de ser atropelado.

 

Ao chegar no local, a equipe da PRF percebeu que a iniciativa de fato representava risco de acidentes. O ponto onde o mecânico estava não é propício para a realização de abordagens e parada de veículos.

 

Os policiais o convidaram então para concluir a entrega da comida em frente à unidade operacional da PRF, localizada a cerca de três quilômetros de distância. Ele imediatamente aceitou e foi levado até o posto policial, onde concluiu a distribuição, tanto das marmitas quanto das garrafas de água mineral.

 

As dezenas de kits foram produzidas pela própria família do mecânico, que tem 53 anos de idade e mora em Mandaguari. “Acho que todo mundo tem que se unir e ajudar os caminhoneiros, que tanto esforço fazem para ajudar as nossas vidas. É isso o que estou fazendo”, disse Daneves Martins.

 

Em meio à pandemia do novo coronavírus, decretada no último dia 11 de março pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a família do mecânico não foi a única a fazer gestos desse tipo.

 

Na última quarta-feira (25), uma outra família de Bandeirantes (PR), também na região norte do estado, distribuiu cerca de 100 refeições para caminhoneiros, com o apoio da PRF, que orientou o trânsito no local.

 

Para conferir a lista de pontos de apoio, restaurantes, postos de combustíveis e borracharias que seguem abertos nas rodovias federais e estaduais do Paraná, e para saber mais sobre as ações da PRF durante a pandemia da Covid-19, www.prf.gov.br/agencia/coronavirus. (Com PRF). 

Hashtag:
Manifestação em Cascavel pede reabertura do comércio

Centenas de cascavelenses saíram às ruas, na tarde desta sexta dia 27, em forma de protesto pedindo a retomada das atividades do comércio. A carreata teve início em frente à Catedral Nossa Senhora Aparecida e percorreu a Avenida Brasil até o Paço Municipal. O movimento foi organizado por empresários, autônomos e trabalhodores em geral da cidade.

 

Em Cascavel, o comércio está fechado desde o dia 20. A medida de prevenção foi tomada pelo prefeito Leonaldo Paranhos tendo em vista a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) que provoca reflexos em todo o mundo.

 

O texto do decreto em Cascavel determina que todos os comércios, bares, restaurantes, shoppings e estabelecimentos que oferecem produtos não essenciais fiquem fechados. O decreto estabelece uma multa aos comerciantes que descumprirem a medida.

 

Cinco casos de Covid-19 já foram confirmados e outros 566 estão em investigação em Cascavel, conforme a útlima atualização da Secretária Municipal de Saúde.

 

Os organizadores do protesto temem um colapso na economia local caso as lojas permaneçam fechadas por muito mais tempo. (Com Catve)

 

 

Hashtag:
Governo do Estado pede cautela para não compartilhar Fake News

Não há cura mágica, solução imediata ou "números maiores que os reais" diante do novo coronavírus. A Covid-19 impôs desafios globais sem precedentes para as administrações públicas, principalmente pela necessidade de conter as aglomerações e melhorar as estruturas hospitalares dentro de prazo exíguo. Mas esse momento também renovou uma necessidade de primeira hora: a importância das fontes oficiais de informação e da comunicação pública, aliadas contra as fake news.

 

O Governo do Paraná tem dois sites com panoramas oficiais sobre o novo coronavírus e as estratégias de prevenção e enfrentamento: a Agência Estadual de Notícias (http://www.aen.pr.gov.br ) e o portal www.coronavirus.pr.gov.br, criado na semana passada para ajudar a esclarecer dúvidas e ampliar o contato com a sociedade. E múltiplos canais oficiais nas redes sociais.

 

Eles são abastecidos diariamente com os boletins epidemiológicos da Secretaria de Saúde, decretos, medidas administrativas e as atividades desempenhadas por todas as secretarias, autarquias e empresas públicas para ajudar a população.

 

Segundo o secretário de Comunicação Social e Cultura, João Evaristo Debiasi, o Governo do Estado tem se guiado pela transparência e pelo contato direto com a população. A orientação natural é pelo cuidado com as fontes ao receber uma informação. Para reforçar ainda mais essa diretriz, mantemos contato ininterrupto com os veículos de todo o Estado para municiá-los sobre as orientações das autoridades sanitárias e para ajudá-los a enfrentar esse momento difícil, afirma. ?Também ampliamos a cobertura das notícias relacionadas ao novo coronavírus. É o momento de confiar na informação pública.

 

Nesse momento de pandemia, segundo o secretário, a recomendação aos cidadãos é acompanhar os acontecimentos diários nos veículos de comunicação (TV, rádio, jornal ou portais) nacionais ou locais. Eles contam com profissionais habituados a lidar com notícias e com checagem, e procuram, diuturnamente, especialistas do Estado e da comunidade científica/acadêmica para esclarecer pontos nebulosos, complementa. É preciso ter muita cautela. Há um esforço conjunto para tranquilizar e informar a população.

 

MAIS CANAIS - A Secretaria da Saúde também possui um site oficial e uma Ouvidoria-Geral para esclarecer quaisquer dúvidas relacionadas ao novo coronavírus. A estrutura foi reforçada nesta semana com o ingresso de 30 alunos de medicina e atendimento 24 horas por dia. Os contatos podem ser feitos por telefone (0800 644 4414 ou 41 99117-3500) ou WhatsApp (41 3330-4414).

 

Pela diretriz da Saúde, os técnicos e alunos respondem dúvidas sobre a Covid-19 (sintomas, prevenção, medidas de higiene, acompanhamento dos casos) e podem ajudar a esclarecer algumas fake news genéricas que circulam nas redes sociais, como existência de vacina, soluções caseiras milagrosas ou supostas pesquisas.

 

Na Controladoria-Geral do Estado (CGE) também há um canal online, um telefone (0800-41 11 13) e um WhatsApp (3883-4014). Esses espaços não têm caráter consultivo para o coronavírus, mas todas as denúncias e sugestões recebidas são encaminhadas para as áreas responsáveis no Governo.

 

DENÚNCIAS - Outro canal importante do Estado é a Polícia Civil, que disponibiliza o telefone geral (181) para receber denúncias ligadas ao compartilhamento de notícias falsas e aproveitadores do caos. O Núcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber) redobrou a atenção na internet nas últimas semanas e já tem investigações em andamento contra quem cria fake news e falsos alardes, além dos charlatães.

 

?O trabalho é manual, envolve muitas equipes, e leva muito em consideração as denúncias que recebemos diariamente. E também notificações do Facebook, Instagram, WhatsApp, afirma o delegado José Barreto de Macedo Junior, titular do Nuciber. Os criminosos aproveitam desse momento de fragilidade para praticar golpes virtuais, distorcer a solidariedade. Isso chega até as pessoas por e-mail ou pelas redes sociais. Parece uma forma de ajuda, mas não é. É preciso atenção, buscar informações verdadeiras. Estamos sempre dispostos a ajudar.

 

Entre os golpes estão pedidos de ajuda para hospitais ou entidades sociais, inclusive com a criação de sites, identidades e telefones enganosos, além do falso alarde, punido pela Lei de Contravenções Penais. Pode pegar pena de até seis meses de prisão quem ?alarma, anunciando desastre ou perigo inexistente, ou pratica qualquer ato capaz de produzir pânico ou tumulto?. Esse caso engloba postagens que citam, por exemplo, que o novo coronavírus terá efeitos devastadores em determinada cidade ou que as autoridades estão ?escondendo os casos ou as vítimas.

 

As investigações policiais também se debruçam sobre charlatanismo. ?São pessoas que se passam por especialistas, com curas infalíveis, ou métodos para não pegar o coronavírus. Alguns são procedimentos perigosos que inclusive podem lesionar, complementou o delegado. Pela legislação brasileira, há pena de três meses a um ano de prisão para quem ?inculcar ou anunciar cura por meio secreto ou infalível.

 

Também estão no radar da Polícia Civil os golpes cibernéticos, supostas visitas de técnicos da Saúde e aplicativos com nomes similares à Covid-19 que permitem invasão nos celulares. Também nesses casos a recomendação é pela informação. E em caso de insistência, pela denúncia.

 

DEMAIS ÓRGÃOS - O Ministério Público do Paraná orienta os cidadãos a procurarem as promotorias municipais nessa lista de contatos para efetivar denúncias. O trabalho, apesar de remoto, continua operando normalmente. O Tribunal de Justiça também iniciou uma campanha nas suas redes sociais para reforçar a necessidade de buscar informação qualificada. (Com Catve)

 

 

 

Hashtag:
Detran-PR adia vencimento da CNH por tempo indeterminado

O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) adiou por tempo indeterminado o vencimento das Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) emitidas no estado expiradas desde 19 de fevereiro.

 

Uma série de medidas, publicada em uma portaria, foram anunciadas nesta quarta-feira (25) por causa da pandemia do novo coronavírus.

 

Além disso, o órgão postergou a conclusão dos processos para a primeira habilitação pelo prazo de 12 a 18 meses.

 

Outras medidas tomadas pelo Detran-PR foram a suspensão dos prazos para a transferência dos veículos e a interrupção, por tempo indeterminado, as suspensões e cassações de CNHs.

 

Os prazos para apresentação de defesa, indicação de condutor e recursos de multas também foram dilatados pelo órgão.

 

Os atendimentos presenciais do Detran-PR estão suspensos desde o dia 19 de março. Os serviços podem ser feitos online ou pelo telefone 0800 643 7373. (Com G1)

 

 

 

Hashtag:
Guarapuava abre ginásio municipal para abrigar moradores de rua

Pelo menos 50 pessoas que vivem em situação de rua serão abrigadas em um ginásio de esportes que foi aberto pela Prefeitura de Guarapuava, na região central do Paraná, nesta quarta-feira (25). Segundo a prefeitura da cidade, o objetivo é proteger as pessoas do novo coronavírus.

 

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o Paraná tem 70 casos confirmados da doença. No entanto, nenhum dos diagnósticos foi feito em Guarapuava. A cidade tem 12 suspeitas da Covid-19 sendo investigadas.

 

O Ginásio Municipal de Esportes Santa Terezinha, no bairro Santa Cruz, irá receber as pessoas em situação de rua a partir das 15h de quarta-feira.

 

Segundo a prefeitura, o abrigo irá disponibilizar alimentação, higiene e acomodação para quem procurar por atendimento.

 

Pessoas cadastradas no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) ou que procurarem por atendimento no ginásio serão analisadas e encaminhadas, de acordo com o município. (Com G1)

 

 

 

Hashtag:
Procon do Paraná orienta sobre contratos com escolas e academias

Muitas pessoas estão em dúvida sobre direitos e deveres referentes aos contratos que envolvem consumidores e escolas, academias ou cursos livres de modo geral, devido à suspensão de atividades por conta da pandemia do coronavírus.

 

Em relação às escolas, faculdades e universidades, é possível disponibilizar o conteúdo por meio da internet - o que pode ser aceito, desde que haja o acompanhamento pedagógico correto e adequado, que o aluno possa tirar dúvidas, que tenha uma boa avaliação e que se garanta um aprendizado similar ao presencial.

 

Outra questão é sobre contratos de academias e cursos livres. Neste caso é recomendado que as partes cheguem a um acordo, se necessário, com a disponibilização de um crédito para utilização futura ou um número maior de aulas pelo mesmo valor após a pandemia, o que pode ser uma saída para evitar o conflito, o que neste momento é a pior alternativa.

 

De acordo com o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, descontos são recomendáveis se as escolas só tiverem a modalidade presencial ou a modalidade online tiver preços inferiores. "O ideal é que as escolas cheguem a acordos com as associações de pais", afirma ele.

 

"Por conta de toda essa situação atípica que estamos vivendo devido ao coronavírus, todos nós temos que abrir a mão, de alguma maneira, negociando, entrando em acordos", diz a chefe do Procon-PR, Claudia Silvano.

 

"Este não é aquele momento que todo mundo só tem direitos e deveres, mas sim o que temos que nos tornar mais sensíveis com o próximo e não pensar apenas nas nossas coisas", afirma.Se houver conflito, o consumidor pode reclamar pela plataforma consumidor.gov.br. (Com Catve)

 

 

 

Hashtag:
Adiado prazo para licenciamento de veículos no Paraná

Os prazos para registro e licenciamento de veículos novos, inclusive os destinados ao transporte coletivo de passageiros e de cargas, foram cancelados por tempo indeterminado.

 

A decisão, tomada pelo Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal, o Departamento de Estradas e Rodagem (DER-PR) e a Polícia Militar do Paraná, atende ao Decreto 4230/2020 do Governo do Estado para enfrentamento da pandemia do coronavírus.

 

O condutor que estiver portando a nota fiscal de compra e venda do veículo não será impedido de utilizar os veículos de transporte de carga de qualquer espécie, além dos coletivos.

 

O objetivo neste momento de crise é que todos os esforços do Detran-PR, DER-PR, PMPR e PRF facilitem e viabilizem o transporte terrestre em todo o Paraná. (Com AEN-PR)

 

 

 

 

Hashtag:
Família é esmagada por pá-carregadeira e um dos passageiros morre, em Londrina

Uma família foi esmagada na noite de quarta dia 25,  por pá-carregadeira em estrada rural, no distrito de Limoeiro, zona Leste de Londrina.

 

A Fiat Toro ocupada por três pessoas da mesma família estava em uma subida atrás do maquinário, quando a pá acabou perdendo o controle da direção, desceu de ré e esmagou o carro.

 

O maquinário acabou em cima do veículo Fiat Toro, a família que estava no interior não conseguiu sair a tempo.

 

O Corpo de Bombeiros rapidamente foi chamado, mas demorou mais de três horas para conseguir remover as vítimas das ferragens. Durante a retirada, uma das vítimas morreu, outras duas pessoas foram encaminhadas em estado grave ao hospital.

 

Outra dificuldade encontrada foi a estrada já que algumas pedras foram recentemente jogadas e estavam soltas, as ambulâncias só conseguiram sair após serem guinchada pelo caminhão do Corpo de Bombeiros.

 

O corpo da vítima fatal foi removido ao IML (Instituto Médico-Legal).(Com CATVE). 

Hashtag:
Paraná registra 57 óbitos e mais de 76 mil casos por dengue

A Secretaria da Saúde do Paraná reforça as orientações de prevenção contra a dengue em todo o estado. O boletim divulgado nesta terça dia 24, registra oito novos óbitos provocados pela doença. O monitoramento, com início em agosto do ano passado, totaliza 57 mortes por dengue. O boletim traz 76.655 casos confirmados da doença - 11.131 a mais que a semana anterior que registrava 65.524.

 

“Não podemos baixar a guarda no combate ao mosquito transmissor da dengue” afirma o secretário da Saúde Beto Preto. “Neste momento, em que a população está mais em casa por conta da prevenção ao coronavírus, reforçamos o pedido para uma verificação geral nos domicílios para eliminação de pontos que acumulem água parada. Esta é a mais efetiva medida preventiva contra a dengue e deve ser permanente”, destaca.

 

Os óbitos apontam como cidade de residência Barbosa Ferraz, com registro de dois casos, sexo masculino, os dois com 86 anos de idade, um sem comorbidade associada e outro com neoplasia em tratamento. Foz do Iguaçu tem um caso, de um homem de 72 anos, portador de doença autoimune, hipertensão e diabetes; Querência do Norte, uma mulher de 90 anos, também portadora de doença autoimune; Marechal Cândido Rondon, um homem de 82 anos, com hipertensão arterial sistêmica; Bandeirantes, uma mulher de 63 anos, sem comorbidades; Londrina, um homem de 45 anos, sem comorbidades , e em Perobal, um menino de 11 anos, também sem apresentar doenças associadas.

 

MUNICÍPIOS - No Estado são 162 municípios em situação de epidemia no período epidemiológico, sendo que 15 entraram para a relação nesta semana: São Tomé, Capitão Leônidas Marques, São Pedro do Iguaçu, Santa Amélia, São João do Ivaí, Campo Mourão, Rolândia, Bela Vista do Paraíso, Cidade Gaúcha, Quarto Centenário, Sabáudia, Itambaracá, Araruna, Quedas do Iguaçu e Barra do Jacaré. Outros 34 municípios estão em situação de alerta.

 

Segundo o boletim são 183.699 casos notificados, ainda em fase de investigação, em 358 municípios.

 

REDOBRAR CUIDADO - O secretário da Saúde do Paraná destaca que o Estado ainda passa pelo período crítico de transmissão da dengue. “Por isso conclamamos à população para que redobre a aplicação das medidas de prevenção da doença, a dengue é grave e mata”.

 

As medidas já são bem conhecidas e envolvem a eliminação de todos os pontos que possam acumular água parada como vasos de plantas, calhas, lajes, ralos, entre outros; estas ações devem ser diárias tantos nos ambientes domiciliares como nos locais de trabalho e áreas públicas.

 

 

 

Hashtag:
Caso suspeito de coronavírus em hospital particular de Cascavel foi descartado; exames apontaram pneumonia

Um caso que era considerado como suspeito de coronavírus de uma paciente internada em um hospital particular de Cascavel foi descartado.

 

Um dos diretores do Hospital Policlínica que informou que os resultados dos exames da paciente apontaram pneumonia, e não Covid-19.

 

 

Ainda de acordo com o diretor, o quadro de saúde da paciente está estável e logo deve haver remoção para um quarto.

 

Até o momento Cascavel teve dois casos confirmados de coronavírus e 21 descartados. (Com CGN)

 

 

 

Hashtag: