Últimas notícias de todo estado do Paraná

Professora é investigada por abuso de aluno de 13 anos


Publicado por: - 27/10/2017

A Polícia Civil de Campina Grande do Sul, na Região Metropoliana de Curitiba, investiga uma denúncia de abuso sexual de uma professora de 28 anos contra um aluno de 13.

 

A mãe do estudante denunciou a mulher após encontrar uma troca de mensagens no celular do filho.

 

Em um vídeo enviado pelo aplicativo WhatsApp, a professora aparece se masturbando.  A investigação da polícia considerou hipótese da educadora ter consumado conjunção carnal com um dos estudantes e praticado sexo oral em vários deles.

 

Ela nega

 

A professora deu seu depoimento à polícia na tarde desta quinta dia 26, e negou os relacionamentos, incluindo com o adolescente que recebeu o vídeo. Ela disse também que nunca mandou mensagens para o garoto e que não tem mais o antigo celular para ser periciado. 

 

Já a mãe do estudante relata que começou a desconfiar do comportamento compulsivo do filho com o celular e pegou o aparelho para investigar. Quando encontrou as mensagens da professora, ela pressionou o garoto para que ele contasse o que estava acontecendo. O delegado Luiz Carlos de Oliveira disse que a professora foi ouvida e liberada em seguida.

 

A legislação penal brasileira determina que é crime de estupro de vulnerável ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 anos. A pena prevista para o crime é de reclusão de oito a quinze anos. (Com RicMais)

 

 

 

47895
com_k2.item
(1 estrela, média 5.00 de 5)
Professora é investigada por abuso de aluno de 13 anos5.00 out of 50 based on 1 voters.


Confira outras matérias publicadas em Paraná

Veja também:

  • Pai que abusava de filha é preso pela PM

    Um homem acusado de estupro de vulnerável teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Judiciária Civil de Barra do Garças, no Mato Grosso, (502 km a Leste), na manhã desta segunda dia 30.

     

    O suspeito L.D.F., 58, teve o mandado de prisão decretado pela Justiça de Novo São Joaquim, por abusar sexualmente da própria filha.

  • Tio é acusado de tentar abusar da sobrinha de 14 anos

    Um caso de importunação ofensiva ao pudor foi registrado na manhã de segunda dia 23, em Goioerê, onde um tio teria passado a mão no corpo de sua sobrinha, dentro de um carro.

     

    O caso aconteceu quando o tio teria passado na casa e oferecido carona para levar os sobrinho – a menina de 14 anos e o menino de 12 anos – para a escola.

  • Professora chama atenção e aluno põe fogo em escola

    Um estudante de 14 anos incendiou a escola em que estudava no interior do Acreneste fim de semana. De acordo com a polícia, o menor cometeu o crime com a ajuda de um jovem de 19 anos. Ambos foram detidos.

     

    Carlos da Luz Ribeiro, 19, e um menor de 14 anos incendiaram a Escola Estadual Rural Vicente Brito de Sousa, em Feijó, a cerca de 360 km de Rio Branco, na madrugada do último sábado dia 21.

Entre para postar comentários