Cortar o cabelo faz crescer? Veja se o corte é importante

A maioria das pessoas acredita que cortar os cabelos acelera o crescimento deles. Mas, isso procede mesmo? Não! Na verdade, o cabelo cresce em média um centímetro por mês.

 

Ou seja, cabelos saudáveis, com bulbo piloso nutrido, sem comprometimento hormonal, nutricional e sem tricoses ou alguma patologia, possuem um crescimento padrão de 0,35 milímetros por dia e têm uma leve variação em cada região do couro cabeludo.

 

Essas variações geralmente são pequenas e dependem do metabolismo de cada um e da fase do ciclo na qual se encontra o fio. Com relação à aceleração do crescimento, existem tratamentos que possibilitam aumentar sua rapidez, mas não estão relacionadas ao corte periódico dos fios.

 

Cortar os cabelos resulta em renovar, modernizar ou embelezar o look ou manter o corte já adotado. Ele ainda pode desempenhar a função de ajudar a remover ou atenuar as pontas duplas e ressecadas, mas não necessariamente tratá-las na origem do problema.


Vale salientar que o mecanismo de controle de crescimento dos cabelos é muito sensível, pois o cabelo nasce no folículo piloso, logo não adianta cortar somente as pontas. Por isso, o corte não influencia nem é determinante no crescimento deles.

 


Cortar o cabelo evita queda?

 

Outro mito que ronda as cabeças é acreditar que cortá-los regularmente evita a queda. Como citado, o corte modifica o visual, mas não influi em nada na queda. Na verdade, os fios são um pouco mais grossos na base do que na ponta, o que pode deixar o cabelo mais volumoso, temporariamente, depois do apará-los.

 

Porém, é comum desejar apressar esse desenvolvimento dos cabelos ou então achar que ele não está crescendo da maneira como deveria. Então, se apela para o corte achando que vai resolver a questão.

 

Também existe o fato, que costuma passar despercebido, de que muitos dizem que os cabelos não crescem, mas cortam um ou dois dedos de cabelo mensalmente, isto é, retira o total do crescimento correspondente aquele período. Logo, o mais aconselhado seria aparar as pontas de 3 em 3 meses.

 

Como fazer o cabelo crescer rápido

 

Entretanto, se observar que o cabelo está com dificuldade real de crescer, o primeiro passo é checar se há algum problema de saúde. Busque um especialista para analisar se o cabelo não cresce por estar sendo tratado de forma errada que o leve a quebrar ou ficar danificado.

 

Mas, é essencial destacar que ao contrário do que se imagina o cabelo não cresce invariavelmente do mesmo modo durante toda a vida. Ele obedece a um processo cíclico, que alterna etapas mais longas de crescimento ativo e períodos curtos de repouso total. São as chamadas fases de crescimento do pelo que são classificadas em: Anágena (fase de crescimento), Catágena (fase de caminho para o repouso) e Telógena (fase de repouso).

 

O que ocorre é que o couro cabeludo apresenta simultaneamente todas estas fases. Quanto à velocidade do crescimento dos cabelos, dependerá da atividade micótica de sua matriz para determinar a agilidade do seu crescimento. Contudo, é importante ressaltar que determinados autores mencionam a diminuição da velocidade de crescimento dos cabelos na alopecia androgenética, relatado nos casos daqueles que herdam este problema.

 

Além disso, dietas restritivas, cirurgias bariátricas, desnutrição, anemias, drogas citostáticas em baixas doses, doenças de origem inflamatória que acometem o bulbo, síndrome de queda anágena, demonstram significativa desaceleração na atividade do crescimento.

 

Outros fatores podem interferir no processo de crescimento dos cabelos, como, problemas circulatórios, hereditariedade e deficiência de certos elementos (vitaminas, ferro, aminoácidos).

 

Também existem patologias que afetam diretamente no crescimento dos cabelos e que devem ser tratadas por um especialista, como, por exemplo, o hirsutismo. Consulte, portanto, um endocrinologista para verificar se há alterações hormonais.

 

Para tratar problemas de crescimento dos cabelos é recomendado realizar o uso de laser capilar assim como tratamentos terapêuticos que utilizam ativos que estimulam, oxigenam e nutrem melhor o bulbo e o fio, para que cresçam mais saudáveis e fortes.

 

O tratamento injetável oferece os nutrientes e vitaminas diretamente ao redor do bulbo capilar, otimizando a absorção desses nutrientes tão importantes para o bom desenvolvimento do folículo.

 

Procedimentos realizados na Tricologia ainda atuam na limpeza profunda do couro cabeludo, o que, permite uma renovação celular mais profunda e rápida. (Com Minha Vida)

 

 

 

Hashtag: |
Pitaya: tipos, benefícios e como comer a fruta do dragão

A pitaya é uma fruta originária de países como México e demais nações da América Central. É doce, porém, concentra pouco açúcar e ajuda quem quer emagrecer.

 

Conhecida como fruta do dragão por seu aspecto exótico e cores vibrantes, é rica em nutrientes e tem inúmeros benefícios à saúde.

 

Os tipos de pitaya são:

 

Pitaya amarela com polpa branca
Pitaya rosa com polpa vermelha
Pitaya rosa com polpa branca

 

As variações da pitaya se diversificam pela cor (da casca e/ou da polpa), mas o sabor é semelhante: doce e suave. No Brasil, a mais comum é a pitaya rosa com polpa branca.

 

Há poucas diferenças em relação à quantidade de nutrientes entre os tipos de pitaya. Isso significa que qualquer pitaya que você coma, estará consumindo um fruto bastante benéfico à saúde.

 

Benefícios

 

De acordo com a nutricionista Patricia Bertolucci, a pitaya é um alimento bastante completo, pois apresenta diversos benefícios.

 

Emagrece
Causa saciedade
Inibe o apetite
Previne a diabetes
Combate a compulsão alimentar
Reduz riscos de doenças cardíacas (hipertensão, infarto, arritmia)
Fortalece a imunidade
Diminui o colesterol ruim
Mantém o bom funcionamento do intestino
Previne diabetes

 

Ela explica que a pitaya é bastante rica em vitamina C. Isso significa que ela tem propriedades antioxidantes que reduzem os efeitos dos radicais livres. Essa redução, por sua vez, auxilia na prevenção da diabetes.

 

Aumenta a imunidade

 

Em apenas 100 gramas de pitaya é possível adquirir cerca de 35% da vitamina C diária que nosso organismo necessita, segundo estudos.

 

A vitamina C é responsável por aumentar a disposição e fortalecer o sistema imunológico, deixando nosso organismo mais reforçado contra doenças infecciosas e crônicas.

 

Vale lembrar que algumas das doenças infecciosas mais comuns são: dengue, malária, caxumba, tétano, tuberculose, ebola e AIDS (HPV).

 

Dentre as doenças crônicas estão: diabetes, câncer, AVC, bronquite, hepatite, asma, depressão, ansiedade, Parkinson e Alzheimer.

 

Reduz colesterol ruim

 

Na pitaya há ainda vitaminas do complexo B, que melhoram o fluxo sanguíneo e reduzem os níveis de colesterol ruim.

 

Diminui compulsão alimentar

 

Além disso, o fruto tem um alto teor de fibras, o que equilibra os níveis de açúcar no sangue e diminui picos de glicose no organismo.

 

A fibra é também conhecida por causar saciedade, mas a pitaya tem outros componentes que ajudam essa sensação e vão além das fibras.

 

A tiramina inibe o apetite; já o glucagon elimina o desejo por doces. Assim, a fruta é indicada para quem apresenta compulsão alimentar, reduzindo o consumo excessivo e impulsivo de comida.

 

Ajuda a emagrecer

 

Muitos perguntam se "a pitaya emagrece". A resposta é: sim! A fruta caiu no gosto dos brasileiros justamente por ser uma aliada ao emagrecimento. Seu valor calórico é baixo, além de apresentar ação termogênica que atua na queima de gordura.

 

Para ter resultados mais rápidos e satisfatórios em relação à perda de peso, a nutricionista aconselha combinar a ingestão de pitaya com exercícios regulares.

 

Tabela nutricional da pitaya

 

Metade de uma pitaya (100 g) tem cerca de apenas 60 calorias (kcal). Assim, nas reduzidas calorias da pitaya, encontra-se uma rica diversidade de nutrientes e minerais essenciais para o nossa saúde. 

 

Como comer pitaya

 

É comum a pergunta "como comer pitaya?", pois a fruta ainda está se popularizando pelo país.

 

Apenas a polpa da fruta é comumente consumida, segundo Patricia. Pode ser ingerida in natura, cortada em pedaços; ou como principal ingrediente em receitas.

 

Normalmente é utilizada em geleias, sorvetes, sucos, doces e até como acompanhamento para saladas. (Com Minha Vida)

 

 

 

Hashtag:
8 coisas para você incluir na rotina matinal e ter mais ânimo e menos estresse

Após uma boa noite de sono, o corpo fica revigorado e pronto para encarar um novo dia. Para ajudar a manter o bom ritmo depois de acordar, faz bem criar uma rotina matinal, que pode deixar suas tarefas mais organizadas e te fazer relaxar antes de trabalhar ou estudar.

 

Dados da plataforma de inspiração Pinterest mostram que as pessoas procuram cada vez mais por bem-estar nas primeiras horas do dia, com "rotina produtiva", "vídeos de rotina matinal " e "rotina de autocuidado" entre as pesquisas que aumentaram em mais de 100% no site.

 

Para te ajudar a dar um gás extra na manhã, o Pinterest listou, com exclusividade para o Delas, 8 práticas que estão em alta na plataforma sobre o assunto.

 

1. Se alongar com ioga

 

Depois de acordar, praticar ioga é uma boa opção para relaxar os músculos e acabar com as dores

 

Esticar o corpo e se movimentar logo cedo são boas opções para proporcionar mais disposição. O ioga tem potencial para relaxar músculos tensos e eliminar dores. A plataforma conta com dicas também para iniciantes na prática.

 

2. Fazer limpeza facial

 

Cuidar da beleza é fundamental para ter um bom dia. A limpeza facial, além de combater espinhas, tem ação antibacteriana.

 

É fundamental zelar pela saúde do rosto, e uma das melhores formas de iniciar o dia é fazer uma máscara facial. A receita é caseira e atua no combate a espinhas internas inflamadas, além de ter ação antibacteriana.

 

3. Tomar chá

 

O chá tem propriedades relaxantes e ajudam a acalmar o corpo e a prepará-lo para enfrentar o dia a dia.

 

Gelado ou quente, o chá tem propriedades importantes para a saúde e um de seus benefícios, inclusive, é ajudar a emagrecer . A bebida também tem função calmante em alguns casos, o que a faz ideal para relaxar a mente e o corpo antes de encarar o cotidiano e ser incluída na rotina matinal.

 

4. Tomar suco energético

 

Sucos naturais energéticos são uma excelente alternativa para proporcionar mais energia e ânimo ao organismo.

 

Outra bebida eficaz é o suco energético, que propicia mais ânimo e disposição, principalmente para quem é acostumado a praticar atividades físicas logo cedo. Além disso, a vitamina é fonte de diversos nutrientes.

 

5. Adotar um hobby

 

Já pensou em ter o crochê como hobby? A arte é útil para criar roupas, assessórios e ajuda até a decorar a casa.

 

O crochê é um artesanato com muitas utilidades. As artes podem ser roupas, assessórios e também compor a decoração da casa, o que faz da opção uma boa alternativa para se tornar um hobby muito interessante.

 

6. Fazer ioga na cama

 

Além de se alongar com o ioga, outra opção é praticar a atividade na cama, com movimentos simples e leves.

 

Além de se alongar por meio da ioga , vale a pena usar a própria cama para se exercitar e aprender a praticar essa atividade. A plataforma de inspiração oferece dicas de como fazer ioga matinal com facilidade.

 

7. Montar uma playlist inspiradora

 

Escolha uma música para se animar e aperte o play! Para começar o dia com o pé direito, é importante ter uma playlist.

 

A música tem muito poder, e isso é inegável. Assim como ouvir sons característicos da sofrência quando se está na fossa te faz ficar pior, escutar músicas animadas e motivadoras ajudam a melhorar o dia.

 

8. Praticar exercício

 

Fazer exercício produz endorfina, hormônio que gera sensação de bem-estar e melhora a alegria e o humor.

 

Como dissemos antes, movimentar o corpo proporciona mais ânimo e energia, além de produzir endorfina, que gera a sensação de bem-estar e alegria ao praticar uma atividade física. O exercício, além de ser importante para a rotina matinal , se firma como uma opção para manter uma boa qualidade de vida. (Com Delas - iG)

 

 

 

Hashtag:
Vinho reduz ansiedade, é antidepressivo e não é pelo álcool

Quem bebe vinho (tinto), sabe que a bebida tem um efeito relaxante. Mas o que antes parecia ser apenas por causa do álcool, agora tem outra explicação. De acordo com novo estudo da Universidade de Buffalo, nos Estados Unidos, o composto resveratrol encontrado na bebida é capaz de evitar e diminuir sintomas de ansiedade e depressão, induzido pelo estresse.

 


Os pesquisadores descobriram que a substância, que, na verdade, é encontrada na pele e na semente das uvas mais escuras e também em algumas frutas vermelhas como, o mirtilo, é capaz de inibir a enzima causadora de distúrbios emocionais no cérebro.

 

Ela afeta os processos neurológicos e pode ser uma "alternativa eficaz aos medicamentos para o tratamento de pacientes", diz Ying Xu, MD, PhD, autora co-principal e professora associada de pesquisa ao site da faculdade.

 

Hormônio do estresse


O artigo publicado na revista Neuropharmacology, revelou que o resveratrol bloqueia a ação da fosfodiesterase 4, uma enzima influenciada pelo hormônio do estresse, o corticosterona. É ele que regula a resposta do corpo ao estresse. Por isso, quando está em excesso, pode levar aos distúrbios emocionais.


A enzima reduz o monofosfato de adenosina cíclico - uma molécula mensageira que sinaliza mudanças fisiológicas, como divisão celular, mudança, migração e morte - no corpo, levando a alterações físicas no cérebro. O resveratrol exibiu efeitos neuroprotetores contra a corticosterona inibindo a expressão de PDE4.

 

A descoberta pode ser uma boa alternativa para quem tem esses tipos de transtornos. Isso porque os antidepressivos atuais "concentram-se na função da serotonina ou noradrenalina no cérebro, mas apenas um terço dos pacientes responde a esses medicamentos", aponta a pesquisadora Ying.

 

Mas vale ressaltar que embora o vinho tinto contenha o resveratrol, o consumo de álcool acarreta diversos riscos para a saúde, incluindo o vício. Por isso, não pode ser administrado indiscriminadamente no tratamento de quem possui alguma doença emocional. (Com Minha Vida)

 

 

 

Hashtag:
Água de arroz: benefícios para pele e cabelo

A busca por receitas caseiras como auxílio na beleza vem crescendo mais a cada dia. Rotinas de skincare orientais, máscaras e esfoliantes faciais feitos com produtos naturais são uns dos assuntos mais populares entre as famosas e blogueiras do mundo inteiro. Entre eles, está uma receita utilizada há séculos por mulheres chinesas, japonesas e do sul asiático: água de arroz fermentada.

 

O procedimento, que consiste em deixar o arroz de molho por pelo menos 24 horas, promete liberar componentes na água que ajudam a diminuir manchas na pele, espinhas e que deixam as madeixas mais longas e hidratadas. Por conter propriedades como aminoácidos, vitamina E e antioxidantes, a água de arroz ajuda a combater os radicais livres que causam o envelhecimento da pele. "Os aminoácidos são fatores de hidratação natural (NMF) importantes no estrato córneo, que é a camada mais superficial da pele" conta Simone Neri, dermatologista.

 

Muitas mulheres, principalmente as que estão em transição capilar, buscam por maneiras de como fazer o cabelo crescer de forma acelerada. O chamado "cronograma capilar" consiste em uma rotina semanal de nutrição, hidratação e reconstrução do cabelo. Mas em qual destes tópicos a água de arroz se encaixa? Por fortalecer o fio e diminuir o frizz, a água de arroz pode ser utilizada como auxílio nos dias de reconstrução capilar.

 

Por ajudar a desembaraçar os fios com mais facilidade, a água de arroz também pode ser utilizada como pré-poo.

 

Benefícios da água de arroz para pele e cabelo


Reduz espinhas
Diminui os poros
Reduz a oleosidade
Diminui manchas
Alivia a dermatite
Diminui a queda de cabelo
Acelera o crescimento capilar
Fortalece os fios
Diminui o frizz



Além desses benefícios, a água de arroz também pode ser nutritiva para as unhas. "As vitaminas do complexo B presentes na água de arroz são importantes também para os anexos (unhas e cabelos) e eles individualmente e em concentração adequada podem trazer benefícios. O conteúdo de água é um importante fator para o cabelo e a pele. Um tecido chamado cutícula, presente na superfície do fio do cabelo, tem um papel importante na retenção de água no cabelo, e os aminoácidos são ingredientes que hidratam a cutícula" afirma a dermatologista Simone Neri.

 

Aprenda a como fazer água de arroz


Você vai precisar:

Meio Copo de arroz cru

2 Copos de água em temperatura ambiente.


Lave bem o arroz com água corrente. Em seguida, o coloque em um recipiente com tampa e acrescente a água. Deixe o arroz tampado por pelo menos 24 horas, para que ocorra a fermentação, garantindo melhores resultados. Transfira a água para outro recipiente e descarte o arroz da maneira que preferir. Para amenizar o odor da fermentação, você pode acrescentar algumas gotas de óleo essencial de lavanda.

 

Como usar água de arroz no cabelo

 

Após lavar os cabelos com shampoo, aplique a água de arroz por todo o couro cabeludo, massageando bem com as pontas do dedo. Deixe agir por pelo menos 20 minutos e enxágue com água morna. Finalize normalmente.

 

Repita o método com um intervalo de pelo menos uma semana. Lembre-se que cada cabelo possui suas próprias características, então não se esqueça de hidratar os fios como de costume.

 

Como usar água de arroz na pele


Com a pele limpa, utilize um algodão para aplicar a água de arroz em todo o rosto, massageando gentilmente. Deixe secar naturalmente. Repita o procedimento duas vezes por semana. As propriedades da água vão garantir uma pele mais firme, menos oleosa, hidratada e livre de espinhas!

 

Dica extra: arroz com leite


A criadora de conteúdo Natália, também conhecida por seu canal no youtube "Flor do Oriente", compartilhou sua receita especial para um efeito ainda mais potente na pele:

2 colheres de farinha de arroz
2 colheres de leite.
Misture todos os ingredientes e aplique na pele limpa. Deixe agir por 15 minutos e enxágue.

 

A água de arroz precisa ser fervida?


Natália, que mora no Japão, utiliza a água de arroz com bastante frequência, e garante que seu efeito na pele é enriquecedor. "Eu utilizo o método mais prático e cru. Além de ser mais prático, eu costumo notar mais diferença na pele de imediato, ela fica brilhosa e super hidratada. Já cozido eu já acho que dura pouco".

 

Como usar água de arroz para aliviar sintomas da Dermatite (Eczema)

 

Além dos tratamentos indicados pelo médico, a água de arroz pode ser um auxílio caseiro para a redução da coceira causada pela dermatite. Um estudo realizado pela Universidade Vrije de Bruxelas, na Bélgica, observou os efeitos da água de arroz aplicada duas vezes ao dia em pacientes com dermatite atópica causada por "Lauriléter sulfato de sódio", um composto químico encontrado em diversos produtos de higiene. A aplicação da água proporcionou uma melhora de 20% na capacidade de cura da pele.

 

Após preparar a água de arroz como indicado, aplique a água na pele irritada com o auxílio de uma toalha duas vezes ao dia, por 15 minutos. Vale lembrar que esse método não substitui o tratamento recomendado pelo dermatologista.

 

Por quanto tempo a água de arroz pode ser conservada?

 

O recomendado é que a quantidade não utilizada da água seja mantida na geladeira por até uma semana. Tampe bem o recipiente, para que o cheiro da fermentação não se espalhe pela geladeira.

 

Contra-indicações

 

Não há contra-indicações para o uso da água de arroz. Entretanto, pessoas com o couro cabeludo naturalmente mais seco podem sentir uma piora no ressecamento. Por isso, não é recomendado o uso da água de arroz mais de uma vez por semana em qualquer tipo de cabelo.


Lembre-se que nenhum método caseiro substitui a ajuda de um profissional. Se você está sofrendo de queda excessiva de cabelo ou problemas incomuns na pele, consulte um dermatologista para um diagnóstico mais preciso. (Com Minha Vida)

 

 

 

Hashtag:
Chá detox de limão para emagrecer e ganhar energia; aprenda

Quer eliminar aquelas gordurinhas indesejadas e, ainda, se manter disposta ao longo do dia? Parece mágica, mas não é: uma receita de chá detox com limão, cúrcuma e gengibre pode garantir estes resultados tão desejados.



Veja a receita simples e fácil deste chá detox matinal.

 

Ingredientes

 

2 xícaras de água
1 limão cortado em fatias (de preferência, limão siciliano)
1 pitada de cúrcuma
Pedaços de gengibre fresco, descascado (corte um pedaço de 3 cm e depois pique-o)
2 colheres (chá) de mel (opcional)

 

Modo de preparo

 

Ferva a água. Então, adicione todos os ingredientes - com exceção do mel. Desligue o fogo e deixe a bebida descansar por aproximadamente 30 minutos.

 

Coe, adicione o mel e beba na temperatura que desejar. Se quiser esquentá-lo, atente-se para não ferver novamente. Caso prefira, coloque na geladeira e beba gelado.

 

Quando tomar


A receita foi divulgada por Deborah, em seu site The Harvest Kitchen. Ela recomenda tomar o chá detox quente logo na primeira hora ao acordar.

 

A cozinheira e escritora faz este ritual há mais de dois anos. Depois, leva o restante do chá para o trabalho e coloca-o na geladeira; então, bebe gelado ao longo do dia.

 

Benefícios do chá detox


Gengibre

O gengibre é uma raiz que combate sintomas da gripe, aumenta a imunidade e desintoxica o organismo. Tudo isso devido à sua quantidade de vitamina C e B6.

 

Limão

O limão também é rico em vitamina C. Quando combinado ao gengibre, fortalece ainda mais antioxidantes, que protegem o corpo contra doenças.

 

Cúrcuma

Já a cúrcuma (também conhecida como açafrão-da-terra) é uma planta utilizada no Brasil como tempero para refeições. Dentre seus principais benefícios estão eliminar o peso, prevenir o câncer, combate a acne e doenças neurodegenerativas (como o Parkinson). (Com Minha Vida)

 

 

 

Hashtag: