Últimas notícias no Brasil e no Mundo

'Ela se arriscou para salvar as crianças', diz marido de professora


Publicado por: - 06/10/2017

A professora Heley de Abreu Silva Batista, que tentou deter o vigia que colocou fogo em uma creche em Janaúba, no Norte de Minas Gerais, nesta quinta dia 05, sofreu duas paradas cardíacas e permanece internada no Hospital Regional de Janaúba em estado gravíssimo.

 

As autoridades chegaram a anunciar a morte da professora de 43 anos, mas o marido de Heley, Luis, disse que ela continua lutando pela vida: "O estado dela é muito grave, peço neste momento para que o Brasil inteiro ore por ela".

 

Segundo um amigo da família de Heley, a professora tentou impedir que o segurança Damião Soares Santo, autor do crime, jogasse álcool e, depois, fogo nas crianças.

 

"Ela podia ter saído de lá e se salvado, mas ela partiu para cima dele e acabou pegando fogo nela", detalhou o amigo Genivaldo.

 

"[Heley] é uma pessoa que sempre amou a profissão e arriscou a vida para salvar outras vidas [das crianças]. É triste, a família está sofrendo demais", completou Luis, muito emocionado.

 

Até o momento, a morte de quatro crianças - com idade de quatro anos - foram confirmadas pelo Instituto Médico Legal. Além dos mortos, outras 30 pessoas ficaram feridas por conta do incêndio. Desse número, 22 vítimas estão em estado grave; algumas chegaram a ter até 80% do corpo queimado e continuam internadas.

 

De acordo com o repórter Pablo de Melo, da Rádio Onda Norte FM, o vigilante Damião entrou na sala de aula com uma mochila sob o pretexto de distribuir sorvetes para as crianças. Já no interior do local, jogou álcool nas crianças e em si mesmo e, em seguida, ateou fogo.

 

Segundo informações de testemunhas, o homem fazia uso de remédios e sofreria de problemas psíquicos. Após horas internado, Damião morreu no hospital. (Com UOL)

 

 

 

47330
com_k2.item
(0 estrelas, média 0 de 5)
'Ela se arriscou para salvar as crianças', diz marido de professora0 out of 50 based on 0 voters.


Confira outras matérias publicadas em Notícias no Brasil e no Mundo
Mais sobre

Veja também:

  • Professora é investigada por abuso de aluno de 13 anos

    A Polícia Civil de Campina Grande do Sul, na Região Metropoliana de Curitiba, investiga uma denúncia de abuso sexual de uma professora de 28 anos contra um aluno de 13.

     

    A mãe do estudante denunciou a mulher após encontrar uma troca de mensagens no celular do filho.

  • Professora chama atenção e aluno põe fogo em escola

    Um estudante de 14 anos incendiou a escola em que estudava no interior do Acreneste fim de semana. De acordo com a polícia, o menor cometeu o crime com a ajuda de um jovem de 19 anos. Ambos foram detidos.

     

    Carlos da Luz Ribeiro, 19, e um menor de 14 anos incendiaram a Escola Estadual Rural Vicente Brito de Sousa, em Feijó, a cerca de 360 km de Rio Branco, na madrugada do último sábado dia 21.

  • Professora é presa por fazer sexo com quatro alunos adolescentes, dois na mesma noite

    Uma professora foi presa na quarta dia 20, acusada de ter feito sexo com quatro alunos em Arkansas, nos Estados Unidos.

     

    Três adolescentes eram da escola em que a profissional trabalhava, enquanto o outro estudava em uma instituição diferente.

Entre para postar comentários