Paranaprevidência e BB prorrogam prazo para validação de contas de aposentados e pensionistas

A Paranaprevidência e o Banco do Brasil decidiram prorrogar o prazo de validação das contas dos aposentados e pensionistas até a próxima segunda-feira (25). A decisão foi tomada porque cerca de 10 mil beneficiários não fizeram a validação no prazo estipulado anteriormente.

O diretor-presidente da Paranaprevidência, Felipe Vidigal, explica que a validação não só é importante para regularizar a conta de crédito dos proventos dos aposentados e pensionistas, mas também porque a confirmação dos dados do correntista está sendo utilizada como recadastramento.

“Esta atualização é o recadastramento simplificado, válido como prova de vida para os anos de 2020 e 2021, quando este procedimento ficou prejudicado por conta da pandemia”, explica.

De acordo com ele, os beneficiários que não estiverem com os dados atualizados correm o risco de ter bloqueados os depósitos de seus proventos no final do ano. “A prova de vida é a segurança que nós temos a respeito dos dados dos nossos beneficiários. Se não houver a validação das contas e consequentemente atualização cadastral os beneficiários podem ter problemas no crédito de seus benefícios”, completa.

Vidigal afirma ainda que no momento da validação das contas os aposentados e pensionistas poderão tomar todas as decisões bancárias que se fizerem necessárias para o recebimento de seus proventos.

Além do atendimento presencial em qualquer agência do Banco do Brasil, os beneficiários podem validar suas contas por meio do aplicativo do BB e no posto de atendimento da Paranaprevidência, em Curitiba. O posto de atendimento localizado no Shopping Estação teve suas atividades encerradas no último dia 15.

Os beneficiários podem tirar dúvidas diretamente nas centrais de atendimento do Banco do Brasil pelos números 4003.5289 (capitais e regiões metropolitanas), pelo 0800.729.5289 (demais regiões) ou no Call Center da Paranaprevidência pelo 0800.643.0037.

 

 

 

Por - AEN.

Neste fim de semana PRF apreende mais de uma tonelada de maconha no Paraná

Ações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Paraná resultaram 1,2 tonelada de maconha apreendida no fim de semana, entre sexta-feira (15) e domingo (17). Um caso chamou muita atenção, em Campo Mourão um caminhão guincho foi usado por traficantes para tentar driblar a fiscalização. 

Os policiais rodoviários federais estavam em fiscalização na BR-158, em Campo Mourão, quando decidiram abordar um caminhão guincho que transportava um veículo Golf. Com o motorista do guincho, viajava o casal, responsável pelo automóvel.

Atrás dos bancos dianteiros e no interior do porta-malas do carro, os PRFs encontraram 234,97 quilos de maconha e 16,62 quilos de skunk. O rapaz de 26 anos e a mulher de 18 anos, moradores de Foz do Iguaçu, levariam as drogas para São Paulo. Eles utilizaram o serviço do guincho para tentar escapar da abordagem policial. O Golf possui registro de roubo/furto. 

Já em Mandaguari, na BR-376, na noite de sábado (16), os policiais deram ordem de parada a uma Fiat Strada que seguia de Maringá a Londrina. O condutor não obedeceu e tentou atropelar um policial, que conseguiu saltar para não ser atingido. Em alta velocidade, o condutor fugiu e abandonou o veículo alguns quilômetros à frente. 

No compartimento de carga da Strada haviam diversos fardos com tabletes de maconha, que após pesados totalizaram 370 quilos. Os policiais descobriram que as placas eram falsas e que o veículo havia sido tomado de assalto em Arapongas, em 17 de agosto.

Na região de Cascavel e Guarapuava, 543 quilos de maconha foram apreendidos em três ações durante a Operação Égide, que é realizada pela PRF desde o início do mês nos principais pontos críticos das rodovias federais do Brasil, com objetivo de combater o roubo de cargas e veículos e o tráfico de drogas e armas.

A primeira apreensão foi na sexta-feira (15), quando 115,1 quilos de maconha eram transportados em um veículo Kia Picanto, que foi abordado na BR-277, em Cascavel. O casal de namorados que estava no veículo foi preso. O condutor informou que pegou o carro com a droga em Foz do Iguaçu e levaria até Curitiba. 

Em Irati, também na sexta-feira, os policiais realizavam rondas na BR-277 quando receberam informações de um Fiat Strada em atitude suspeita, foram atrás do veículo e conseguiram abordá-lo na PR-484. No compartimento de carga foram encontrados 219,9 quilos de maconha. O motorista contou que levaria a droga de Cascavel para a capital paranaense. O homem já possuía mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas. 

Já no domingo (17), na BR-277 em Cascavel, a equipe abordou um Citroen/C3 que viajava sentido Foz do Iguaçu-Cascavel. Dentro do carro havia vários tabletes de maconha, que totalizaram 208,3 quilos. O motorista revelou que pegou o carregamento em Cidade de Leste, no Paraguai. 

SANTA TEREZINHA - Na BR-277, em Santa Terezinha de Itaipu, no domingo (17), o condutor e a passageira de um Gol foram presos com 63 quilos de maconha e skunk. Eles transportariam o entorpecente de Foz do Iguaçu para Indaial/SC.

 

 

Por - PRF.

Neste fim de semana PRF apreende mais de uma tonelada de maconha no Paraná

Ações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Paraná resultaram 1,2 tonelada de maconha apreendida no fim de semana, entre sexta-feira (15) e domingo (17). Um caso chamou muita atenção, em Campo Mourão um caminhão guincho foi usado por traficantes para tentar driblar a fiscalização. 

Os policiais rodoviários federais estavam em fiscalização na BR-158, em Campo Mourão, quando decidiram abordar um caminhão guincho que transportava um veículo Golf. Com o motorista do guincho, viajava o casal, responsável pelo automóvel.

Atrás dos bancos dianteiros e no interior do porta-malas do carro, os PRFs encontraram 234,97 quilos de maconha e 16,62 quilos de skunk. O rapaz de 26 anos e a mulher de 18 anos, moradores de Foz do Iguaçu, levariam as drogas para São Paulo. Eles utilizaram o serviço do guincho para tentar escapar da abordagem policial. O Golf possui registro de roubo/furto. 

Já em Mandaguari, na BR-376, na noite de sábado (16), os policiais deram ordem de parada a uma Fiat Strada que seguia de Maringá a Londrina. O condutor não obedeceu e tentou atropelar um policial, que conseguiu saltar para não ser atingido. Em alta velocidade, o condutor fugiu e abandonou o veículo alguns quilômetros à frente. 

No compartimento de carga da Strada haviam diversos fardos com tabletes de maconha, que após pesados totalizaram 370 quilos. Os policiais descobriram que as placas eram falsas e que o veículo havia sido tomado de assalto em Arapongas, em 17 de agosto.

Na região de Cascavel e Guarapuava, 543 quilos de maconha foram apreendidos em três ações durante a Operação Égide, que é realizada pela PRF desde o início do mês nos principais pontos críticos das rodovias federais do Brasil, com objetivo de combater o roubo de cargas e veículos e o tráfico de drogas e armas.

A primeira apreensão foi na sexta-feira (15), quando 115,1 quilos de maconha eram transportados em um veículo Kia Picanto, que foi abordado na BR-277, em Cascavel. O casal de namorados que estava no veículo foi preso. O condutor informou que pegou o carro com a droga em Foz do Iguaçu e levaria até Curitiba. 

Em Irati, também na sexta-feira, os policiais realizavam rondas na BR-277 quando receberam informações de um Fiat Strada em atitude suspeita, foram atrás do veículo e conseguiram abordá-lo na PR-484. No compartimento de carga foram encontrados 219,9 quilos de maconha. O motorista contou que levaria a droga de Cascavel para a capital paranaense. O homem já possuía mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas. 

Já no domingo (17), na BR-277 em Cascavel, a equipe abordou um Citroen/C3 que viajava sentido Foz do Iguaçu-Cascavel. Dentro do carro havia vários tabletes de maconha, que totalizaram 208,3 quilos. O motorista revelou que pegou o carregamento em Cidade de Leste, no Paraguai. 

SANTA TEREZINHA - Na BR-277, em Santa Terezinha de Itaipu, no domingo (17), o condutor e a passageira de um Gol foram presos com 63 quilos de maconha e skunk. Eles transportariam o entorpecente de Foz do Iguaçu para Indaial/SC.

 

 

Por - PRF.

EJA abre inscrições para exames de conclusão de disciplinas e semestres para ensino médio

Estão abertas as inscrições para os exames estaduais de EJA (Educação de Jovens e Adultos) para o ensino médio. Eles serão realizados de maneira on-line, em computadores de instituições de ensino que ofertam EJA, e têm o objetivo de certificar a conclusão de matérias ou semestres. Para se inscrever, é preciso entrar em contato com uma das escolas da rede estadual que abrigam a modalidade — confira a lista aqui.

As inscrições, abertas nesta segunda-feira (18), seguem até 29 de outubro e as provas acontecerão em novembro e dezembro. É necessário ter 18 anos completos para fazer o exame do ensino médio. Para o ensino fundamental, as inscrições aconteceram entre 23 de setembro e 3 de outubro.

Os candidatos devem optar se realizarão a prova de um semestre (com 60 questões e 3h30 de duração) ou se farão provas de uma ou mais disciplinas (com 1h30 de duração e 15 questões para cada disciplina). O candidato responderá somente às questões referentes ao semestre ou à disciplina para as quais realizou a inscrição.

Será preciso, no dia da prova, levar um documento de identificação oficial com foto. Além disso, os estudantes que se inscreverem para Língua Portuguesa também deverão levar uma caneta esferográfica de tinta preta ou azul escura, fabricada em material transparente, uma vez que deverão escrever uma redação.

CERTIFICADO – O candidato aprovado em todos os semestres do nível de ensino (fundamental ou médio) poderá solicitar o certificado de conclusão em uma das instituições credenciadas pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed-PR) e autorizadas a emitir a certificação.

É necessário levar o cartão-resposta impresso, formulário de requerimento impresso e preenchido, RG, CPF, certidão de nascimento ou casamento e uma cópia do relatório de notas (gabarito) dos Exames Estaduais de EJA On-line/2021.

O candidato poderá solicitar o aproveitamento de resultados anteriores obtidos em provas de Exames Estaduais de EJA on-line ou convencionais, em disciplinas cursadas nas instituições de ensino com regime de matrícula por disciplina (quando for o caso), pelos Exames para Certificação de Competências de Jovens e Adultos – Encceja (Exterior, Nacional ou Pessoas Privadas de Liberdade – PPL) ou pelo Exame Nacional do Ensino Médio – Enem/Enem PPL até 2016.

Mais informações podem ser obtidas no edital dos Exames Estaduais de EJA On-line 2021 ou diretamente nas instituições de ensino.

 

 

Por - AEN.