Diamante do Sul - Três inquéritos foram instaurados sobre caso envolvendo abuso de seis filhos

Segundo o delegado que coordena as investigações três inquéritos foram instaurados durante o caso envolvendo o abuso do homem em relação aos seis filhos.

 

O primeiro inquérito foi instaurado quando houve o suicídio de um dos filhos. O segundo quando os abusos viram à tona e o terceiro, quando agora, quando o acusado foi encontrado morto dentro da cela, onde estava preso na Delegacia de Guaraniaçu.

 

Com a morte do homem de 45 anos acaba sendo extinta a punibilidade. O acusado foi encontrado morto dentro da cela dois dias antes de a polícia encerar o inquérito.

 

A mãe foi ouvida e pelos relatos das constantes ameaças a polícia entende que havia uma ilegibilidade de outra conduta, que ela não pode ser responsabilizada criminalmente, mas isso vai ficar a cargo do Ministério Público.

 

A Polícia Civil acredita que o homem tenha aguardado o dia do banho de sol, dos presos do seguro, para executar a própria morte. Ele foi encontrado morto dentro da cela durante o banho de sol.

 

Falci ouviu os três detentos que estavam na cela juntamente com o homem. Segundo o depoimento dos presos, eles saíram por volta das 9h horas para tomar banho de sol, aproximadamente meia hora depois, um deles voltou a cela para pegar algum pertence, momento este que se deparou com o homem enforcado. Imediatamente ele chamou os policiais.

 

O delegado relatou, que o Homem de 45 anos utilizou a própria camisa que estava vestido para tirar a própria vida.

 

Os depoimentos dos detentos que estavam com ele, são parecidos. Segundo eles, após chegar o homem estava muito calado e quase não falava nada. Falci salienta que os três detentos que estavam juntos com ele na cela também respondem pelo crime de violência sexual.

 

Mesmo tento fortes indícios de se tratar de um homicídio a polícia ainda aguarda o laudo da criminalística para apontar a causa morte.

 

O corpo do homem chegou no Instituo Médico Legal de Cascavel no começo da tarde desta terça dia 26.

 

O caso

 

O acusado estava detido desde o dia 21 e o caso só foi descoberto pela Polícia, porque um dos filhos do casal - um jovem de 20 anos, cometeu suicídio em 29 de janeiro de 2019 e então surgiu rumores de abuso sexual no núcleo familiar - a vítima não tinha quadro de depressão, envolvimento com drogas e nem vícios com álcool. O filho mais novo, um adolescente de 15 anos, foi submetido a exames no IML (Instituto Médico-Legal) que comprovaram os abusos. (Com Catve)