Últimas notícias no Brasil e no Mundo

Professora é presa por fazer sexo com quatro alunos adolescentes, dois na mesma noite


Publicado por: - 21/09/2017

Uma professora foi presa na quarta dia 20, acusada de ter feito sexo com quatro alunos em Arkansas, nos Estados Unidos.

 

Três adolescentes eram da escola em que a profissional trabalhava, enquanto o outro estudava em uma instituição diferente.

 

Jessie Lorene Goline, 25, enfrenta a acusação de abuso sexual em primeiro grau. De acordo com documentos de um tribunal de Arkansas, a ex-professora de artes do ensino médio entrou em contato com os estudantes através de mensagens de texto, que se tornaram de cunho sexual com o tempo.

 

De acordo com um dos alunos, ele e Jessie tiveram relações sexuais após a professora tê-lo convidado para visitar seu apartamento. Outra vítima declarou que a mulher chegou a buscá-lo na escola e o levou para sua casa, onde acabaram fazendo sexo duas vezes. Esse mesmo jovem declarou que outro estudante teria aparecido no local na mesma noite, de acordo com a emissora "KAIT-TV".

 

Um terceiro aluno disse à polícia que a professora chegou a lhe mandar mensagens explícitas e uma foto usando roupas íntimas. Segundo o menor, Jessie comentava que ele estava bonito durante as aulas e que tinha vontade de fazer sexo com ele, mas que era muito novo.

 

Jessie confirmou as acusações, mas disse acreditar que um dos adolescentes tinha 18 anos, quando na verdade "era muito mais novo do que dizia". Os atos ocorreram de janeiro a abril de 2016.

 

A professora foi presa nesta quarta, mas acabou liberada no mesmo dia após pagar uma fiança de aproximadamente R$ 15 mil. O julgamento da mulher está marcado para o dia 31 de outubro. Se condenada, Jessie pode pegar de dez a 40 anos de prisão ou até prisão perpétua. (Com UOL)

 

 

 

46999
com_k2.item
(1 estrela, média 1.00 de 5)
Professora é presa por fazer sexo com quatro alunos adolescentes, dois na mesma noite1.00 out of 50 based on 1 voters.


Confira outras matérias publicadas em Notícias no Brasil e no Mundo
Mais sobre

Veja também:

  • Professora é investigada por abuso de aluno de 13 anos

    A Polícia Civil de Campina Grande do Sul, na Região Metropoliana de Curitiba, investiga uma denúncia de abuso sexual de uma professora de 28 anos contra um aluno de 13.

     

    A mãe do estudante denunciou a mulher após encontrar uma troca de mensagens no celular do filho.

  • Professora chama atenção e aluno põe fogo em escola

    Um estudante de 14 anos incendiou a escola em que estudava no interior do Acreneste fim de semana. De acordo com a polícia, o menor cometeu o crime com a ajuda de um jovem de 19 anos. Ambos foram detidos.

     

    Carlos da Luz Ribeiro, 19, e um menor de 14 anos incendiaram a Escola Estadual Rural Vicente Brito de Sousa, em Feijó, a cerca de 360 km de Rio Branco, na madrugada do último sábado dia 21.

  • 'Ela se arriscou para salvar as crianças', diz marido de professora

    A professora Heley de Abreu Silva Batista, que tentou deter o vigia que colocou fogo em uma creche em Janaúba, no Norte de Minas Gerais, nesta quinta dia 05, sofreu duas paradas cardíacas e permanece internada no Hospital Regional de Janaúba em estado gravíssimo.

     

    As autoridades chegaram a anunciar a morte da professora de 43 anos, mas o marido de Heley, Luis, disse que ela continua lutando pela vida: "O estado dela é muito grave, peço neste momento para que o Brasil inteiro ore por ela".

Entre para postar comentários