20 metas simples para ser uma pessoa mais saudável em 2020

Ter uma vida mais saudável está entre os principais objetivos para muitas pessoas a cada virada de ano. Mas essa meta, muitas vezes, acaba se perdendo no decorrer do ano. “É comum começarmos um novo ano focados em cumprir nossas metas, mas com a correria do dia a dia acabamos deixando de lado”, comenta a especialista em emagrecimento Edivana Poltronieri, do 5S Estilo de Vida Saudável.

 

 

“Isso acontece também porque as pessoas acham que para viver uma vida saudável é preciso fazer grandes mudanças. Porém, mudar pequenos hábitos já podem trazer um ótimo resultado.” Confira as dicas da especialista pra, enfim, bater suas metas de 2020:

 

Beber a quantidade de água ideal

 

Manter-se hidratado diariamente está relacionado integralmente com um melhor funcionamento do corpo e da mente. O ideal é beber 35ml a cada kg para quem é sedentário e 70ml para quem se exercita.

 

Dica da especialista: “Para quem esquece de beber água, a dica é colocar alarmes no celular ou carregar sempre uma garrafinha para sempre lembrar de ingerir o líquido.”

 

Consumir mais frutas e verduras

 

O próximo ano pode ser o momento ideal para inserir mais frutas e verduras – ricos em água e fibras que fortalecem a flora intestinal evitando diversas doenças, além de suas vitaminas e minerais que nutrem as células e evitam a tal “fome oculta”.

 

Dica da especialista: “Caso não seja muito fã de comer a fruta/verdura pura, comece a preparar picolés de frutas, salada de frutas, tortinhas de legumes e sucos detox com frutas, verduras e vegetais, por exemplo.”

 

Variar os alimentos

 

Que tal diversificar mais o cardápio? Um novo ano é um ótimo momento para experimentar novos tipos de alimentos, inclusive aqueles que você já tentou ingerir uma vez e não gostou, porém, preparados de uma forma diferente e especial.

 

Dica da especialista: “Quanto mais você variar os alimentos saudáveis, mais vitaminas e minerais diferentes serão ofertadas ao corpo. Isso ajudará no aceleramento do metabolismo, prevenindo doenças e ajudando no sistema imunológico!”

 

Comer sal sem excesso de sódio

 

O consumo excessivo do sal pode gerar problemas de saúde como hipertensão e doenças cardiovasculares. Preste atenção no quanto de sal você coloca na sua comida e vá diminuindo aos poucos. O vilão em si não é o sal, mas o sódio que ele carrega.

 

Dica da especialista: “Prepare um delicioso e saudável sal de ervas combinando diversas especiarias a seu gosto batidas no liquidificador com uma pitadinha de sal. Assim você realça o sabor sem precisar exagerar no sódio.”

 

Usar o açúcar a seu favor

 

Assim como o sal, o açúcar pode ser um vilão da alimentação saudável e, quando ingerido em abundância, é capaz de provocar doenças como diabetes e obesidade.

 

Dica da especialista: “Diminua aos poucos a quantidade usada no café, chá e sucos. Substitua também o suco de fruta adoçado por fruta in natura. Em bolos e tortas troque o açúcar por frutas secas ou naturais e quando bater a vontade louca de comer um chocolate prefira o 70% cacau.”

 

Investir nos alimentos de verdade

 

Alimentos que parecem práticos para o consumo (industrializados), muitas vezes, apresentam produtos químicos artificiais e sintéticos que não contribuem com quem quer atingir o objetivo de ser mais saudável.

 

Dica da especialista: “Comida de verdade é o alimento que você encontra na natureza e que não foi modificado.”

 

Prestar mais atenção nas embalagens

 

Comece a olhar sempre nas embalagens dos alimentos os seus nutrientes e composições antes de adquiri-lo. Caso a embalagem apresente informações não tão claras, o produto certamente não é saudável.

 

Dica da especialista: “Para 2020 tente desembalar menos e descascar mais!”

 

Ficar de olho nas bebidas

 

Essa meta vale para todas as bebidas, principalmente refrigerantes, sucos concentrados e álcool. A ingestão excessiva de bebidas industrializadas pode ajudar na obtenção e no agravamento dos problemas de saúde. Afinal, não são bebidas de verdade.

 

Dica da especialista: “Que tal começar a saborear chás naturais e água aromatizada com frutas e ervas? Seu corpo e sua mente agradecerão.”

 

Fazer novas amizades e cuidar das antigas

 

Essa meta tem tudo a ver com a era tecnológica em que estamos vivendo. Estudos apontam que manter os laços de amizade é o grande segredo da verdadeira felicidade e da longevidade.

 

Dica da especialista: “Desgrude menos do celular e grude mais em pessoas. Amigos que possam rir e chorar juntos, jogar conversa fora e visitar, conseguem suprir o que nenhum bem material proporciona dentro de nós.”

 

Mexer o corpo

 

Essa meta é comum na lista de muitas pessoas e o próximo ano pode ser o momento certo para, finalmente, dar início na prática de uma atividade física. Se você é sedentário, comece praticando pequenas caminhadas ou substituindo o elevador por escadas, por exemplo. Após 1 mês, o corpo já estará acostumado e você poderá intensificar o exercício, realizando pelo menos 15 minutos por dia. Se você já realiza algum exercício físico, que tal tentar algum esporte ou outra modalidade diferente?

 

Dica da especialista: “Para quem deseja emagrecer aconselho o HIIT: rápido, completo e prazeroso. Há várias séries disponíveis no YouTube.”

 

Desenvolver habilidades culinárias

 

Para ter um maior controle da sua alimentação, nada melhor do que preparar o seu próprio alimento. Desenvolver e aprimorar habilidades culinárias pode ser uma das metas para 2020. Além de ser um hobby que aguça a criatividade, também é uma justificativa para comer aquilo o que gosta de maneira saudável, afinal, quem escolhe os alimentos é você.

 

Dica da especialista: “Assista vídeos de culinária, adquira e-books de receitas, faça cursos rápidos, compre uma boa faca e acessórios e divirta-se criando na cozinha!”

 

Planejar com antecedência sua semana

 

Faça um calendário e, nele, coloque todas as suas atividades da semana, incluindo o cardápio de alimentos, exercícios físicos, horário livres, entre outros. Nada melhor do que uma semana organizada para conseguir concluir todas as metas.

Dica da especialista: “Você pode anotar tudo em um caderno ou baixar aplicativos que te ajudem no planejamento semanal. Chega de desculpas!”

 

Dormir mais e melhor

 

Pessoas que dormem pouco ou inadequadamente tendem a sofrer com o organismo desregulado e com aumento da fome, tornando-se um fator para o aumento de peso. Para manter ou chegar no peso ideal é fundamental dormir bem, por no mínimo, 8h diárias.

 

Dica da especialista: “Evite atividades agitadas e intensas antes de dormir, assim como o celular e notícias. O quarto deve estar em escuridão e silêncio total. Tome um chá morno de maracujá com camomila. Inspire e expire lentamente e profundamente. O resultado será uma boa noite de sono”.

 

Organizar a agenda

 

Selecione diariamente aquilo que é prioridade e deixe para realizar outras atividades conforme for concluindo as prioritárias. Tentar fazer tudo ao mesmo tempo só causará estresse e angústia, prejudicando a meta de se tornar uma pessoa com uma melhor qualidade de vida.

 

Dica da especialista: “Tome as decisões mais complexas ou difíceis sempre pela manhã onde seu cérebro ainda está cheio de energia”.

 

Metas alcançáveis para começar

 

Nos primeiros meses do ano, comece com metas objetivas que serão possíveis de serem concluídas. Depois, vá aprimorando-as conforme for concluindo.

 

Dica da especialista: “Não tente cortar todos os doces logo em janeiro ou querer correr uma maratona até fevereiro. Comece por pouco, com pequenas mudanças que se tornarão mudanças efetivas no final do ano e para toda a vida. Lembre-se: Prefira sempre o longo caminho curto ao curto caminho longo.”

 

Persistir sempre

 

O começo será muito desafiador, mas o importante é persistir! Se acontecer deslizes, mantenha o foco e recomece no próximo dia. É necessário entender que nem sempre todos os dias serão apropriados para se tornar uma pessoa saudável e que tudo depende apenas de você.

 

Dica da especialista : “Ter alguém inspirador por perto pode ser um grande aliado. Um mentor, um amigo ou alguém que você possa contar nos momentos que pensar em desistir”.

 

Cuidar da vida financeira

 

Ser organizado financeiramente é uma meta que, quando cumprida, tornará a pessoa mais saudável mentalmente. Faça planilhas de gastos para ter um melhor controle dos lucros e prejuízos. Assim, será a melhor forma de monitorar eficientemente as economias do próximo mês.

 

Dica da especialista : “Existem diversos aplicativos, consultorias e profissionais dedicados a ajudar a organizar sua vida financeira”.

 

Fazer aquilo que te faz feliz

 

Não deixe de ter um tempo para você fazer aquilo que te faz feliz. Separe 1h por dia para realizar algo que goste muito até esse hábito se tornar frequente. Isso fará com que cada dia seja mais prazeroso.
Dica da especialista : “Pode ser pintar, dançar, correr, aprender um novo idioma, malhar, tocar um instrumento, cozinhar, ler, aprender algo novo. 2020 é o ano de ser feliz!”

 

Ter recompensas

 

Ter uma recompensa quando achar que está se saindo bem nas metas é primordial. Faça algo que goste como sair com os amigos, dançar ou até mesmo ficar em casa sem fazer nada. O importante é reconhecer o seu esforço e continuar praticando os hábitos saudáveis.

 

Dica da especialista: “Olhe-se no espelho. Elogie-se mais. Parabenize-se. Sinta mais orgulho de você. E lembre-se: Sentimentos só se recompensa com outro sentimento, nunca com coisas”.

 

Contar com ajuda de profissionais

 

Profissionais da área da saúde são pessoas que entendem sobre determinado assunto, então não há problema em solicitar um auxílio. “Se você achar que precisa de ajuda para concluir qualquer meta, entre em contato com um profissional de confiança”, indica a especialista.

 

Dica final: “Se você conseguir realizar 20% das metas acima, já será 80% mais saudável e feliz e isso realmente acontece! Pode apostar”.

 

(Com Delas - iG)

 

 

 

Hashtag: |
Nutrólogo ensina detox radical de 2 dias; veja cardápio completo

Médico fala o que comer depois dos exageros das festas de final de ano, mas também faz um alerta: dieta detox deve ter um tempo reduzido.


Passou Natal, Ano Novo, churrasco do dia 1º e os memes que mostram o quanto a galera exagerou nessa época se multiplicam nas redes sociais. E agora, o que fazer? Segundo médico nutrólogo Alexandre Gomes de Azevedo, dá para investir em um detox bem radical para preparar o corpo para um ano mais saudável.

 

 

O detox exclui as carnes vermelhas e é baseado em sucos e sopas. Como trata-se de um cardápio composto apenas por líquidos, a dieta deve ser feita com cuidado e por apenas dois dias .

 

"Ela não deve ser prolongada por mais tempo justamente por ser bem restritiva. Caso deseje continuar, é recomendado outro cardápio da dieta detox com uma mistura de alimentos líquidos e sólidos", alerta o profissional.


Cardápio detox de 2 dias

 

Depois do recado, Alexandre detalha o cardápio dessa dieta detox:

 

Primeiro Dia

 

Sopas detox fazem parte do cardápio sugerido pelo nutrólogo

 

Ao acordar: 1 copo (200 ml) de água misturado com suco de 1/2 limão sem açúcar e sem adoçante.

 

Café da manhã: suco detox feito com 1 banana média, suco de 2 laranjas, 1 fatia média de mamão, 1 colher (sopa) de linhaça e 1 copo (200 ml) de água filtrada. Bata no liquidificador e beba sem açúcar e sem adoçante.

 

Lanche da manhã: suco detox feito com 1 folha de couve-manteiga, suco de 1 limão, 1 fatia média de abacaxi, 1 copo (200 ml) de água e 1 lasca de gengibre. Bata tudo no liquidificador e beba sem açúcar e sem adoçante.

 

Chá da manhã: 1 xícara de chá de capim-limão.

 

Almoço: 1 prato (fundo) sopa detox.

 

Lanche da tarde 1: 1 copo grande (250 ml) de suco de acerola batido com morango sem açúcar e sem adoçante.

 

Chá da tarde: 1 xícara de chá de hibisco com cravo.

 

Lanche da tarde 2: suco feito com 1 cenoura com casca, 1/4 de copo (50 ml) de suco de maracujá concentrado, 1 fatia média de abacaxi, 1 colher (sopa) de quinua em focos, 1 pitada de canela em pó e 1 copo (200 ml) de água filtrada. Bata tudo no liquidificador e beba sem açúcar e sem adoçante.

Jantar: 1 prato (fundo) de sopa detox.

 

Ceia: 1 copo (200 ml) de água de coco.

 

Segundo dia

 

Ao acordar: 1 copo (200 ml) de água com suco de 1/2 limão sem açúcar e sem adoçante.

 

Café da manhã: shake feito com 1 copo grande (250 ml) de leite de soja light, 3 ameixas secas, 1 fatia média de mamão, 1/2 maçã com casca e 1 colher (sopa) de aveia em focos. Bata todos os ingredientes no liquidificador e beba sem açúcar e sem adoçante.

 

Lanche da manhã: suco detox feito com 1 xícara (chá) de melancia, 1 copo grande (250 ml) de água de coco, suco de 1 limão e 6 folhas de hortelã. Bata tudo no liquidificador e beba sem açúcar e sem adoçante.

 

Chá da manhã: 1 xícara de chá de capim-limão.

 

Almoço: 1 prato (fundo) sopa detox.

 

Lanche da tarde 1: 1 copo (200 ml) de suco de maçã natural com gotas de limão sem açúcar e sem adoçante.

 

Chá da tarde: 1 xícara de chá de hibisco com cravo.

 

Lanche da tarde 2: suco diurético feito com 1 copo grande (250 ml) de chá verde gelado, 1 fatia grossa de melão, 1 maçã com casca, suco de 1 limão e 3 folhas de capim-limão fresco. Bata tudo no liquidificador, coe e beba sem açúcar e sem adoçante.

 

Jantar: 1 prato (fundo) sopa detox.

 

Ceia: 1 copo (200 ml) de água de coco.

 

Outras dicas do nutrólogo

 

Além do cardápio detox , Alexandre ainda diz que para emagrecer e eliminar toxinas do corpo, é recomendado um cardápio baseado em vegetais, frutas, leguminosas e grãos integrais, peixes e aves. "As gorduras boas , como aquelas encontradas em castanhas e no azeite extravirgem, também estão liberadas", completa. (Com Delas - iG)

 

 

Hashtag:
Água com limão emagrece? Veja o que a bebida faz de verdade

A água com limão é conhecida como uma bebida milagrosa, mas qual é o seu verdadeiro impacto na saúde? Qual a diferença de só tomar água ou só tomar limão? As nutricionistas Roberta Thawana, Isabella Marin, a Talitta Maciel e o gastroenterologista Leonardo Peixoto explicam os verdadeiros benefícios, outros efeitos no corpo e as principais indicações.

 

Para que serve

 

A água com limão tem um potencial antioxidante por conta da vitamina C, que possui diversas funções e é essencial na alimentação. Segundo a especialista Talitta Maciel, ela ajuda na produção de células de defesa (glóbulos brancos), por exemplo.

 

Além disso, ela auxilia na fabricação de neurotransmissores, como a serotonina, o "hormônio da felicidade" e também na formação do colágeno para a pele.

 

Benefícios

 

Por conta disso, dentre os benefícios da água com limão, estão:


Melhora da imunidade
Melhora do humor
Hidrata
Combate do envelhecimento da pele
Ajuda a promover saciedade
Possui baixa caloria

 

 

Veja a seguir algumas das perguntas mais frequentes sobre água com limão e outras curiosidades sobre o assunto:

 

1 - Água com limão emagrece?

 

De acordo com a nutricionista Roberta Thawana, não existe nenhum indício de que água com limão realmente atue em favor do emagrecimento. Ela traz muitos benefícios, mas a perda de peso não é um deles. Ou seja, não é realmente uma bebida que ajuda a emagrecer.

 

No entanto, ainda pode haver um impacto indireto na variação de peso: a água com limão pode provocar maior saciedade, ajudando a pessoa a não sentir tanta fome e, consequente, evitando que ela coma mais do que o necessário.

 

2 - Água com limão combate a gastrite?

 

Ainda existe uma discussão em torno do efeito da água com limão para a gastrite. De acordo com gastroenterologista Leonardo Peixoto, "apesar de classicamente o uso de sucos cítricos estar relacionado à piora dos sintomas da doença [gastrite], alguns artigos recentes (com metodologia questionável) sugerem uma melhora dos sintomas com este recurso terapêutico".

 

O que o médico indica é sempre buscar um especialista para verificar se há qualquer contraindicação. Isso porque a resposta do organismo de cada um não é sempre a mesma e, em alguns casos, pode acabar prejudicando ou agravando o quadro do paciente.

 

3 - Água com limão em jejum

 

A especialista Roberta revela que essa é a recomendação de consumo. Pode ser um copo de água com um limão espremido em jejum pela manhã, adicionado de cúrcuma e gengibre. "Seria interessante como um shot antioxidante ao acordar", completa.

 

A nutricionista também fala sobre o uso do água com limão na dieta do limão, que consiste no consumo de água com limão ao acordar.

 

4 - Água com limão em jejum faz mal?

 

Tomar água com limão em jejum não faz mal, contanto que a mistura seja bem diluída em água para que a acidez do limão não prejudique as paredes do trato gastrointestinal, como explica a nutricionista Isabella Marin.

 

5 - Água de gengibre com limão

 

A água de gengibre com limão tem forte potencial antioxidante. Por conta disso, auxilia na perda de peso a longo prazo, assim como melhora a digestão, evitando a formação de gases através da fermentação. Também auxilia no controle da glicemia e do colesterol ruim.

 

6 - Água com limão ou suco de limão?

 

Existem algumas diferenças entre tomar água com limão e tomar o suco do limão puro (100% de limão). Isso porque ele traz os benefícios antioxidantes do limão unidos ao poder hidratante da água.

 

Além disso, o limão acompanhado de água acaba sendo mais seguro do que puro. Um dos motivos é a corrosão dentária, que se mostra bem menor se o limão estiver em água.

 

7 - Limão e laranja

 

A água com limão acabou se tornando famosa, mas a especialista Roberta Thawana explica que não há um grande diferença entre essa opção de fruta e outras com equivalente poder antioxidante.

 

"Se você tomar a água com limão ou comer uma laranja, não faz muita diferença", explica a nutricionista Roberta Thawana. Segundo a especialista, ambos teriam o mesmo potencial.

 

Riscos do consumo em excesso

 

De acordo com a nutricionista Talitta Maciel, o consumo em excesso da água com limão pode prejudicar a saúde se feito sem controle. Pode provocar problemas estomacais, dentre eles a gastrite e, em casos extremos, a úlcera. Além disso, a água com limão também pode afetar a saúde dentária. Por isso, precisa ser consumido com cuidado. 

 

Referências

 

Isabella Marin - Nutricionista

Roberta Thawana - Nutricionista

Talitta Maciel - Nutricionista

Leonardo Peixoto - Gastroenterologista

(Com Minha Vida)

 

 

 

Hashtag:
Crianças devem beber apenas leite e água até os 5 anos

Há tempos que se recomenda que refrigerantes e bebidas com cafeína não devem fazer parte da alimentação de crianças muito pequenas. Porém, um estudo de cientistas americanos, do Healthy Eating Research, alertou que essa restrição deve continuar até os 5 anos de idade.

 

As novas diretrizes nutricionais para crianças são promovidas pela Academia Americana de Pediatria, Academia de Nutrição e Dietética, Associação Americana do Coração e Academia Americana de Odontopediatria e vão desde o nascimento até os 5 anos. Confira algumas das recomendações:

 

De 0 a 6 meses: os bebês devem receber apenas leite materno ou fórmula infantil
De 6 a 12 meses: os bebês já podem ter água em sua dieta, porém, em pouca quantidade. Uma vez que é introduzido alimentos sólidos na alimentação, apenas alguns goles nas refeições já é suficiente. Sucos ainda não são recomendáveis nessa fase
De 12 a 24 meses, as crianças devem beber, em média, de um a quatro copos de água diariamente e podem começar a beber leite integral pasteurizado. Uma pequena quantidade de suco, não mais que 120 mL também é bem-vinda, desde que natural da fruta e sem açúcar
De 2 a 3 anos, as crianças devem beber de um a quatro copos de água por dia e fazer a transição para o leite sem gordura ou com pouca gordura
De 4 a 5 anos, as crianças devem beber de 1,5 a 5 copos de água por dia e leite desnatado ou com pouca gordura
O que não consumir
Segundo as novas diretrizes, crianças de até 5 anos não devem consumir nenhuma bebida com açúcar ou outros adoçantes, como leite com achocolatado, refrigerantes e bebidas com cafeína. Bebidas à base de plantas, como leite de amêndoa, arroz ou aveia, também não são recomendáveis.


O principal motivo para essas restrições é o alto índice de obesidade infantil nos Estados Unidos. Segundo a vice-diretora do Healthy Eating Research, Megan Lott, quase metade das crianças de 2 a 5 anos nos EUA toma bebidas açucaradas todos os dias, aumentando o risco de obesidade, diabetes e outros problemas de saúde.

 

Obesidade infantil

 

Segundo dados do Ministério da Saúde, no Brasil, 13% dos meninos e 10% das meninas entre 5 e 19 anos sofrem com obesidade ou sobrepeso. A obesidade infantil acontece quando uma criança está com peso maior que o recomendado para sua idade e altura.

 

As faixas de Índice de Massa Corporal (IMC) para as crianças mudam de acordo com a idade e o sexo, e para orientar os médicos existem tabelas da Organização Mundial da Saúde (OMS) para fazer esse cálculo. Saiba como fazer o passo a passo calcular o IMC de seu filho.

 

Há várias opções de tratamento para a obesidade infantil e o sobrepeso. As crianças devem ser abordadas individualmente e conforme a idade, uma vez que cada uma pode apresentar diferentes fatores que aumentam seu risco para obesidade.

 

Para crianças com obesidade instalada e risco de desenvolver outras doenças, a perda de peso é recomendada. O emagrecimento deve ser lento e constante, e os métodos são os mesmos adotados para adultos ? ou seja, comer uma dieta saudável e praticar exercícios. (Com Minha Vida)

 

 

 

Hashtag:
Crianças devem ficar longe do açúcar até os dois anos

Crianças devem ficar longe do açúcar, ao menos, até os dois anos de idade. Essa recomendação está expressa no Guia Alimentar para Crianças Brasileiras Menores de 2 anos, lançado na semana passada pelo Ministério da Saúde.

 

Para o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o Guia Alimentar tem apontado o caminho correto do alimento saudável, fruta e verdura, assim como tem apontado que o ultraprocessado deve ser gradualmente retirado de qualquer cardápio de crianças do nosso BrasiL. “Esse é um trabalho construído por inúmeras mãos em prol da saúde das crianças brasileiras. O guia não só aponta o caminho a ser seguido, como mostra o que devemos mudar na alimentação infantil”, reforçou o ministro Mandetta.

 

Entre as novidades desta edição estão também as recomendações de consumo com base no nível de processamento do alimento e não com foco apenas em nutrientes; dicas de culinária, inclusive para vegetarianos; direitos relacionados à alimentação infantil; e a alimentação como um momento de experiências positivas, aprendizado e afeto. O Guia soma com a Campanha de Prevenção de Controle e Obesidade Infantil divulgada pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

 

Desde os primeiros anos de vida, as crianças estão consumindo pouca variedade de alimentos saudáveis e estão sendo expostas muito cedo a alimentos ultraprocessados (biscoitos recheados, salgadinhos de pacote, bebidas açucaradas e outros ricos em açúcar, sódio e gordura) que podem prejudicar a saúde e causar doenças crônicas como diabetes, hipertensão, colesterol alto e até doenças cardíacas. Como a alimentação tem papel fundamental em todas as etapas da vida, especialmente nos primeiros anos, que são decisivos para o crescimento e desenvolvimento, para a formação de hábitos e para a manutenção da saúde, o Guia agora está direcionada para pais, responsáveis e educadores, além dos profissionais de saúde.

 

O Guia também pode apoiar profissionais de saúde, educação e assistência social que cuidam de crianças em seus locais de trabalho, como Unidades de Saúde da Família (USF), hospitais, creches, entidades assistenciais e todo e qualquer espaço comprometido com a promoção de uma alimentação adequada e saudável para crianças. É um importante apoio à família no cuidado cotidiano de crianças e para os profissionais de saúde e de outros setores no desenvolvimento de ações de educação alimentar e nutricional, em âmbito individual e coletivo.

 

A nova versão tem linguagem mais acessível e menos teórica. A produção do conteúdo contou com a participação de vários pesquisadores, que utilizaram uma forma dinâmica e inovadora, incluindo oficinas de escuta e chamadas públicas. Por isso, as informações valem para qualquer pessoa que participe do cuidado com a criança, seja a mãe, o pai, parceiras e/ou parceiros de mães e pais, avós, avôs, homens e mulheres com ou sem relação de parentesco, que morem ou não na mesma casa da criança. A publicação estará disponível em versão digital para toda a população. Para baixar o material, basta acessar um código que pode ser escaneado pelo celular (QR Code).

 

AMAMENTAÇÃO

 

Amamentação é um dos tópicos abordados pelo novo Guia. Apesar da amamentação ter aumentado no Brasil, a duração ainda é menor do que a recomendada. Duas em cada três crianças menores de seis meses já recebem outro tipo de leite, sobretudo leite de vaca, frequentemente acrescido de alguma farinha e açúcar, e somente uma em cada três crianças continua recebendo leite materno até os dois anos de idade. O desmame precoce e a alimentação de baixa qualidade e pouco variada ocasionam diferentes formas de má nutrição (como o excesso de peso e obesidade), prejudicando o desenvolvimento infantil.

 

O novo Guia alimentar para crianças brasileiras menores de 2 anos destaca 12 passos para uma alimentação saudável

 

12 PASSOS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL – NOVA VERSÃO 2019

 

Amamentar até 2 anos ou mais, oferecendo somente o leite materno até 6 meses.
Oferecer alimentos in natura ou minimamente processados, além do leite materno, a partir dos 6 meses.
Oferecer água própria para o consumo à criança em vez de sucos, refrigerantes e outras bebida açucaradas.
Oferecer a comida amassada quando a criança começar a comer outros alimentos além do leite materno.
Não oferecer açúcar nem preparações ou produtos que contenham açúcar à criança até 2 anos de idade.
Não oferecer alimentos ultraprocessados para a criança.
Cozinhar a mesma comida para a criança e para a família.
Zelar para que a hora da alimentação da criança seja um momento de experiências positivas, aprendizado e afeto junto da família.
Prestar atenção aos sinais de fome e saciedade da criança e conversar com ela durante a refeição.
Cuidar da higiene em todas as etapas da alimentação da criança e da família.
Oferecer à criança alimentação adequada e saudável também fora de casa.
Proteger a criança da publicidade de alimentos. (Com Bem Paraná)

 

 

 

Hashtag: |
Bolo de chocolate anti TPM: melhora o foco e a concentração

A TPM é uma síndrome que antecede o período menstrual, que atinge mais de 70% das mulheres brasileiras. As alterações hormonais influenciam principalmente no humor, mas alguns quadros são marcados pela compulsão alimentar que em sua maioria o doce é o foco principal.

 

Por isso, a nutricionista Aline Quissak, estudando as funções terapêuticas de cada alimento, criou e ensinou em seu Instragram uma receita de bolo de chocolate anti TPM capaz de melhorar o foco e a concentração. E claro, o doce não é indicado apenas para mulheres que sofrem de TPM; qualquer um pode desfrutar dos benefícios da receita. Confira abaixo:

 


Receita de bolo de chocolate

 

Ingredientes


2 ovos
3 colheres (sopa) de farinha de amêndoas (ou de aveia)
3 colheres (sopa) de iogurte integral (ou leite de coco para intolerantes a lactose)
3 colheres (sopa) de geleia natural de frutas vermelhas (sem adição de açúcar e sem adoçantes)
3 colheres (sobremesa) de cacau em pó 100%
1 colher (sopa) de essência natural de baunilha (pode substituir por 1 colher rasa de canela)
1 colher (chá) de bicarbonato

 


Modo de preparo

 

Com fouet ou com um garfo, mexa o ovo com o iogurte até ficar um creme mais liso. Depois, adicione a geleia e a baunilha. Agora, acrescente o cacau e misture até incorporar bem na massa. Por último, adicione a farinha e o bicarbonato e misture sutilmente. Distribua a massa em forminhas de cupcake já untadas e asse em forno pré aquecido por 25 minutos a 180 graus. (Com Minha Vida)

 

 

 

 

 

 

Hashtag:
Justiça proíbe venda online de seis produtos para emagrecer

A Justiça de Santa Catarina proibiu a venda online e anúncios publicitários de seis produtos para emagrecimento, que são comercializados muitas vezes sem controle médico. A decisão vale para todo o país.

 

Os produtos proibidos são:

 

Royal Slim
Natuplus
Original Ervas
Natural Dieta
Bio Slim
Yellow Black
Sites que contenham propagandas destes produtos devem remover os conteúdos, incluindo Google, Facebook, Twitter, Americanas, Magazine Luiza, OLX e Mercado Livre.

 


O veto ocorreu após uma mulher de Santa Catarina morrer depois de tomar um desses remédios para emagrecer, o que levantou um alerta sobre a venda segura deste tipo de produto. A vítima teve intoxicação devido a substâncias controladas, presentes na fórmula do medicamento.

 

Produtos tinham antidepressivos

 

O Instituto Geral de Perícias (IGP) de SC identificou na composição dos produtos algumas substâncias de uso controlado, que apenas deveriam ser fornecidas mediante apresentação de receita médica. São elas: fluoxetina, bupropiona, sibutramina, clobenzorex e diazepam.

 

A fluoxetina e bupropiona, por exemplo, são vendidas como antidepressivos. Já o diazepam é considerado um calmante. O sibutramina é um fármaco para obesidade e o clobenzorex é um inibidor de apetite.

 

O uso indiscriminado dessas substâncias é perigoso para a saúde, podendo até mesmo levar a óbito. Assim, a fórmula original dos produtos vai contra o que é apresentado nos rótulos, identificando os produtos para emagrecer como "naturais".

 

Além disso, foi encontrada também cafeína na composição de alguns fármacos. A substância não é controlada, porém é considerada a droga mais consumida no mundo e tem efeito estimulante. Dessa forma, se tomada em excesso, ela pode ser danosa à saúde física e mental. (Com Minha Vida)

 

 

 

Hashtag: |
Cortar o cabelo faz crescer? Veja se o corte é importante

A maioria das pessoas acredita que cortar os cabelos acelera o crescimento deles. Mas, isso procede mesmo? Não! Na verdade, o cabelo cresce em média um centímetro por mês.

 

Ou seja, cabelos saudáveis, com bulbo piloso nutrido, sem comprometimento hormonal, nutricional e sem tricoses ou alguma patologia, possuem um crescimento padrão de 0,35 milímetros por dia e têm uma leve variação em cada região do couro cabeludo.

 

Essas variações geralmente são pequenas e dependem do metabolismo de cada um e da fase do ciclo na qual se encontra o fio. Com relação à aceleração do crescimento, existem tratamentos que possibilitam aumentar sua rapidez, mas não estão relacionadas ao corte periódico dos fios.

 

Cortar os cabelos resulta em renovar, modernizar ou embelezar o look ou manter o corte já adotado. Ele ainda pode desempenhar a função de ajudar a remover ou atenuar as pontas duplas e ressecadas, mas não necessariamente tratá-las na origem do problema.


Vale salientar que o mecanismo de controle de crescimento dos cabelos é muito sensível, pois o cabelo nasce no folículo piloso, logo não adianta cortar somente as pontas. Por isso, o corte não influencia nem é determinante no crescimento deles.

 


Cortar o cabelo evita queda?

 

Outro mito que ronda as cabeças é acreditar que cortá-los regularmente evita a queda. Como citado, o corte modifica o visual, mas não influi em nada na queda. Na verdade, os fios são um pouco mais grossos na base do que na ponta, o que pode deixar o cabelo mais volumoso, temporariamente, depois do apará-los.

 

Porém, é comum desejar apressar esse desenvolvimento dos cabelos ou então achar que ele não está crescendo da maneira como deveria. Então, se apela para o corte achando que vai resolver a questão.

 

Também existe o fato, que costuma passar despercebido, de que muitos dizem que os cabelos não crescem, mas cortam um ou dois dedos de cabelo mensalmente, isto é, retira o total do crescimento correspondente aquele período. Logo, o mais aconselhado seria aparar as pontas de 3 em 3 meses.

 

Como fazer o cabelo crescer rápido

 

Entretanto, se observar que o cabelo está com dificuldade real de crescer, o primeiro passo é checar se há algum problema de saúde. Busque um especialista para analisar se o cabelo não cresce por estar sendo tratado de forma errada que o leve a quebrar ou ficar danificado.

 

Mas, é essencial destacar que ao contrário do que se imagina o cabelo não cresce invariavelmente do mesmo modo durante toda a vida. Ele obedece a um processo cíclico, que alterna etapas mais longas de crescimento ativo e períodos curtos de repouso total. São as chamadas fases de crescimento do pelo que são classificadas em: Anágena (fase de crescimento), Catágena (fase de caminho para o repouso) e Telógena (fase de repouso).

 

O que ocorre é que o couro cabeludo apresenta simultaneamente todas estas fases. Quanto à velocidade do crescimento dos cabelos, dependerá da atividade micótica de sua matriz para determinar a agilidade do seu crescimento. Contudo, é importante ressaltar que determinados autores mencionam a diminuição da velocidade de crescimento dos cabelos na alopecia androgenética, relatado nos casos daqueles que herdam este problema.

 

Além disso, dietas restritivas, cirurgias bariátricas, desnutrição, anemias, drogas citostáticas em baixas doses, doenças de origem inflamatória que acometem o bulbo, síndrome de queda anágena, demonstram significativa desaceleração na atividade do crescimento.

 

Outros fatores podem interferir no processo de crescimento dos cabelos, como, problemas circulatórios, hereditariedade e deficiência de certos elementos (vitaminas, ferro, aminoácidos).

 

Também existem patologias que afetam diretamente no crescimento dos cabelos e que devem ser tratadas por um especialista, como, por exemplo, o hirsutismo. Consulte, portanto, um endocrinologista para verificar se há alterações hormonais.

 

Para tratar problemas de crescimento dos cabelos é recomendado realizar o uso de laser capilar assim como tratamentos terapêuticos que utilizam ativos que estimulam, oxigenam e nutrem melhor o bulbo e o fio, para que cresçam mais saudáveis e fortes.

 

O tratamento injetável oferece os nutrientes e vitaminas diretamente ao redor do bulbo capilar, otimizando a absorção desses nutrientes tão importantes para o bom desenvolvimento do folículo.

 

Procedimentos realizados na Tricologia ainda atuam na limpeza profunda do couro cabeludo, o que, permite uma renovação celular mais profunda e rápida. (Com Minha Vida)

 

 

 

Hashtag: |
Pitaya: tipos, benefícios e como comer a fruta do dragão

A pitaya é uma fruta originária de países como México e demais nações da América Central. É doce, porém, concentra pouco açúcar e ajuda quem quer emagrecer.

 

Conhecida como fruta do dragão por seu aspecto exótico e cores vibrantes, é rica em nutrientes e tem inúmeros benefícios à saúde.

 

Os tipos de pitaya são:

 

Pitaya amarela com polpa branca
Pitaya rosa com polpa vermelha
Pitaya rosa com polpa branca

 

As variações da pitaya se diversificam pela cor (da casca e/ou da polpa), mas o sabor é semelhante: doce e suave. No Brasil, a mais comum é a pitaya rosa com polpa branca.

 

Há poucas diferenças em relação à quantidade de nutrientes entre os tipos de pitaya. Isso significa que qualquer pitaya que você coma, estará consumindo um fruto bastante benéfico à saúde.

 

Benefícios

 

De acordo com a nutricionista Patricia Bertolucci, a pitaya é um alimento bastante completo, pois apresenta diversos benefícios.

 

Emagrece
Causa saciedade
Inibe o apetite
Previne a diabetes
Combate a compulsão alimentar
Reduz riscos de doenças cardíacas (hipertensão, infarto, arritmia)
Fortalece a imunidade
Diminui o colesterol ruim
Mantém o bom funcionamento do intestino
Previne diabetes

 

Ela explica que a pitaya é bastante rica em vitamina C. Isso significa que ela tem propriedades antioxidantes que reduzem os efeitos dos radicais livres. Essa redução, por sua vez, auxilia na prevenção da diabetes.

 

Aumenta a imunidade

 

Em apenas 100 gramas de pitaya é possível adquirir cerca de 35% da vitamina C diária que nosso organismo necessita, segundo estudos.

 

A vitamina C é responsável por aumentar a disposição e fortalecer o sistema imunológico, deixando nosso organismo mais reforçado contra doenças infecciosas e crônicas.

 

Vale lembrar que algumas das doenças infecciosas mais comuns são: dengue, malária, caxumba, tétano, tuberculose, ebola e AIDS (HPV).

 

Dentre as doenças crônicas estão: diabetes, câncer, AVC, bronquite, hepatite, asma, depressão, ansiedade, Parkinson e Alzheimer.

 

Reduz colesterol ruim

 

Na pitaya há ainda vitaminas do complexo B, que melhoram o fluxo sanguíneo e reduzem os níveis de colesterol ruim.

 

Diminui compulsão alimentar

 

Além disso, o fruto tem um alto teor de fibras, o que equilibra os níveis de açúcar no sangue e diminui picos de glicose no organismo.

 

A fibra é também conhecida por causar saciedade, mas a pitaya tem outros componentes que ajudam essa sensação e vão além das fibras.

 

A tiramina inibe o apetite; já o glucagon elimina o desejo por doces. Assim, a fruta é indicada para quem apresenta compulsão alimentar, reduzindo o consumo excessivo e impulsivo de comida.

 

Ajuda a emagrecer

 

Muitos perguntam se "a pitaya emagrece". A resposta é: sim! A fruta caiu no gosto dos brasileiros justamente por ser uma aliada ao emagrecimento. Seu valor calórico é baixo, além de apresentar ação termogênica que atua na queima de gordura.

 

Para ter resultados mais rápidos e satisfatórios em relação à perda de peso, a nutricionista aconselha combinar a ingestão de pitaya com exercícios regulares.

 

Tabela nutricional da pitaya

 

Metade de uma pitaya (100 g) tem cerca de apenas 60 calorias (kcal). Assim, nas reduzidas calorias da pitaya, encontra-se uma rica diversidade de nutrientes e minerais essenciais para o nossa saúde. 

 

Como comer pitaya

 

É comum a pergunta "como comer pitaya?", pois a fruta ainda está se popularizando pelo país.

 

Apenas a polpa da fruta é comumente consumida, segundo Patricia. Pode ser ingerida in natura, cortada em pedaços; ou como principal ingrediente em receitas.

 

Normalmente é utilizada em geleias, sorvetes, sucos, doces e até como acompanhamento para saladas. (Com Minha Vida)

 

 

 

Hashtag:
8 coisas para você incluir na rotina matinal e ter mais ânimo e menos estresse

Após uma boa noite de sono, o corpo fica revigorado e pronto para encarar um novo dia. Para ajudar a manter o bom ritmo depois de acordar, faz bem criar uma rotina matinal, que pode deixar suas tarefas mais organizadas e te fazer relaxar antes de trabalhar ou estudar.

 

Dados da plataforma de inspiração Pinterest mostram que as pessoas procuram cada vez mais por bem-estar nas primeiras horas do dia, com "rotina produtiva", "vídeos de rotina matinal " e "rotina de autocuidado" entre as pesquisas que aumentaram em mais de 100% no site.

 

Para te ajudar a dar um gás extra na manhã, o Pinterest listou, com exclusividade para o Delas, 8 práticas que estão em alta na plataforma sobre o assunto.

 

1. Se alongar com ioga

 

Depois de acordar, praticar ioga é uma boa opção para relaxar os músculos e acabar com as dores

 

Esticar o corpo e se movimentar logo cedo são boas opções para proporcionar mais disposição. O ioga tem potencial para relaxar músculos tensos e eliminar dores. A plataforma conta com dicas também para iniciantes na prática.

 

2. Fazer limpeza facial

 

Cuidar da beleza é fundamental para ter um bom dia. A limpeza facial, além de combater espinhas, tem ação antibacteriana.

 

É fundamental zelar pela saúde do rosto, e uma das melhores formas de iniciar o dia é fazer uma máscara facial. A receita é caseira e atua no combate a espinhas internas inflamadas, além de ter ação antibacteriana.

 

3. Tomar chá

 

O chá tem propriedades relaxantes e ajudam a acalmar o corpo e a prepará-lo para enfrentar o dia a dia.

 

Gelado ou quente, o chá tem propriedades importantes para a saúde e um de seus benefícios, inclusive, é ajudar a emagrecer . A bebida também tem função calmante em alguns casos, o que a faz ideal para relaxar a mente e o corpo antes de encarar o cotidiano e ser incluída na rotina matinal.

 

4. Tomar suco energético

 

Sucos naturais energéticos são uma excelente alternativa para proporcionar mais energia e ânimo ao organismo.

 

Outra bebida eficaz é o suco energético, que propicia mais ânimo e disposição, principalmente para quem é acostumado a praticar atividades físicas logo cedo. Além disso, a vitamina é fonte de diversos nutrientes.

 

5. Adotar um hobby

 

Já pensou em ter o crochê como hobby? A arte é útil para criar roupas, assessórios e ajuda até a decorar a casa.

 

O crochê é um artesanato com muitas utilidades. As artes podem ser roupas, assessórios e também compor a decoração da casa, o que faz da opção uma boa alternativa para se tornar um hobby muito interessante.

 

6. Fazer ioga na cama

 

Além de se alongar com o ioga, outra opção é praticar a atividade na cama, com movimentos simples e leves.

 

Além de se alongar por meio da ioga , vale a pena usar a própria cama para se exercitar e aprender a praticar essa atividade. A plataforma de inspiração oferece dicas de como fazer ioga matinal com facilidade.

 

7. Montar uma playlist inspiradora

 

Escolha uma música para se animar e aperte o play! Para começar o dia com o pé direito, é importante ter uma playlist.

 

A música tem muito poder, e isso é inegável. Assim como ouvir sons característicos da sofrência quando se está na fossa te faz ficar pior, escutar músicas animadas e motivadoras ajudam a melhorar o dia.

 

8. Praticar exercício

 

Fazer exercício produz endorfina, hormônio que gera sensação de bem-estar e melhora a alegria e o humor.

 

Como dissemos antes, movimentar o corpo proporciona mais ânimo e energia, além de produzir endorfina, que gera a sensação de bem-estar e alegria ao praticar uma atividade física. O exercício, além de ser importante para a rotina matinal , se firma como uma opção para manter uma boa qualidade de vida. (Com Delas - iG)

 

 

 

Hashtag:
Vinho reduz ansiedade, é antidepressivo e não é pelo álcool

Quem bebe vinho (tinto), sabe que a bebida tem um efeito relaxante. Mas o que antes parecia ser apenas por causa do álcool, agora tem outra explicação. De acordo com novo estudo da Universidade de Buffalo, nos Estados Unidos, o composto resveratrol encontrado na bebida é capaz de evitar e diminuir sintomas de ansiedade e depressão, induzido pelo estresse.

 


Os pesquisadores descobriram que a substância, que, na verdade, é encontrada na pele e na semente das uvas mais escuras e também em algumas frutas vermelhas como, o mirtilo, é capaz de inibir a enzima causadora de distúrbios emocionais no cérebro.

 

Ela afeta os processos neurológicos e pode ser uma "alternativa eficaz aos medicamentos para o tratamento de pacientes", diz Ying Xu, MD, PhD, autora co-principal e professora associada de pesquisa ao site da faculdade.

 

Hormônio do estresse


O artigo publicado na revista Neuropharmacology, revelou que o resveratrol bloqueia a ação da fosfodiesterase 4, uma enzima influenciada pelo hormônio do estresse, o corticosterona. É ele que regula a resposta do corpo ao estresse. Por isso, quando está em excesso, pode levar aos distúrbios emocionais.


A enzima reduz o monofosfato de adenosina cíclico - uma molécula mensageira que sinaliza mudanças fisiológicas, como divisão celular, mudança, migração e morte - no corpo, levando a alterações físicas no cérebro. O resveratrol exibiu efeitos neuroprotetores contra a corticosterona inibindo a expressão de PDE4.

 

A descoberta pode ser uma boa alternativa para quem tem esses tipos de transtornos. Isso porque os antidepressivos atuais "concentram-se na função da serotonina ou noradrenalina no cérebro, mas apenas um terço dos pacientes responde a esses medicamentos", aponta a pesquisadora Ying.

 

Mas vale ressaltar que embora o vinho tinto contenha o resveratrol, o consumo de álcool acarreta diversos riscos para a saúde, incluindo o vício. Por isso, não pode ser administrado indiscriminadamente no tratamento de quem possui alguma doença emocional. (Com Minha Vida)

 

 

 

Hashtag:
Água de arroz: benefícios para pele e cabelo

A busca por receitas caseiras como auxílio na beleza vem crescendo mais a cada dia. Rotinas de skincare orientais, máscaras e esfoliantes faciais feitos com produtos naturais são uns dos assuntos mais populares entre as famosas e blogueiras do mundo inteiro. Entre eles, está uma receita utilizada há séculos por mulheres chinesas, japonesas e do sul asiático: água de arroz fermentada.

 

O procedimento, que consiste em deixar o arroz de molho por pelo menos 24 horas, promete liberar componentes na água que ajudam a diminuir manchas na pele, espinhas e que deixam as madeixas mais longas e hidratadas. Por conter propriedades como aminoácidos, vitamina E e antioxidantes, a água de arroz ajuda a combater os radicais livres que causam o envelhecimento da pele. "Os aminoácidos são fatores de hidratação natural (NMF) importantes no estrato córneo, que é a camada mais superficial da pele" conta Simone Neri, dermatologista.

 

Muitas mulheres, principalmente as que estão em transição capilar, buscam por maneiras de como fazer o cabelo crescer de forma acelerada. O chamado "cronograma capilar" consiste em uma rotina semanal de nutrição, hidratação e reconstrução do cabelo. Mas em qual destes tópicos a água de arroz se encaixa? Por fortalecer o fio e diminuir o frizz, a água de arroz pode ser utilizada como auxílio nos dias de reconstrução capilar.

 

Por ajudar a desembaraçar os fios com mais facilidade, a água de arroz também pode ser utilizada como pré-poo.

 

Benefícios da água de arroz para pele e cabelo


Reduz espinhas
Diminui os poros
Reduz a oleosidade
Diminui manchas
Alivia a dermatite
Diminui a queda de cabelo
Acelera o crescimento capilar
Fortalece os fios
Diminui o frizz



Além desses benefícios, a água de arroz também pode ser nutritiva para as unhas. "As vitaminas do complexo B presentes na água de arroz são importantes também para os anexos (unhas e cabelos) e eles individualmente e em concentração adequada podem trazer benefícios. O conteúdo de água é um importante fator para o cabelo e a pele. Um tecido chamado cutícula, presente na superfície do fio do cabelo, tem um papel importante na retenção de água no cabelo, e os aminoácidos são ingredientes que hidratam a cutícula" afirma a dermatologista Simone Neri.

 

Aprenda a como fazer água de arroz


Você vai precisar:

Meio Copo de arroz cru

2 Copos de água em temperatura ambiente.


Lave bem o arroz com água corrente. Em seguida, o coloque em um recipiente com tampa e acrescente a água. Deixe o arroz tampado por pelo menos 24 horas, para que ocorra a fermentação, garantindo melhores resultados. Transfira a água para outro recipiente e descarte o arroz da maneira que preferir. Para amenizar o odor da fermentação, você pode acrescentar algumas gotas de óleo essencial de lavanda.

 

Como usar água de arroz no cabelo

 

Após lavar os cabelos com shampoo, aplique a água de arroz por todo o couro cabeludo, massageando bem com as pontas do dedo. Deixe agir por pelo menos 20 minutos e enxágue com água morna. Finalize normalmente.

 

Repita o método com um intervalo de pelo menos uma semana. Lembre-se que cada cabelo possui suas próprias características, então não se esqueça de hidratar os fios como de costume.

 

Como usar água de arroz na pele


Com a pele limpa, utilize um algodão para aplicar a água de arroz em todo o rosto, massageando gentilmente. Deixe secar naturalmente. Repita o procedimento duas vezes por semana. As propriedades da água vão garantir uma pele mais firme, menos oleosa, hidratada e livre de espinhas!

 

Dica extra: arroz com leite


A criadora de conteúdo Natália, também conhecida por seu canal no youtube "Flor do Oriente", compartilhou sua receita especial para um efeito ainda mais potente na pele:

2 colheres de farinha de arroz
2 colheres de leite.
Misture todos os ingredientes e aplique na pele limpa. Deixe agir por 15 minutos e enxágue.

 

A água de arroz precisa ser fervida?


Natália, que mora no Japão, utiliza a água de arroz com bastante frequência, e garante que seu efeito na pele é enriquecedor. "Eu utilizo o método mais prático e cru. Além de ser mais prático, eu costumo notar mais diferença na pele de imediato, ela fica brilhosa e super hidratada. Já cozido eu já acho que dura pouco".

 

Como usar água de arroz para aliviar sintomas da Dermatite (Eczema)

 

Além dos tratamentos indicados pelo médico, a água de arroz pode ser um auxílio caseiro para a redução da coceira causada pela dermatite. Um estudo realizado pela Universidade Vrije de Bruxelas, na Bélgica, observou os efeitos da água de arroz aplicada duas vezes ao dia em pacientes com dermatite atópica causada por "Lauriléter sulfato de sódio", um composto químico encontrado em diversos produtos de higiene. A aplicação da água proporcionou uma melhora de 20% na capacidade de cura da pele.

 

Após preparar a água de arroz como indicado, aplique a água na pele irritada com o auxílio de uma toalha duas vezes ao dia, por 15 minutos. Vale lembrar que esse método não substitui o tratamento recomendado pelo dermatologista.

 

Por quanto tempo a água de arroz pode ser conservada?

 

O recomendado é que a quantidade não utilizada da água seja mantida na geladeira por até uma semana. Tampe bem o recipiente, para que o cheiro da fermentação não se espalhe pela geladeira.

 

Contra-indicações

 

Não há contra-indicações para o uso da água de arroz. Entretanto, pessoas com o couro cabeludo naturalmente mais seco podem sentir uma piora no ressecamento. Por isso, não é recomendado o uso da água de arroz mais de uma vez por semana em qualquer tipo de cabelo.


Lembre-se que nenhum método caseiro substitui a ajuda de um profissional. Se você está sofrendo de queda excessiva de cabelo ou problemas incomuns na pele, consulte um dermatologista para um diagnóstico mais preciso. (Com Minha Vida)

 

 

 

Hashtag: