Últimas notícias no Brasil e no Mundo

Casada, professora faz sexo com estudante na sala de aula e envia fotos nuas para o amigo dele.Confira!


Publicado por: - 20/11/2015

A professora de inglês Allison J. Marchese, de 37 anos, da Daniel Hand High School, em Madison, no estado de Connecticut (EUA), enfrenta sérios problemas na Justiça.

 

Ela era casada quando foi denunciada por fazer sexo com um estudante menor de idade o que é considerado crime no estado americano.

 

Os dois transaram na sala onde Allison dava aulas. Ela acabou presa. O episódio pode encerrar a carreira dela precocemente. Já acabou com o casamento.

 

Além da relação sexual, Allison fez fotos dela mesma, nua e em poses desinibidas, na frente do adolescente, após a transa. Enviou as imagens pro garoto e também para um amigo dele com quem Allison também queria fazer sexo.

 

Allison, que era casada e tem um filho, vinha, de acordo com investigações da polícia, assediando esses dois alunos 'havia meses'.

 

Ela enviava mensagens de textos por celular e nas redes sociais contendo cantadas e convites para tentar levá-los para a cama. Allison também mandava selfies nuas e chamava os estudantes, que não tiveram as identidades reveladas, para sair. Um deles tem 17 anos e o outro, 15.

 

Allison acabou conseguindo ficar sozinha com o aluno de 17 anos.

 

Segundo esse estudante, Allison 'o atraiu' até a sala de aula e, em seguida, trancou o lugar. Fechou então as cortinas e 'foi para cima' do adolescente.

 

Allison fez sexo com o garoto e, depois, tirou esta e outras selfies desinibidas, depois enviadas a ele e ao amigo.

 

O ato sexual e os nudes foram feitos nesta sala de aula da escola.

 

'Ela tirou o sutiã e a calcinha e me agarrou', contou o jovem. 'Foi uma relação consentida'.

 

Mas, dias depois, Allison começou a ameaçar o aluno. O rapaz tinha dito a ela que não queria continuar o caso. Aliison se enfureceu e passou a chantagear o estudante. Chegou a oferecer dinheiro para que ele ficasse calado sobre a relação. 'Ela me ofereceu R$ 800', contou o aluno.

 

Ele não aceitou a proposta mercenária. Allison mudou o dicurso: disse então que o estudante sofreria represálias na escola se denunciasse tudo.

 

Allison insistiu: afirmou também que conhecia 'gente com poder' que poderia tirá-lo do time de futebol da escola, onde o rapaz atuava.

 

A estratégia ameaçadora dela não surtiu efeito. O aluno contou o caso aos diretores da escola e aos pais dele. Foi quando a professora acabou denunciada à polícia. O aluno mostrou a foto acima e outras tiradas no dia em que transou com ela, além de revelar as mensagens enviadas por Allison.

 

A professora foi então investigada. Allison acabou presa e solta, em seguida, sob pagamento de fiança. O valor foi altíssimo: cerca de R$ 400 mil.

 

A defesa dela alegou que Allison mandou as fotos nuas para o aluno por engano. A professora queria enviar as imagens, explicaram seus advogados, para o marido dela. Ela negou que tivesse transado. O marido informou que não costumava receber esse tipo de imagem da mulher.

 

O marido dela, Robert Marchese, de 39 anos, trabalhava na mesma escola que a professora. Ele também fazia parte do departamento de inglês em que ela trabalhava.

Robert só descobriu o caso quando a notícia ganhou destaque na imprensa americana. Ele então discutiu com a mulher. Allison contou que foi um caso 'sem importância' e que fez 'apenas sexo oral nele'. Robert pediu o divórcio e ainda entregou à polícia uma gravação que fez dela confessando os crimes pra ele.

 

Allison dava aula nesse colégio desde 2003 e tinha um filho com Robert. O caso com aluno começou em dezembro de 2014 e a prisão, em fevereiro de 2015. A professora participou de audiências em tribunais da cidade e se declarou inocente.

 

A polícia descobriu que muitas das mensagens entre Allison e o aluno foram trocadas pelo Instagram.

 

A polícia interrogou os alunos e amigos dos estudantes de 17 e 15 anos. Todos confirmaram a história.

 

Teve ainda outro estudante, de 14 anos, que revelou a polícia que recebia cantadas e convites da professora para sair. Segundo a polícia, ela vivia cantando esse outro garoto.

 

Ao aluno de 15 anos, Allison chegou a dizer que 'não conseguia se concentrar no trabalho porque o achava muito atraente e estava afim dele'.

 

Alunos entrevistados por canais de TV americana disseram que nunca suspeitaram de nada da professora e que só souberam que ela cantava alunos por meio de boatos. 'Ela era considerada uma boa e respeitada professora de ensino médio', contou uma estudante.

 

'Era uma boa professora', disse outra estudante. 'Mas nos últimos meses era alvo de rumores a respeito de seu comportamento. Achavam que ela dava em cima de alunos da escola'.

 

A professora foi suspensa da escola até que o processo judicial seja concluído.

 

Diretores afirmaram a jornais que ela provavelmente será demitida. Anos antes do caso com os estudantes vir à tona, Allison já tinha levado prêmio por prestar bons serviços à escola. Mas a reputação dela ruiu após as denúncias.

 

Thomas Scarice, superintendente da escola, disse que 'tomará medidas agressivas contra professora, que teve uma conduta vergonhosa e deplorável'. Ela pode até perder o direito de dar aulas e ter de encerrar a carreira mais cedo.

 

Allison enfrenta acusações de 'abuso sexual' e 'assédio'. Pode pegar até 10 anos de prisão, e ter de pagar multa equivalente a R$ 40 mil.

 

De acordo com o site Heavy, mais de 700 casos de assédio entre professores e alunos foram registrados nos EUA.(Com R7)

 

 

 

27351
com_k2.item
(0 estrelas, média 0 de 5)
Casada, professora faz sexo com estudante na sala de aula e envia fotos nuas para o amigo dele.Confira!0 out of 50 based on 0 voters.


Confira outras matérias publicadas em Notícias no Brasil e no Mundo

Veja também:

  • Professora é investigada por abuso de aluno de 13 anos

    A Polícia Civil de Campina Grande do Sul, na Região Metropoliana de Curitiba, investiga uma denúncia de abuso sexual de uma professora de 28 anos contra um aluno de 13.

     

    A mãe do estudante denunciou a mulher após encontrar uma troca de mensagens no celular do filho.

  • Idoso é preso após ser flagrado fazendo sexo com cadela

    Um senhor de 85 anos, identificado como Jerosino Silva, foi preso na tarde desta quarta dia 25, após ser flagrado dentro de uma mata no Jardim Ana Rosa, em Cambé, fazendo sexo com uma cadela.

     

    O homem, conhecido como Jiló do Ana Rosa, invadiu uma residência, desamarrou o animal e o levou para a mata. Alguns jovens viram toda a movimentação, seguiram o idoso e filmaram toda a ação.

  • Estudo: orgasmo masculino depende não apenas da aparência da parceira

    Excitação e satisfação sexual dos homens dependem não apenas da aparência atraente da parceira sexual, mas também do caráter das relações, diz um estudo publicado na revista Archives of Sexual Behavior.

     

    Cientistas da Universidade Queen's, Canadá, estudaram comportamento sexual de homens heterossexuais na faixa etária entre 18 e 40 anos, diz-se no estudo.

Entre para postar comentários