Pesquisa que acompanha rotinas há 80 anos aponta chave para saúde e felicidade

Há mais de 80 anos, pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade Harvard investigam o desenvolvimento da vida humana, por meio do estudo de milhares de casos, rastreamento genético, exames médicos, entrevistas e observação.

E uma das grandes e surpreendentes conclusões é: quem é feliz vive mais. Não existe, porém, uma fórmula mágica para a felicidade, disse o psiquiatra Robert Waldinger, um dos líderes do Harvard Study of Adult Development (Estudo de Harvard sobre Desenvolvimento de Adultos), realizado desde 1938 nos Estados Unidos. O que se sabe, afirmou, é que as relações interpessoais são fundamentais nesse processo.

A forma como as pessoas se relacionam impacta o bem-estar?

O que vimos em nossa pesquisa é que quando as pessoas estão mais conectadas umas com as outras, isso não apenas as deixa mais felizes, mas as mantém mais saudáveis. E, em média, elas também vivem mais. Essa conexão pode ser [intensificada] encontrando mais pessoas durante um tempo ou estabelecendo relações mais próximas e calorosas com uma ou algumas pessoas que você sente realmente que irão apoiá-lo se você precisar.

O senhor disse que as pessoas conectadas são mais felizes. A solidão tem então implicações para a saúde humana?

A solidão é uma fonte de estresse. Não fomos feitos para viver sozinhos. Quando estamos sozinhos, os níveis de estresse do corpo aumentam e isso nos leva a um estado de resposta de luta ou fuga, que acontece quando você está com medo de algo, sua frequência cardíaca e pressão arterial aumentam e você se prepara para enfrentar um desafio. Mas a solidão é um desafio que não tem fim. Assim seu corpo permanece nesse estado com níveis mais altos de hormônios do estresse, inflamação crônica, e isso contribui para destruir o corpo e a saúde.

Existe uma fórmula mágica para uma vida feliz?

Não existe, e é bom que as pessoas saibam disso. Às vezes pensamos que as outras pessoas são felizes o tempo todo, enquanto nós não sabemos o que estamos fazendo, mas nenhuma vida é feliz 24 horas por dia, sete dias na semana. Por outro lado, há certas coisas que podemos fazer que nos tornam mais propensos a nos sentirmos bem na maior parte do tempo. Isso inclui cuidar da nossa saúde, cuidar do nosso corpo, comer bem, fazer exercícios regulares, não abusar de drogas ou álcool e ter senso de propósito, além de estarmos mais conectados com outras pessoas.

É possível prever o quão bem uma pessoa chegará à velhice analisando seus índices de felicidade?

Não, porque na vida acontecem coisas que não podemos prever. Eu poderia fazer de tudo para cuidar de mim, da minha saúde, ter bons relacionamentos, e ainda assim ter câncer. E não é minha culpa, simplesmente acontece. Então, quando olhamos para qualquer pessoa, não podemos dizer com certeza como será sua vida, não importa o que ela faça. Mas quando olhamos para milhares de pessoas, ao longo de muitos e muitos anos, podemos dizer que essas são as coisas que tornam mais provável que você permaneça saudável e feliz.

A felicidade tem impactos neurológicos também? Ela pode modificar nosso cérebro?

Sim pode. Sabemos que a felicidade pode nos manter mais afiados por mais tempo, ao passo que a solidão e a infelicidade podem contribuir para um declínio cognitivo precoce.

A primeira geração dos estudos foi feita apenas com homens. Apesar disso, podemos generalizar suas conclusões?

Essa é uma boa pergunta. Começamos a estudar as mulheres há 20 anos, quando eu entrei no estudo. E você está absolutamente certa. Não podemos presumir que o que é verdade para os homens também é verdade para as mulheres. Assim como não podemos presumir que o que é verdade para as pessoas nos Estados Unidos é verdade para as pessoas no Brasil. Mas estamos sempre procurando outros estudos e tentamos compartilhar particularmente as descobertas que outros estudos confirmam.

O que o estudo já descobriu sobre as mulheres?

Bem, sabemos que há muito mais semelhanças entre mulheres e homens do que diferenças, ao contrário do que se pensava. Vou te dar um exemplo. Recentemente, revisamos a literatura sobre padrões de amizade, porque há vários estudos sobre as mulheres serem muito mais conectadas a outras pessoas e valorizarem a amizade muito mais do que os homens. Acontece que as diferenças não são muito grandes entre homens e mulheres quando você analisa com cuidado os dados de bons estudos. É importante olhar para as diferenças de gênero e estar aberto ao que encontramos, às vezes destruindo nossos estereótipos.

A pandemia de Covid-19 teve impactos na percepção de felicidade das pessoas e na forma com que elas se relacionam?

Ainda estamos no começo das análises, mas já sabemos que a pandemia fez as pessoas refletirem sobre o que realmente importa para elas. Muitas decidiram que era hora de pedir demissão e procurar um novo emprego; ou que queriam trabalhar de forma diferente, talvez trabalhar menos e passar mais tempo com as pessoas que eram importantes para elas; ou seguir um tipo diferente de carreira, desenvolver novos interesses. A Covid interrompeu nossos padrões habituais de trabalho, vida doméstica, convívio, então claro que teve muitos efeitos negativos: mais depressão, ansiedade. Mas também houve esse efeito, provavelmente positivo, que nos fez parar para avaliar nossas vidas e dizer o que é realmente importante para mim agora.

Diversos especialistas afirmam que a tecnologia e as redes sociais tornaram as relações humanas mais frágeis e superficiais. Seu estudo confirma isso?

Esse também é um assunto que estamos começando a investigar.. Mas outras pesquisas sugerem que muito depende de como usamos as mídias sociais. Se usarmos apenas para percorrer o feed do Instagram de alguém, ou Tik Tok, e olharmos para a vida de outras pessoas que eles nos mostram, ficamos mais deprimidos, sentimos que estamos perdendo. Isso diminui nossa auto-estima. Mas se usarmos as mídias sociais mais ativamente, para nos conectarmos uns com os outros, talvez para reunir grupos de velhos amigos de escola que não conversam há anos, isso pode ser uma força muito positiva em nossas vidas. Portanto, não é que a mídia social seja boa ou ruim. É como a usamos.

Chega um momento em que é tarde demais para se buscar a felicidade?

O que descobrimos em nosso estudo é que nunca é tarde demais para fazer mudanças em sua vida que o ajudarão a ser mais feliz. Algumas pessoas pensam, “Oh, é tarde demais para mim”, “Estou muito enferrujado”, “As coisas simplesmente não deram certo para mim”. E o que descobrimos quando acompanhamos a vida dessas pessoas por décadas é que, de fato, muitas pessoas, mesmo no final da vida, fazem grandes mudanças que podem ajudá-las a serem muito mais felizes.

 

 

 

 

 

 

 

Por - O Globo

Hashtag:
WhatsApp pode liberar recurso para filtrar conversas; entenda

Caso a função seja implementada, usuários poderão contar com o "super filtro", que agrupará diferentes chats sob um mesmo guarda-chuva e deve funcionar como no WhatsApp Business; veja todos os detalhes

O WhatsApp poderá permitir na versão normal do app o recurso de filtrar chats, já disponível no WhatsApp Business. A novidade foi compartilhada na última terça-feira (10) pelo site especializado WABetaInfo, que informou que a função está atualmente em fase de desenvolvimento. A opção de filtrar chats permite melhor organização das conversas, com diferentes chats agrupados em um mesmo guarda-chuva. Na captura de tela compartilhada pelo portal, é possível ver o ícone do filtro na interface do app. Confira a seguir como será o recurso e tudo o que se sabe sobre ele até agora.

Como será esse novo recurso?

Segundo a WABetaInfo, o recurso - que está em desenvolvimento - deve chegar à versão beta do app para Android, iPhone (iOS) e desktop em uma atualização futura. A função vai permitir que contas padrão também possam ter acesso a filtros de pesquisa avançados no aplicativo, de maneira similar ao que acontece no WhatsApp Business. Assim, será mais simples gerenciar os diferentes chats, mantendo o mensageiro mais organizado.

Não é possível afirmar com certeza como será a versão final da função caso chegue, de fato, ao mensageiro. Porém, caso siga com o modelo encontrado pelo WABetaInfo, o recurso não deve diferir muito do sistema encontrado no Business. Assim, será possível, por exemplo, agrupar chats enviados por contatos e por pessoas não adicionadas por você.

Segundo o que foi divulgado até agora, haverá quatro possibilidades de agrupamento: conversas não lidas, mensagens enviadas por contatos, por contatos não salvos e ainda grupos. Ao selecionar os não lidos, por exemplo, todos os bates-papos não lidos irão aparecer na tela - e o mesmo vale para as demais categorias.

Vai funcionar para todos os chats?

Segundo o que foi encontrado pelo WABetaInfo, caso seja aplicado da maneira como está em desenvolvimento, os Super Filtros devem funcionar para todos os chats e contas padrão do WhatsApp. Porém, vale lembrar que, como o recurso está ainda em produção e não chegou à versão Beta disponível para o público testador, é possível que seu funcionamento mude.

Haverá limite de agrupamentos?

Não é possível saber até o momento se haverá limite de conversas por agrupamento. No entanto, caso funcione como no WhatsApp Business, será possível dividir todos os chats existentes no seu mensageiro entre as categorias disponíveis.

Vai mudar como funcionam as notificações?

Se seguir o modelo aplicado no WhatsApp Business, o novo recurso de filtragem de mensagens não mudará o funcionamento das notificações - ou seja, elas devem permanecer como são atualmente. A única diferença é que a função do super chat ficará estática na interface do app, permitindo que os usuários filtrem o tipo de conversa que desejam ver em um simples clique.

Assim, quando abrir o app, você poderá, por exemplo, navegar apenas entre as conversas que ainda não foram lidas, ou entre os conteúdos enviados por quem não tem o contato salvo em seu smartphone.

Quando vai ser lançado?

O recurso ainda está em fase de desenvolvimento - ou seja, até então nem mesmo a maioria dos usuários do Beta tem acesso à função de Super Filtro. Por esse motivo, não há previsão de lançamento para a novidade, nem mesmo a certeza de que ela de fato chegará à versão estável do app.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por - TechTudo

Entenda quem pode ser candidato no Brasil

Este ano, os eleitores brasileiros voltarão às urnas para eleger o presidente da República, deputados federais, estaduais e distritais, senadores e governadores. Para concorrer aos cargos eletivos, todos os cidadãos podem participar da disputa, mas devem se enquadrar nas regras estabelecidas pela Constituição e pela legislação eleitoral. 

Para registrar as candidaturas na Justiça Eleitoral, os candidatos devem ter nacionalidade brasileira, estar em pleno exercício dos direitos políticos e devem ter domicílio eleitoral no local da eleição um ano antes do pleito, estando filiados a um partido político pelos menos seis meses antes das eleições. 

A idade mínima para candidatura também deve ser respeitada. Os candidatos para os cargos de presidente da República, vice-presidente e senador devem ter 35 anos na data da posse. Para os cargos de governador e vice a idade mínima é de 30 anos, e de 21 anos para quem vai concorrer aos cargos de deputado federal, estadual ou distrital. 

Ficha limpa

A Lei da Ficha Limpa também deve ser observada para quem pretende concorrer ao pleito. A norma entrou em vigor em 2010 para barrar a candidatura de condenados por órgãos colegiados por oito anos. 

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro de 2022. O eventual segundo turno para votação aos cargos de presidente e governador será no dia 30 do mesmo mês. A diplomação dos eleitos ocorrerá até 19 de dezembro do ano que vem.

 

 

 

 

 

 

 

Por - Agência Brasil

Hashtag:
Saiba como evitar acidentes graves com uso de panela de pressão

Para muita gente que cozinha ou que quer cozinhar, a panela de pressão é um dos utensílios mais temidos.

O receio não é pra menos. Se manuseada de forma inadequada, ela pode explodir e provocar acidentes graves, em algumas situações, até fatais. Foi o que aconteceu no último Dia das Mães (8), em Ceilândia, cidade a cerca de 30 quilômetros (km) do centro de Brasília. A cozinheira de um restaurante, Jade do Carmo Paz Gabriel, de 32 anos, morreu após a explosão de panela de pressão no restaurante em que trabalhava.

A mulher chegou a ser socorrida por unidades avançadas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e equipes de socorro do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF), mas ferida gravemente, sofreu parada cardiorespiratória e não resistiu. Outros dois funcionários do estabelecimento também foram atingidos, mas sem gravidade.

Orientações

Procurado pela Agência Brasil, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), destacou que a primeira dica de segurança para panela de pressão é a presença do selo de conformidade do Inmetro. “A certificação para panela de pressão é compulsória. Não identificando o selo, não compre. Ele é a indicação de que o produto foi testado nos requisitos de segurança, como a quantidade de água”, afirmou a autarquia.

Outra dica do instituto é nunca adquirir o utensílio no comércio ambulante. Pedir sempre a nota fiscal de uma loja é a garantia de troca em casos de defeito. O próximo cuidado é saber qual a capacidade da panela de pressão, ou seja, quantos litros ela comporta. Essa informação está descrita no manual do fabricante.

Durante a utilização da panela um item que também deve ser observado é a válvula com pino. Uma panela de pressão cheia demais pode entupir esse dispositivo de segurança e até causar uma explosão. Segundo especialistas, a válvula foi feita para liberar vapor, logo, se durante o uso a panela parar de fazer aquele chiado característico, pode indicar que foi obstruída. Nesse caso, a orientação é desligar o fogo imediatamente. Em seguida, com o auxílio de um garfo ou colher, deve ser feito um movimento para cima com a válvula para que o vapor dentro da panela escape. Essa última manobra nunca deve ser adotada se a panela estiver funcionando normalmente e se o objetivo for apenas acelerar a saída da pressão.

Outro sinal de problema é a liberação de vapor pela área circular onde fica localizada a borracha. Isso significa que a vedação está prejudicada e a borracha precisa ser substituída. “Caso haja necessidade de reposição de alguma peça, sempre procure por peças originais junto aos representantes autorizados pelo fabricante”, alerta o Inmetro.

Ao utilizar panelas desse tipo, assim que ela começar a soltar vapor, o fogo deve ser diminuído, pois se a água no seu interior já está fervendo, a chama alta não vai alterar a temperatura do seu interior.

O Capitão Paulo Jorge, oficial de informações públicas do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, acrescenta que essas panelas nunca devem ser abertas sem que toda a pressão tenha saído. O militar observa que esta prática comum entre cozinheiros não deve ser feita.

“Jamais coloque essas panelas sob a água da torneira para acelerar a retirada do vapor”, alerta. Paulo Jorge lembra que uma panela de pressão não pode ser preenchida totalmente: pelo menos 1/3 dela deve ficar vazia para acúmulo de pressão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por - Agência Brasil

Hashtag: |
Sexta-feira 13 é o dia do azar? Entenda o que a data significa

Saiba o que a Numerologia, o Tarot e a Astrologia dizem sobre a data mística

Estamos vivendo Mercúrio retrógrado, acabamos de passar pelo primeiro eclipse de 2022 e, pouco antes de mais um eclipse (na segunda, dia 16 de maio), vamos ter uma Sexta-feira 13! Você sente medo ou teme o azar? Se sim, chegou a hora de entender o significado do número 13 e da data e — o melhor — aprender a usar o dia a seu favor.

Como surgiu o mito do 'Dia do Azar'?

Há várias teorias que sugerem o motivo da sexta-feira 13 ser considerada uma data negativa. O numerólogo Yub Miranda e a astróloga Naiara Tomayno, do Personare, compartilham duas hipóteses para a origem do mito de Dia do Azar.

  • Uma das mais fortes tem origem no século XIV, quando o rei da França, Filipe IV, considerou que a ordem dos Cavaleiros Templários era ilegal. No dia 13 de outubro de 1307, uma sexta-feira, o monarca decretou que os membros da ordem deveriam ser perseguidos, torturados e presos, culminando em muitas mortes. Essa seria uma das razões para que a data tenha uma conotação negativa para algumas pessoas.
  • Outra hipótese sobre a superstição da Sexta-feira 13 vem da Escandinávia. Quando as tribos nórdicas e alemãs foram obrigadas a se converter ao cristianismo, Frigga, a deusa da fertilidade e do amor, foi transformada em bruxa. Para se vingar, passaram a dizer que ela se reunia nas sextas-feiras com outras 11 bruxas e o demônio (13 entidades), para rogar pragas sobre os humanos. Nasceu, então, a Sexta-feira 13 como “o dia de azar para a humanidade”. Na verdade, foi mais uma demonização da força do feminino.

Qual o significado do número 13?

Tanto para a Numerologia quanto para o Tarot e a Astrologia, não há nada de especial em uma Sexta-feira 13. No entanto, há questões que podem ser consideradas nesta data. De acordo com o numerólogo do Personare, algumas pessoas podem se sentir desafiadas na Sexta-feira 13.

Enquanto os números 1 e 3 (que formam o 13) simbolizam coragem, liberdade, otimismo e festividade, o 4 (resultante da soma 1+3) indica justamente o oposto — praticidade, perseverança, determinação e planejamento.

"Então, o conflito está deflagrado dentro do próprio número 13. Há luta entre o risco e a segurança. Mas vale lembrar que isso vale para qualquer dia 13, e não apenas para a sexta-feira 13", explica Yub Miranda.

No Tarot, o 13 é o número do arcano “A Morte”. E essa carta representa a necessidade de mudanças, de sair da zona de conforto. Quem não se sente à vontade para mudar hábitos e situações em sua vida, tende a não gostar desta simbologia.

A Astrologia também não considera a Sexta-feira 13 como um dia de azar — ou qualquer outro simbolismo especial.

"Na Astrologia, nos guiamos pela influência dos astros apenas. Dias como o portal de 22/02/22 (relembre aqui!) ou a Sexta-feira 13 não possuem um significado específico", afirma Naiara Tomayno.

A Astrologia é baseada nos mitos gregos e romanos, enquanto o mito da Sexta-feira 13 nasceu na mitologia nórdica, com a deusa Frigga e Odin. Ou seja, são conhecimentos de diferentes origens.

 Mas existe uma semelhança: Frigga é a deusa da fertilidade, amor e união, assim como Vênus na mitologia romana (e Afrodite na grega). Sexta-feira é um dia regido por Vênus, portanto, trata dos mesmos assuntos de Frigga.

O que fazer na Sexta-feira 13

Deixando de lado as superstições sobre a data, podemos analisar o céu astrológico da Sexta-feira 13 de maio de 2022. Neste dia, Lua em Libra faz oposição à Quíron e trígono a Saturno em Aquário, por isso, é um bom momento para curar feridas sobre nós e aprender a arcar com as responsabilidades nos relacionamentos.

"Esta Sexta-feira 13, portanto, pode ser ótima para fazer rituais de aceitação, estabelecer compromissos nos relacionamentos e saber ouvir o outro, mas sem se anular", sugere Naiara.

Além disso, analisando a data pela Numerologia e pelo Tarot, fica evidente que, por trás dos medos, a mensagem é que é preciso saber arriscar com confiança e planejamento, rumo ao que precisa ser mudado e reestruturado em nossa vida. Tais mudanças pedem coragem e, ao mesmo tempo, pés no chão.

 

 

 

 

 

 

 

Por - Globo

feed-image
SICREDI 02