Quedas - Araupel doa ventilador pulmonar para o Hospital Cristo Rei

Para reforçar o atendimento diante da pandemia do novo coronavírus, a Araupel doou um ventilador pulmonar ao Hospital Cristo Rei, de Quedas do Iguaçu. O equipamento é essencial para pacientes que não conseguem respirar sozinhos, complicação que pode ser causada pela Covid-19.

 

O aparelho foi entregue à instituição por Itamar Antônio Signori, gerente da planta de Quedas do Iguaçu. "Esse é um momento em que devemos fortalecer nosso espírito de união, responsabilidade e solidariedade. Todos devemos fazer nossa parte para enfrentar esse desafio global e auxiliar nossa comunidade para superá-lo da melhor forma", destaca o diretor executivo da empresa, Norton Fabris.

 

A fábrica, em linha com as recomendações das autoridades municipais e estaduais e do Ministério da Saúde, vem tomando uma série de medidas contra a disseminação da doença. Entre elas, a adoção do trabalho remoto quando isso é possível, afastamento dos colaboradores dos grupos de risco, reforço na higienização e campanha de vacinação contra a gripe — que foi disponibilizada também para dependentes diretos dos funcionários cadastrados na empresa.

 

 

 

Quedas - Prefeito decreta reabertura do comércio com restrições a igrejas e entretenimento

O prefeito Anelso Ubialli através do Decreto nº 719/2020 divulgado na tarde desta segunda-feira,6, revogou os artigos 6º, 7º e 8º do Decreto municipal e dispõe sobre estratégias para a retomada das atividades econômicas com manutenção de ações de prevenção da Pandemia do Coronavírus (Covid-19) conforme diretrizes.

 

Assim fica mantida a prática do isolamento social, como forma de evitar a transmissão comunitária do Coronavírus, não havendo nenhum caso confirmado no município.

 

O decreto reafirma que pessoas com idade igual ou superior a 70 anos, crianças de 0 a 12 anos, imunossuprimidos independente da idade, portadores de doenças crônicas e gestantes e lactantes não devem sair de casa.

 

Ficam suspensas, pelo prazo de 15 (quinze) dias corridos, a partir desta terça-feira, 7, podendo ser prorrogado, o funcionamento dos seguintes estabelecimentos e atividades:

 

a) Bares, casas noturnas, pubs, louges, tabacarias, boates e similares;

b) Clubes, associações recreativas e afins;

c) Áreas comuns, playgrounds, salões de festas, canchas de bocha e piscinas

com acesso ao público;

d) Cultos e atividades religiosas que envolvam aglomeração de pessoas;

e) Quadras poliesportivas, parquinhos.

f) Praia Artificial Municipal (Prainha);

g) Festas de qualquer natureza (baladas, casamentos, formaturas, aniversários

e demais confraternizações;

h) Feiras Livres;

Caso haja descumprimento do disposto nesse Decreto. O Comitê formado pelos seguintes órgãos:

a) Secretaria Mun. de Indústria e Comércio;

b) Secretaria Mun. de Saúde;

c) Vigilância Sanitária;

d) Defesa Civil;

e) Polícias Militar e Civil;

f) Associação Comercial e Empresarial de Quedas do Iguaçu – ACIQI.

 

Pode inserir o desobediente no Art. 12 que expõe que o descumprimento às determinações deste Decreto, bem como às normas estabelecidas para o combate ao Coronavírus poderá configurar crime de desobediência (artigo 330 do Código Penal) ou ainda crime contra a saúde pública (artigo 268 do Código Penal), sem prejuízo das sanções administrativas e legais cabíveis. Além do estabelecido no Art. 9º, do Decreto Municipal nº 711/2020, de 23/03/2020.

6º – Em hipótese alguma será permitida a aglomeração de pessoas nos estabelecimentos em funcionamento, cabendo ao proprietário e/ou responsável adotar as medidas para dispersão das pessoas, como medida para evitar tal conduta,

fixando faixas de distanciamento.

§ 7º – Fica vedado a utilização de mostruário de produtos fora do estabelecimento, utilizando o passeio público.

Art. 5º. – Restaurantes e lanchonetes poderão atender ao público, a partir do dia 07/04/2020, de segunda a sábado, incluindo feriados, no máximo até as 20 horas, cumprindo obrigatoriamente com os seguintes requisitos, sob pena de fechamento compulsório:

I – lotação de 30% (trinta por cento) da capacidade do local;

II – reduzir número de mesas e manter distanciamento mínimo de 3 (três) metros entre cada mesa;

III – suspender a utilização do sistema de buffet (self servisse), adotando práticas de servir aos clientes sem estes terem acesso aos utensílios de uso coletivo.

 


Um dos principais mercados de Quedas terá de se adequar a situação de aglomeração
Mas pelo visto a Comissão de Fiscalização terá trabalho. Nos mercados e alguns bancos a aglomeração de pessoas, especialmente do chamado Grupo de Risco onde não raras vezes eram maioria. Bares e lanchonetes também prometem ser uma questão delicada do Decreto, sendo que terão de cumprir as normas.


A Caixa Econômica Federal está controlando a entrada conforme a recomendação do Decreto

 

As autoridades ainda não se pronunciaram sobre algumas situações específicas. (Com Jornal Expoente)

 

 

 

Quedas - Dengue atinge patamar histórico no município: Saiba o que fazer caso você tenha os sintomas da doença

Enquanto o mundo se volta para a epidemia do Coronavírus, os números da dengue no município de Quedas do Iguaçu são assustadores, já encontrando proporções históricas.

 

Até sexta-feira, 3, a Secretaria de Saúde havia notificado 522 casos , destes 449 positivos, 18 com sinais, 63 descartados e 9 em investigação. Porém os números provavelmente são bem maiores, tendo em vista o isolamento social promovido pela disseminação do novo vírus Covid -19.

 

“Quem tiver com sintoma deve procurar uma Unidade de Saúde de referência, se é do bairro o pessoal está fazendo atendimento de dengue se enquadra nas situações de urgência e emergência” destaca a enfermeira Adrieli Petró. “Todos estão orientados de como proceder na questão dos cuidados, sendo fora de área, não pertencendo para bairro da estratégia da família, po atendimento é no hospital, onde o pessoal faz o encaminhamento e a triagem dos atendimentos” concluiu Adrieli.

 

As autoridades reforçam o pedido para a população utilizar de repelentes e cuidar da limpeza dos lotes de suas casas, local onde há a maior reprodução do mosquito transmissor da doença. (Com Jornal Expoente)