Defesa Civil orienta municípios sobre possíveis situações de emergência diante da dengue

A Defesa Civil realizou nesta quarta dia 22, videoconferência sobre instalação de gabinetes de crise e decretação de estado de emergência para representantes de municípios de todas as regiões. Foi na sede da Secretaria da Saúde do Paraná, como parte das ações do Comitê Intersetorial de Controle da Dengue.
 
 
As informações foram transmitidas para as 22 Regionais Estaduais de Saúde, que convidaram gestores municipais, representantes de órgãos públicos e da sociedade civil para participarem do evento. “Diante da situação de epidemia de dengue, com 7.618 casos confirmados da doença neste período, os gestores devem estar preparados sobre como e quando decretarem situação de emergência; caso a situação fique ainda mais grave, os gestores devem estar informados para enfrentarem o problema de forma organizada”, explica o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.
 
 
O coordenador estadual da Defesa Civil, coronel do Corpo de Bombeiros do Paraná, Samuel Prestes, informou que existem normas e protocolos indicados pela Secretaria de Defesa Nacional e que, caso os pedidos ocorram, deverão ser avaliados diante do número de casos confirmados e da evolução da situação de emergência.
 
 
“Existe um rol de documentos e de providências que devem ser tomadas para que o recurso de decretação de situação de emergência possa chegar; é preciso comprovar que os municípios extrapolaram suas capacidades de respostas diante do problema, então é muito importante que os gestores conheçam as formas legais e legislativas para que não haja questionamento posterior junto a tribunais de contas”, disse o coordenador.
 
Decreto 
 
 
 O decreto de situação de emergência deve ser assinado pelo governador, reconhecido pelo governo federal, e tem a duração de 180 dias. “A partir da oficialização deste documento, os municípios têm direito a recursos, diante das esferas governamentais que podem ser carreados com mais facilidade para o enfrentamento da situação; são parâmetros parecidos para todos os tipos de situações, como desastres naturais, calamidades, enchentes, vendavais, inundações”, informou o coronel Prestes.
 
 
A coordenadora de Vigilância Ambiental da Sesa, Ivana Belmonte, reforçou durante a videoconferência, que a situação de cada município do Estado está sendo acompanhada pelas Regionais de Saúde e que se os pedidos de decreto chegarem até o Governo Estadual serão rigorosamente avaliados. “A incidência epidêmica não é fator determinante para este tipo de decreto; devem ser avaliadas todas as possibilidades assistenciais de cada cidade”, complementou.(Com AEN). 
Hashtag:
Paraná vira destaque nacional no ensino de inglês em escolas públicas, diz pesquisa

O Paraná é a principal referência do país quando o assunto é ensino de inglês na rede pública. Ao menos é isso o que aponta uma pesquisa do British Council, chamada “Estudo de Políticas Públicas para o Ensino de Inglês”, que colocou o estado paranaense como um dos únicos, ao lado de Pernambuco, a atingir todos os critérios avaliados, alcançando um nível alto de estruturação e consolidação do ensino de Língua Inglesa na rede pública de educação.

 

Ao todo, sete tópicos foram avaliados pelos pesquisadores para mensurar a qualidade do ensino de inglês na rede pública: (1) existência de fundamentação específica para língua inglesa presente no currículo; (2) existência de documentos complementares voltados à implementação do currículo ou ao apoio do ensino da língua inglesa; (3) prática de formação específica para professores de língua inglesa; (4) oferta ampliada para aprendizado de inglês (cursos no contraturno, existência de centro de línguas ou de programas de apoio ao desenvolvimento do ensino da língua inglesa); (5) monitoramento e avaliação para a língua inglesa; (6) proporção de professores de língua inglesa concursados; e (7) o perfil de formação, a habilitação do professor em língua inglesa.

 

Cada um dos indicadores recebeu pontuação de 0 a 3, totalizando 21 pontos, no máximo, para cada unidade da federação. O Paraná ficou na liderança, com 19 pontos, seguido de Pernambuco (17), São Paulo (14) e Distrito Federal (13). Os estados do Pará, Amapá, Goiás, mato Grosso e Alagoas não foram contemplados pela pesquisa pois, de acordo com o British Council, não foi possível o levantamento de algumas das informações.

 

Um dos principais destaques no estado diz respeito à escolaridade dos professores. No Paraná, 98,7% dos profissionais possuem graduação em curso superior, sendo que mais de 70% foram habilitados em língua inglesa ou língua estrangeira moderna e 90,5% já concluíram pós graduação lato-sensu.

 

Com relação à existência de ambientes de estudos complementares, a pesquisa revela que, dos 927.037 estudantes da rede pública (ensino fundamental e médio), 30.200 participam no contraturno da oferta de 11 idiomas, o equivalente a 3,3% dos alunos da rede pública.

 

Outro destaque, que aprece como exemplo de boas práticas, foi o processo de construção dos referenciais curriculares da rede estadual de ensino. Segundo os pesquisadores, a construção do documento se deu entre os anos de 2003 e 2008, com a participação ampla da comunidade escolar (técnicos pedagógicos, docentes e pesquisadores) na elaboração da proposta que, quando finalizada, foi implementada a partir de um plano estruturado.

 

Parcerias ajudam no aperfeiçoamento da língua

 

Técnica pedagógica de Línguas Estrangeiras Modernas do Departamento de Desenvolvimento Curricular da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, Luci Gohl apontou, em entrevista recente à Agência Estadual de Notícias (AEN), que parcerias visando o desenvolvimento de professores são um dos principais diferenciais para o ensino de Língua Inglesa no Paraná.

 

No ano passado, por exemplo, dois programas, um da Fulbright e outro da Capes, proporcionaram aos docentes semanas de curso intensivo nos EUA, com 58 professores da rede estadual contemplados. Ao retornarem no Brasil, multiplicaram o conteúdo por meio de encontros de capacitação organizados pela Secretaria e elaboraram planos de ação para serem aplicados nos Núcleos Regionais de Educação.

 

“Esses professores estão sendo recebidos de volta pela Secretaria com valorização e reconhecimento”, disse Luci Gohl. Segundo ela, esses professores têm o compromisso, hoje, de multiplicação. “Também estão sendo incentivados a escrever artigos científicos sobre suas experiências, para estender essa multiplicação muito além”, afirmou.

 

Durante o período em que participam de programas do gênero, os professores são afastados com ônus limitado, o que significa que, continuarão recebendo o salário e demais vantagens.

 

Celem

 

A Secretaria de Educação dispõe de Centros de Línguas Estrangeiras Modernas (Celem) nas escolas da rede estadual, onde são ofertados cursos não só de Inglês, mas Alemão, Espanhol, Francês, Italiano, Japonês, Mandarim, Polonês, Ucraniano, Libras e Português (para falantes de outras línguas.) Os centros funcionam no contraturno escolar e as vagas são destinadas a estudantes da rede estadual de ensino (70%), a professores e funcionários da rede (10%) e à comunidade (20%). As matrículas são anuais e devem ser feitas de acordo com o cronograma de cada colégio, sendo que as aulas começam junto comn o ano letivo escolar e cada cidadão pode cursar até dois idiomas. Para mais informações, visite o site do Celem. (Com Bem Paraná)

 

 

 

Hashtag:
Paraná soma 40 mortes de macacos por febre amarela

O boletim epidemiológico divulgado nesta quarta dia 22, pela Secretaria de Estado da Saúde confirma sete novos casos de epizootias no Paraná, somando 40 casos confirmados de morte de macacos com febre amarela, enquanto outros 104 seguem em investigação. No último informe de febre amarela, em 14 de janeiro, eram 33.

 

As epizootias estão distribuídas em 18 municípios de sete regionais de saúde. As novas confirmações foram em: Quatro Barras (1), Rio Negro (1), Mallet (1), Antônio Olinto (1) São Mateus do sul (1) e Cândido de Abreu (2). Os municípios de Balsa Nova (1), Mandirituba (1), Castro (11), Ipiranga (2), Palmeira (1), Piraí do Sul (2), Ponta Grossa (8), São João do Triunfo (1), Imbituva (1), Teixeira Soares (2), Prudentópolis (1) e Sapopema (2) já tinham casos confirmados.

 

O boletim não registra casos de febre amarela em humanos. O Paraná segue em alerta com 15 casos em investigação. O período epidemiológico começou a ser monitorado em julho de 2019 e, desde então, a Secretaria de Estado da Saúde vem fazendo um trabalho efetivo e intensificado de bloqueio sanitário.

 

No período anterior, julho de 2018 e junho de 2019, foram confirmados 17 casos da doença e um óbito.

 

VACINA – O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, reforça a importância da vacinação contra a febre amarela em todo Paraná, principalmente nas regiões onde já existe confirmação da circulação do vírus. “As epizootias confirmam que o vírus está presente nestes locais. É preciso que a população busque a unidade de saúde mais próxima da sua casa e tome a vacina contra a doença, que está disponível nos 399 municípios”, alerta.

 

A vacina é indicada para crianças a partir dos nove meses, com reforço aos quatro anos, e para adultos até os 59 anos. Para gestantes, mulheres que amamentam, crianças até nove meses de idade, adultos maiores de 60 anos, pessoas com alergia grave a ovo ou imunodeprimidos, a recomendação é que só sejam vacinados com a avaliação de um profissional de saúde. Apenas uma dose da vacina garante a imunidade por toda a vida.

 

 

 

 

Hashtag:
Carga de R$3 milhões em contrabando de cigarros é apreendida em Guarapuava

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, no final da tarde desta quarta dia 22, cerca de 700 mil carteiras de cigarros contrabandeados do Paraguai, em Guarapuava (PR).

 

Por volta das 17h30, os agentes da PRF abordaram um caminhão que tracionava dois semirreboques (bitrem) na BR-277 km 310 em Guarapuava. Durante a vistoria, os agentes descobriram que ele estava carregado com cerca de 700 mil carteiras de cigarros contrabandeados, avaliados em aproximadamente R$ 3 milhões.

 

O motorista foi preso em flagrante. A carga de cigarros de origem estrangeira configura em tese no crime de Contrabando (Art. 334-A do Código Penal). Após ser dado voz de prisão ao condutor dos veículos, o mesmo foi conduzido à Polícia Federal em Guarapuava para procedimentos cabíveis. Conforme solicitação do Delegado de Polícia Federal plantonista, a carga de cigarros estrangeiros foi escoltada e encaminhada pela Polícia Rodoviária Federal até o depósito da Receita Federal em Ponta Grossa, onde será realizada a contagem e totalização dos cigarros apreendidos.

 

A outra apreensão ocorreu no dia 17 deste mês, onde um caminhão foi encontrado abandonado na BR 277 em Guarapuava. Nesta apreensão a carga foi avaliada em 2 milhões de reais.

 

 

Por Assessoria

 

 

Hashtag:
Novas imagens mostram dimensão da tragédia com três mortos na BR 277

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) divulgou novas imagens que mostram a dimensão da tragédia que deixou três pessoas mortas na BR 277 no trecho conhecido como Serra da Esperança, em Guarapuava. O acidente foi na tarde de quarta dia 22.

 

A batida foi entre a Ford Ranger - com placas de Cascavel, o Pálio Weekend e um bitrem.

 

A PRF informou que o bitrem sem freio invadiu a pista contrária sem freio e bateu contra o Pálio e depois contra a Ranger. A carreta ainda atingiu o barranco e desceu cerca de 100 metros em uma ribanceira às margens da rodovia.

 

Os carros foram esmagados, as latarias dos automóveis de passeio ficaram retorcidas. O condutor da Ranger, um homem de 53 anos, morreu no local. As outras duas vítimas fatais são o motorista do Palio e a passageira, de 57 e 18 anos, respectivamente. Os corpos foram encaminhados ao IML (Instituto Médico-Legal) de Guarapuava.

 

O acidente ainda deixou duas pessoas gravemente feridas: a passageira da caminhonete, uma mulher de 57 anos, e outra passageira do Palio, uma jovem de 18. Ambas foram encaminhadas a hospitais de Guarapuava, assim como o condutor do bitrem, de 44 anos, que sofreu apenas ferimentos leves. (Com Catve)

 

 

 

 

 

 

Hashtag:
Inscrições para PSS do Consamu encerram nesta sexta dia 24

Nesta sexta dia 24, é o último dia para realizar as inscrições do Processo Seletivo Simplificado (PSS) do CONSAMU (Consórcio Intermunicipal Samu Oeste).

 

Interessados devem comparecer no Setor de Recursos Humanos do órgão, na Rua Uruguai, 283, Bairro Alto Alegre em Cascavel.

 

O atendimento é feito das 8h30 às 11h30 e 14h às 17h. O critério utilizado para a escolha dos candidatos é a análise de currículo.

 

O edital prevê vagas para médicos, com lotação inicial na Unidade de Pronto Atendimento - UPA, na cidade de Guaíra.

 

Mais informações nos telefones (45) 3036-7105 e 3036-7106. (Com Catve)

 

 

 

 

 

Hashtag:
Testemunhas de acidente de Maria Eduarda serão ouvidas nos próximos dias

A Polícia Civil deve ouvir mais testemunhas do acidente que matou a pequena Maria Eduarda Mendes de 7 anos, que morreu atropelada na noite do dia 18 de janeiro, no Conjunto Melissa - região Norte de Cascavel.

A menina foi atropelada pelo condutor do Fiat Uno que seguia pela Rua Nogueira quando atingiu a menina. Câmeras de segurança mostram que a vítima foi arremessada metros à frente após o choque. Maria Eduarda chegou a ser atendida pela equipe do Siate, mas morreu antes do deslocamento ao hospital.

O condutor do carro que não tem CNH (Carteira Nacional de Habilitação) foi agredido por populares logos após o acidente e foi encaminhado em estado grave ao hospital.

 

Ele só prestou depoimento quatro dias após o acidente na delegacia de Quedas do Iguaçu.

 

Oitivas serão realizadas nos próximos dias e a prisão preventiva deve ser solicitada. (Com CATVE). 

Hashtag:
IML identifica pai e filha mortos em acidente na BR-376

O Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Grossa divulgou oficialmente a identidade de pai e filha que morreram num acidente de trânsito no fim da tarde desta quarta dia 22, em Ponta Grossa. José Nilson Ferreira, de 58 anos, e Aline Roani Ferreira, de 18 anos, estavam no Celta que saiu da pista e bateu contra uma árvore no quilômetro 464 da rodovia, no trecho que liga o trevo Caetano ao bairro Pinheiro, saída para o norte da cidade.

 

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), havia muitas sacolas de compras dentro do automóvel da família, o que indica que possivelmente eles tenham seguido para a cidade para fazer compras e estavam voltando para Reserva no momento da tragédia.

 

Chovia no momento da batida, que mobilizou equipes do Corpo de Bombeiros, PRF e da Polícia Científica para fazer a perícia no local. O velório dos corpos acontece no município de Reserva e o sepultamento está agendado para as 17h desta quinta dia 23, também na cidade onde a família morava. (Com A Rede). 

Hashtag:
Família de menina morta em acidente pede justiça; PM desmontou bloqueio

Durou aproximadamente 18 horas o protesto de familiares de Maria Eduarda na Avenida Piquiri, Bairro Brasmadeira em Cascavel.

               

Parentes e amigos bloquearam a via ainda na tarde de terça dia 21, num pedido de justiça.

 

 Eles queimaram pneus, estenderam cartazes e colocaram cones para impedir passagem de veículos.

 

Apenas ambulâncias e pessoas que trabalhavam em locais próximos foram liberadas para passar, além de pedestres, durante esse período.

 

Os manifestantes pediam a presença da Polícia Civil ou de juízes, que acompanham a investigação sobre a morte da menina, que não resistiu após ser atropelada na noite do último sábado dia 18.

 

A mãe da criança, Gisele Mendes, disse que quer o culpado pela morte de Maria Eduarda preso.

 

E questiona porque a polícia não fez a prisão em flagrante do condutor do veículo.

 

A família só saiu do local porque a Polícia Militar interviu.

 

Duas viaturas da PM foram até o local, e os militares retiraram o bloqueio, liberando para o trânsito. O major Cícero Tenório foi quem conversou com familiares.

 

Segundo o Major, a intervenção foi necessária porque a via é um trajeto importante para toda a região norte da cidade e o protesto estava gerando transtornos.

 

A Polícia Civil, em nota, disse que já se manifestou de forma detalhada sobre a investigação e que neste momento atua com foco em acelerar o andamento do inquérito.

 

A Polícia diz que não coube a simples liberação do investigado, porque não foi possível a apresentação dele à autoridade policial. Isso ocorreu, segundo a polícia, em razão das agressões físicas contra o investigado, que precisou ficar em internamento hospitalar.

 

A Polícia diz que, a ação dos populares em linchar o acusado acabou por prejudicar uma possível autuação em flagrante. A polícia considera o protesto um direito da família e ressalta que trabalha com afinco no caso.

 

 

O promotor de Justiça de Cascavel, Alex Fadel, acompanha o caso. Segundo ele, a razão de o acusado não ter sido preso em flagrante deve ser levantada junto à delegacia de Polícia Civil. Mas, a regra geral é que haja prisão em flagrante, ainda que o acusado fique custodiado no hospital, o que não ocorreu.

 

Caso o motorista fosse preso, possivelmente seria liberado mediante pagamento de fiança ou cumprimento de outra medida cautelar, já que raramente uma pessoa fica presa por crime de trânsito.

 

Agora, as providências são investigar, como ouvir testemunhas, o condutor do carro, perícias no veículo automotor e câmeras de segurança que comprovem o atropelamento.

 

Essas informações serão acrescentadas em inquérito policial e encaminhadas ao Ministério Público, para aí sim determinar o tipo de crime cometido.(Com CBN). 

Hashtag:
Colisão deixa um ferido entre Chopinzinho a Candói

Um acidente do tipo colisão frontal na BR 373 na manhã desta quarta dia 22, na comunidade do Mato Branco, entre Chopinzinho e Candói deixou uma pessoa gravemente ferida.
 
 
A colisão envolveu um Ford Ka sedan placas de Belo Horizonte-MG, conduzido por Luciano Ravach Aguiar, 53 anos, o qual teve ferimentos graves e foi encaminhado pelo SAMU ao hospital em Chopinzinho.
 
 
O outro veículo envolvido um caminhão carregado com fogões que havia saído de Pato Branco e estava seguindo para São Paulo. O condutor Luiz Fernando não teve ferimentos.
 
 
No local do acidente, o condutor do caminhão disse que o veículo Ford KA vinha sentido contrário e em uma curva o motorista rodou na pista e foi de encontro ao caminhão que vinha sentido contrário. Ele disse que ainda tentou puxar o caminhão, mas não conseguiu evitar a colisão que com a força do impacto arrancou o motor do veículo.
 
 
A rodovia ficou parcialmente interditada por mais de duas horas, até que fosse providenciado a remoção do caminhão. Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros e SAMU atenderam a ocorrência.
Hashtag:
Paraná já emite novo modelo de carteira de identidade

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) iniciou a emissão de um novo modelo de carteira de identidade. O documento possibilita a inclusão de diversos dados e oferece mais segurança contra a falsificação. O antigo Registro Geral (RG) continua válido.

 

De acordo com a PCPR, a nova versão é mais segura contra falsificações porque, por meio de biometria, são acessadas todas as informações de outros documentos pessoais, além de verificar se a pessoa possui outro RG no Estado, evitando fraudes.

 

Em caso de roubo ou extravio da carteira de identidade atual, pode ser solicitada a 2ª via rápida. Nesse caso, será emitida no novo modelo, mas apenas com as informações que já contém hoje. Quem desejar o novo layout e com a inclusão de novos dados deve seguir os passos para a emissão da primeira via.

 

O diretor do Instituto de Identificação da PCPR, Marcus Vinícius Michelotto, avalia o novo documento como um grande passo. "É o Estado do Paraná se adequando a um decreto federal que dará mais sentido e valor ao RG. Além disso, a carteira de identidade vai possibilitar que o cidadão tenha um documento único", acrescenta. Sete estados, incluindo o Paraná, já atendem o decreto.

 

NA PRÁTICA

 

O novo modelo permite a inserção de dados referentes à Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), Programa de Integração Social (PIS), Número de Identificação Social (NIS), Programa de Formação e Patrimônio do Servidor Público (Pasep), Cartão Nacional de Saúde (SUS), Certificado Militar, carteira nacional de habilitação, título de eleitor, tipo sanguíneo e fator RH.

 

O cidadão ainda pode incluir condições especiais de saúde e nome social, mediante requerimento por escrito e relacionado à identidade de gênero.

 

Para que todos esses dados constem na carteira de identidade é necessário apresentar documentos oficiais comprobatórios no momento do atendimento no posto do Instituto de Identificação. No caso do NIS, PIS, Pasep e SUS, o requerente deve levar o cartão de inscrição original. Para inserir CTPS, carteira de habilitação, título de eleitor e Certificado Militar é preciso fornecer o documento original ou cópia autenticada.

 

SAÚDE

 

Para acrescentar tipo sanguíneo e fator RH é necessário apresentar o resultado do exame laboratorial, caderneta de vacinação e outros documentos similares contendo os dados do requerente. Além disso, a assinatura e registro no órgão de classe específico do profissional responsável pelo exame laboratorial ou emissão do documento.

 

No caso de incluir condições especiais de saúde, o cidadão deverá levar atestado médico ou documento oficial que comprove a vulnerabilidade ou condição particular de saúde. Os modelos de relatório e atestado médico, assim como informações detalhadas, estão disponíveis no portal da PCPR. Basta acessar http://www.policiacivil.pr.gov.br, rolar a página até a ferramenta ?Serviços da PCPR?, selecionar a aba Carteira de Identidade e clicar na opção de instruções. (Com AEN)