Eleição para diretores das escolas será dia 9 de dezembro

Cerca de 1,7 mil escolas estaduais do Paraná vão realizar eleições para diretores em dezembro. Nesta semana a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte publicou a resolução 4.252/2020 sobre o processo eleitoral que vai definir os gestores das escolas para os próximos quatro anos (2021-2024).

 

Com a comissão consultiva central já montada pela Secretaria da Educação, assim como as comissões consultivas regionais pelos 32 Núcleos Regionais de Educação (NREs), as escolas começaram na sexta dia 13, a designar as comissões consultivas locais através de reuniões virtuais.

 

Responsável pelo planejamento, organização e execução do processo da eleição nas instituições de ensino, a comissão consultiva local é composta por oito membros: dois representantes legais dos alunos não votantes (pai, mãe ou responsável legal), dois representantes de professores, dois representantes de funcionários e dois representantes de alunos votantes.

 

Participam das eleições cerca de 1,7 mil dos mais de 2,1 mil colégios da rede. Ficam de fora os futuros Colégios Cívico-Militares e os de Educação Integral (com processo de credenciamento de diretores em andamento), as instituições de ensino das Comunidades Indígenas e Quilombolas, as cedidas ou alocadas em instituições religiosas e os quatro Colégios da Polícia Militar do Paraná.

 

DATAS - A eleição está marcada para o dia 9 de dezembro, das 8h às 22h. Já o segundo turno (onde for necessário) será no dia 17 de dezembro.

 

O edital de convocação para inscrição das chapas será divulgado no próximo dia 18 (quarta - feira) e o prazo final de registro será às 18h do dia 20 (sexta-feira).

 

Os candidatos a diretor só vão poder se registrar em uma única instituição de ensino e será permitido o registro da candidatura aos que já exercem ou exerceram a função de diretor ou diretor auxiliar na mesma instituição de ensino, independente do período de direção.

 

Já os dias 2 e 3 de dezembro estão reservados para a realização das assembleias com a comunidade escolar, bem como da apresentação dos membros das chapas e da proposta de plano de ação para escola. Nesta edição as assembleias serão virtuais.

 

QUEM VOTA - Podem participar da eleição membros das comunidades escolares, conforme as regras abaixo:

 

- professores que estejam supridos na instituição de ensino


- funcionários supridos na instituição de ensino


- responsáveis, perante a escola, pelo aluno menor de 16 anos


- aluno com no mínimo 16 anos completos até a data da eleição

 

Cada pessoa apta a votar terá direito a um voto, mesmo que represente mais de um segmento da comunidade escolar ou mais de um aluno não votante.

 

COMO FUNCIONA - Para ser homologada, a eleição necessita de quórum mínimo de 35% dos aptos a votar, incluindo os votos brancos e excluídos os nulos. Quando não for atingido o quórum mínimo, será realizada nova votação.

 

Nos colégios em que houver chapa única, o resultado será homologado desde que a totalidade dos votos válidos não seja inferior ao número de votos brancos e nulos.

 

Já onde houver a inscrição de três chapas ou mais, e a chapa vencedora eleita obtiver menos de 40% dos votos válidos, deverá ser realizada um segundo turno, concorrendo somente as duas chapas com maior número de votos. Com duas chapas em disputa, será necessário atingir 50% + 1 voto para definição no primeiro turno.

 

PREVENÇÃO - Os candidatos e demais envolvidos em dia de votação terão que respeitar o distanciamento social no espaço escolar e seguir todo um protocolo de segurança sanitária descrito pela Secretaria de Estado da Saúde.

 

Só poderão entrar nos locais de votação pessoas que estiverem usando máscaras. O uso deverá ser feito em todo o percurso, até chegar ao local onde está localizada a urna. Não será permitido se alimentar, beber ou realizar qualquer ato que exija a retirada da máscara. 

 

As mãos deverão ser higienizadas com álcool em gel antes e depois de votar. O produto deverá ser disponibilizado nos locais em que houver as urnas. Recomenda-se que o votante leve sua própria caneta. (Com AEN)

 

 

 

 

Polícia Civil adota novo sistema de identificação criminal

A Polícia Civil implementa a partir desta segunda dia 16, o Sistema Informatizado de Identificação Criminal na Central de Flagrantes, em Curitiba. A unidade é a primeira a operar a ferramenta, que permitirá confirmar em segundos a identidade de cerca de 90% dos suspeitos conduzidos à delegacia, sem precisar que uma perícia seja feita. 

 

Com o nome e o registro geral informado pelo suspeito assim que ele chega na delegacia, o policial civil terá condições de confirmar rapidamente a identidade civil do cidadão. O servidor irá coletar a digital do dedo polegar no leitor biométrico, tirar uma foto com a webcam e fazer a busca no sistema com essas informações. 

 

O delegado Marcus Michelotto afirma que 100% dos presos no Paraná são identificados, mas o sistema irá dar celeridade ao processo. “O Instituto de Identificação já faz essa coleta de identificação dos presos manualmente, demandando uma pesquisa. Agora com o sistema que chamamos de um para um, que é a identificação automática, nós conseguimos fazer a identificação imediatamente”, diz.  

 

A rápida identificação permitirá ao delegado ingressar com autuações em flagrante, indiciamentos e termos circunstanciados de forma mais ágil. Michelotto destaca a segurança e apuração do sistema nesse trabalho. "Os procedimentos são feitos contra a pessoa que realmente deve ser feita, inibindo a falsidade ideológica e o uso de documentos falsos, porque o tempo que levava antes para fazer a identificação poderia possibilitar que isso acontecesse”, afirma.  

 

Em segundos a ferramenta irá fazer a confirmação ou não da identidade do suspeito. Caso o registro não seja confirmado, um papiloscopista será chamado até à unidade para que faça a coleta manual das impressões digitais e inicie a perícia nas bases digital e física do Instituto de Identificação do Paraná. 

 

OTIMIZAÇÃO - Cerca de 70 atendimentos costumam ser feitos por papiloscopistas na Central de Flagrantes da Capital por semana. Com a implementação do sistema na delegacia, entre 85% a 90% dos suspeitos terão a identidade confirmada por escrivães e investigadores. 

 

A ferramenta otimizará o trabalho de perícia, agilizará a instauração de inquéritos policiais e reduzirá custos. 

 

A identificação do suspeito é fundamental para a condução do inquérito. Quando não há o registro geral confirmado do criminoso, o Instituto de Identificação precisa emitir um número criminal de identificação até que a identidade dele seja localizada. 

 

EXPANSÃO - O sistema foi utilizado de forma pioneira na operação Verão Maior 2019/2020. Agora com a implantação em Curitiba, a Polícia Civil estuda a expansão para todas as unidades do Estado. (Com AEN)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nova pesquisa revela intenção de voto para prefeito em Ouro Verde do Oeste

O Portal Cantu contratou o Instituto de Pesquisas DataMédia para que fosse realizada uma nova pesquisa de intenção de votos na cidade de Ouro Verde do Oeste, visando às próximas eleições de Novembro, onde serão escolhidos os novos prefeitos das cidades brasileiras.


A pesquisa com intenções de votos na cidade de Ouro Verde do Oeste, protocolada no TSE sob o nº PR- 04442/2020, foi realizada nos dias 08 e 09 de novembro últimos, com 350 entrevistados (50,86% dos entrevistados do sexo feminino e 49,14% dos entrevistados do sexo masculino).

 

A pesquisa seguiu o seguinte roteiro de entrevistados

 

Centro: 69,43%
Linha Casa Grande: 1,14%
Linha Taquaruçu: 1,43%
Linha Três Marcos: 0,86%
Linha Maripá: 1,71%
Linha Mandaguari: 1,14%
Linha Bergolato: 1,14%
Linha Brandão: 1,14%
Linha Cerâmica: 1,14%;
Linha São Francisco: 0,86%
Linha Gozzi: 1,43%
Linha João Gomes: 5,14%
Linha João Cruz: 2,87%

Linha Rio do Ouro: 1,14%

Distrito de São Sebastião: 6,29%
Linha Viola: 1,14%
Vila Rural: 2,00%.

 

Com margem de erro de 5,0% para mais ou para menos, a pesquisa tem um índice de confiança de 95% e mostrou os seguintes resultados.

 

Se a eleição para prefeito de Ouro Verde do Oeste fosse hoje, em qual desses candidatos você votaria.

 

 

Gugu 

41.80%

Cleunice Alves

35,50%

Maninho Gozzi

10,90%

Não Sabe

6,00%

Branco/Nulo                 

2,20%

Não Respondeu

3,60%

Total

100%

 

 

 

Pesquisa revela intenção de voto para prefeito de Mercedes

O Portal Cantu contratou o Instituto de Pesquisas DataMédia para que fosse realizada pesquisa de intenção de votos na cidade de Mercedes, visando às próximas eleições de Novembro, onde serão escolhidos os novos prefeitos das cidades brasileiras.


A pesquisa com intenções de votos na cidade de Mercedes, protocolada no TSE sob o nº PR-09399/2020, foi realizada nos dias 10 e 11 de Novembro com 331 entrevistados (51,36% dos entrevistados do sexo feminino e 48,74% dos entrevistados do sexo masculino).

 

A pesquisa seguiu o seguinte roteiro de entrevistados

 

Centro: 48,34%
Vila Três Irmãos: 12,08%
Vila Arroio Guaçu: 9,06%
Sanga Mate: 4,53%
São Marcos: 4,53%
17 de Setembro: 2,42%
Sanga XV: 2,72%
Gleba: 2,72% 
São Luiz: 2,72%
Rio do Sul: 2,72%
Forquilha: 2,72%
Gruta: 2,72%;
Sanga Guilherme: 2,72%

 

Com margem de erro de 5,4% para mais ou para menos, a pesquisa tem um índice de confiança de 95% e mostrou os seguintes resultados.

 

Se a eleição para prefeito de Mercedes fosse hoje, em qual desses candidatos você votaria.

 

Vilson Martins33,8%
Maucir Miliorini26,6%
Laerton Weber25,1%
Não Sabe7,9%
Branco2,1%
Nulo0,3%
Não respondeu4,2%
Total100%

 

 

Hashtag:
Eleições terão esquema especial de segurança em todo o Estado

As eleições municipais deste domingo, 15 de novembro, terão um cuidado especial da Secretaria de Estado da Segurança Pública. O pleito contará com esquema envolvendo mais de 10 mil policiais militares e civis, com suporte de viaturas, motos e aeronaves.  Todos os cuidados para prevenção ao coronavírus serão aplicados, e os policiais seguirão as medidas sanitárias.

 

caminhamento dos infratores e a segurança reforçada nos pontos de apuração de votos.

 

A estratégia da Secretaria da Segurança Pública, apresentada nesta sexta-feira (13), em encontro com a imprensa realizado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em Curitiba. A estratégia foi elaborada junto com os comandantes das instituições vinculadas à Secretaria, visando que que as ações preventivas alcancem todos os 399 municípios, com a presença constante de equipes e viaturas. A coordenação é da Secretaria da Segurança e o Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR) será o ponto focal de informações e acompanhamento em tempo real dos trabalhos nas ruas.

 

"Vamos trabalhar de forma integrada, em parceria e total alinhamento com o TER. A participação dos órgãos da Secretaria da Segurança Pública será total”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

 

“O CICCR será nosso ponto focal, onde faremos a coleta das informações e de onde acompanharemos todos os trabalhos no dia da eleição. Teremos condições de prestar todas as informações necessárias ao TER. Nas ruas a PM estará com um grande aparato para proteger o cidadão no momento de ele exercer sua cidadania", destacou.

 

As forças de segurança do Paraná atuarão em consonância com as orientações do TER, prestando assistência ao longo do dia. O reforço do policiamento também será voltado ao combate a crimes e contravenções eleitorais e outras irregularidades, em apoio à Justiça Eleitoral, principalmente para coibir o derramamento de propaganda eleitoral próximo aos colégios eleitorais e a prática de boca de urna. 

 

"As forças de segurança estão organizadas, desde o início da pandemia já trabalhando nessa questão”, disse o presidente do TRE, desembargador Tito Campos de Paula. “A Polícia Federal, que tem a atribuição de cuidar das eleições, a PM está com 10 mil homens espalhados pelos 399 municípios, a Polícia Civil cuidando da parte judiciária, enfim todas as forças estão integradas para fazer essa atuação e garantir a segurança”, afirmou o desembargador.  “Neste ano, com o agravante da parte sanitária e a questão de aglomeração de pessoas, o trabalho será intensificado em todo o Estado."

 

Em Curitiba, as pessoas que forem flagradas cometendo crimes eleitorais serão encaminhadas ao Fórum Eleitoral, para a lavratura de Termo Circunstanciado. Nos municípios do Interior os detidos serão encaminhados às delegacias de Polícia Civil. A Polícia Federal ficará responsável pela questão, nos locais onde possuir unidades.

 

"Já estamos em operação, pois além de manter o policiamento no Estado, em alguns pontos estamos em atividade para prover a segurança necessária”, explicou o comandante-geral da PM, coronel Péricles de Matos. “Temos um planejamento bem feito, em consonância com o TRE, e vamos fazer aplicação do nosso pessoal de maneira estratégica. Entendemos que teremos um processo seguro e tranquilo, com a garantia ao cidadão do exercício do voto”, disse ele.

 

LEI SECA - O consumo de bebidas alcóolicas em locais públicos será proibido em todo o Paraná das 05h às 17h do domingo, dia do pleito. A medida, divulgada por meio da resolução nº 395/2020, assinada pelo secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, tem a intenção de garantir a ordem e a tranquilidade pública no período da votação.

 

PRISÕES – De acordo com o artigo 236 do Código Eleitoral (Lei nº 4.737), de terça-feira (10/11) até 48 horas após o encerramento da votação, nenhum eleitor poderá ser preso, salvo em situação de flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto (medidas cautelares da justiça).

 

Também é crime o transporte irregular de eleitores, fazer uso de alto-falantes, amplificadores de som, promoção, carreata, arregimentação de eleitor e propaganda de boca de urna, assim como a divulgação de qualquer tipo de propaganda de partidos políticos e candidatos, e a publicação de novos conteúdos ou impulsionamento de conteúdos pela internet.

 

POLÍCIA MILITAR – A atuação da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros será coordenada pelos respectivos Comandos Regionais. Os trabalhos da PM se iniciam com o acompanhamento da distribuição das urnas eletrônicas, aos locais de votação, para que os equipamentos cheguem ao destino sem intercorrências. 

 

No o domingo, o policiamento se dará em todos os locais de votação. Após o pleito, a PM também reforçará a presença durante o recolhimento das urnas e o policiamento será feito enquanto houver necessidade.

 

CAPITAL - Em Curitiba, o Batalhão de Operações Especiais (Bope) fará policiamento permanente no Fórum Eleitoral entre sábado e domingo para garantir normalidade dos trabalhos, e também terá efetivo em prontidão para casos de necessidade de aplicação. Já nas imediações do TRE, a Polícia Militar intensificará o policiamento com o controle de tráfego e do trânsito.

 

O Batalhão de Polícia Escolar Comunitária (BPEC) apoiará os Comandos Regionais em todo o Estado. No Interior, além do BPEC, as unidades contarão com o apoio do Batalhão de Polícia Ambiental-Força Verde (BPAmb-FV) e do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv).

 

O Corpo de Bombeiros do Paraná também atua nas eleições com vistorias prévias nos locais de votação e apuração, a fim de prevenir incêndios. Também prestará socorro por meio do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate). 

 

POLÍCIA CIVIL – Os delegados das delegacias regionais e subdivisões de todo Estado estarão a postos para prestar os devidos serviços de Polícia Judiciária, em continuidade às situações atendidas pela Polícia Militar, em consonância com a Polícia Federal. Haverá equipes de unidades especializadas de prontidão para atuar em casos específicos. Escrivães e investigadores também atuarão no domingo distribuídos entre a Capital e as mais de 22 Subdivisões Policiais.

 

CONDUTAS PROIBIDAS – Segundo o Plano Estratégico de Atuação Integrada das Eleições 2020, no dia de votação é proibido portar celular, câmara fotográfica, filmadora, radiocomunicador ou qualquer outro instrumento que possa comprometer o sigilo do voto.

 

Até o término da votação, fica proibida a aglomeração de pessoas com trajes, bandeiras, broches, dísticos e adesivos que caracterizem manifestação coletiva, com ou sem a utilização de veículos. (Com AEN)

 

 

 

 

 

 

Sanepar suspende parcialmente rodízio por causa das eleições

A Sanepar irá suspender parcialmente o rodízio no fornecimento de água do Sistema de Abastecimento Integrado da Região Metropolitana de Curitiba a partir das 16 horas desta sexta dia 13, em função do primeiro turno das eleições municipais. O rodízio volta a funcionar às 18 horas de domingo dia 15, uma hora após o encerramento da votação. Em Colombo e Bocaiúva do Sul, o rodízio está mantido.

 

A suspensão temporária atende a uma solicitação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para que não falte água nos locais de votação, garantindo medidas de higiene nos colégios eleitorais aos eleitores, colaboradores e voluntários que trabalham nesse processo.

 

A interrupção do rodízio começa no fim da tarde desta sexta dia 13, para que haja condições de limpeza das escolas que vão servir de locais de votação.

 

A Sanepar reitera que, mesmo sem o rodízio nesses dias, é imprescindível que a população mantenha os hábitos de economia de água porque os níveis das barragens continuam muito baixos. Na RMC, consumidores residenciais atingiram a META20 de redução de 20% do uso da água. “Enquanto as chuvas não voltarem a cair com regularidade nós só temos essa água que está armazenada. Portanto, é fundamental que todos continuem colaborando. Agradecemos essa participação da população na META20 e solicitamos que continuem colaborando”, afirma o gerente-geral interino de Curitiba e Região Metropolitana, Fábio Basso.

 

O rodízio em Colombo e em Bocaiúva do Sul será mantido. As duas cidades não fazem parte do Sistema Integrado de Abastecimento da Região Metropolitana e dependem diretamente de poços e rios que estão com vazões tão baixas que não há água suficiente para garantir o abastecimento contínuo no fim de semana.

 

SITE FORA DO AR - Neste fim de semana, o site da Sanepar ficará indisponível devido a ajustes e melhorias programadas no sistema de informação e comunicação da Companhia. O site ficará fora do ar a partir das 18 horas desta sexta dia 13, até as 18 horas de domingo. (Com AEN)

 

 

 

 

 

 

 

Edital de contratação de professores tem 4 mil inscritos em um dia

Menos de 24 horas após o lançamento do Processo Seletivo Simplificado (PSS), cerca de 4 mil candidatos já se inscreveram no edital da Secretaria da Educação e do Esporte do Paraná, que seleciona professores temporários para 2021. O número de inscritos se aproxima do total de vagas que o edital prevê (4 mil, com possibilidade de ampliação). As inscrições se iniciaram na tarde de quarta dia 11, e seguem até o dia 23 de novembro.



Neste ano, o processo seletivo tem uma novidade: será aplicada uma prova de conhecimento da área em que o candidato se inscrever e que pretende dar aula. A prova de títulos e o tempo de serviço - critérios utilizados em anos anteriores- continua sendo parte do processo de seleção.



Não haverá prova de redação e banca, como originalmente planejado. A decisão pela não utilização desses formatos de avaliação foi tomada após amplo diálogo com os professores. “Estamos aprimorando o processo de seleção dos profissionais da nossa rede, ao mesmo tempo em que mantemos a valorização dos que já contam com uma titulação e experiência e que compartilham de uma caminhada com a gente”, disse o secretário estadual da Educação e do Esporte, Renato Feder.



Cada candidato pode se inscrever em apenas um Núcleo Regional de Educação (NRE), podendo optar por até dois municípios do núcleo. Na sequência, poderá escolher uma ou duas funções, disciplinas, áreas do conhecimento ou eixos da educação profissional. O edital e os comunicados contêm mais informações sobre as ofertas.

 

PARTICIPAÇÃO E PROVAS - Para participar, os candidatos deverão pagar taxa que varia de R$ 60,00 (para uma disciplina) a R$ 105,00 (para duas disciplinas).



As provas serão realizadas no dia 13 de dezembro, nas cidades-sede dos Núcleos Regionais de Educação (NRE). No dia da avaliação, serão adotadas normas rígidas de prevenção da Covid-19, seguindo protocolo da empresa que organiza a prova, além de determinações da Secretaria de Estado da Saúde.



TÍTULOS - Para facilitar as inscrições, o candidato deverá cadastrar seus documentos em ambiente virtual, que vai permitir anexar os títulos. Esses documentos vão representar até 40 pontos do processo de seleção, valendo diplomas de pós-graduação, como de especialização, mestrado ou doutorado.

 

A prova de títulos vai compreender, também, o tempo de serviço – cada ano de magistério vai contar três pontos, com máximo de 21 pontos (dentro dos 40 totais).

 

A quantidade de questões das provas vai depender da quantidade de disciplinas/eixos tecnológicos selecionados na inscrição. O tempo máximo para realização da prova também vai depender das opções selecionadas na inscrição.

 

GRUPOS DE RISCO — Parte dos profissionais selecionados substituirá professores do grupo de risco da Covid-19 sem possibilidade de atuar presencialmente. Entretanto, a prova e a seleção estão abertas a todos os profissionais, inclusive aos candidatos do grupo de risco.

 

A realização da prova seguirá todo um protocolo de segurança aprovado pela Secretaria de Estado da Saúde. A classificação do profissional do grupo de risco está garantida e será mantida – e ele será chamado assim que acabar a situação emergencial da pandemia. (Com AEN)

 

 

 

 

Rede estadual oferece 23 mil vagas para cursos técnicos

A rede estadual de educação está com cerca de 23 mil vagas abertas para diversas opções de cursos técnicos. São oportunidades para estudantes do Ensino Médio da rede pública em todos os 32 Núcleos Regionais de Educação do Estado. Os cursos são inteiramente gratuitos e as inscrições seguem até 20 de novembro.

 

São 57 opções, entre técnico subseqüente, para alunos que já concluíram o Ensino Médio, e integrado, para estudantes que fazem o Médio e o técnico na mesma instituição da rede. Os cursos são inteiramente gratuitos.

 

A oferta tem o objetivo de promover uma melhor articulação entre a teoria e a prática, além de contribuir para a rápida inserção no mercado de trabalho. Os estudantes interessados vão passar por análise de histórico escolar e entrevista prévia, realizadas para seleção dos alunos e, também, para que conheçam mais sobre o curso.

 

Entre as opções de cursos estão técnico em administração, agropecuária, logística, secretariado, saúde bucal, química, enfermagem, cozinha, contabilidade, edificações e recursos humanos, entre outros.

 

A Secretaria da Educação e do Esporte ainda está fechando o número exato de vagas oferecidas. As inscrições em todo o Estado vão até 20 de novembro e podem ser feitas on-line ou presencialmente nas secretarias das escolas. As aulas estão previstas para iniciar junto com o calendário escolar, em fevereiro de 2021.

 

Informações sobre os cursos oferecidos em cada município podem ser obtidas pelo telefone (41) 3340-1500, da secretaria estadual da Educação e do Esporte. (Com AEN)

 

 

 

 

 

 

Pitch Paraná apresenta soluções para governos e cidades inteligentes

Novas soluções para governos e cidades inteligentes foram apresentadas por startups nesta quarta dia 11, na terceira rodada do Pitch Paraná, iniciativa do Governo do Estado que busca identificar ideias inovadoras e tecnologias inclusivas.  Foram selecionados para esta etapa os projetos 4You Benefícios, de São José dos Pinhais; Chavi Digital, de Curitiba; Profissão 4.0, de Prado Ferreira; e Guia 66, de Santa Helena. 

 

Além de participar da final do Pitch Paraná, o vencedor desta rodada, que será anunciado na próxima quarta-feira (18), será convidado pelo empresário Beto Marcelino, CEO da ICITIES, especialista em cidades inteligentes, para apresentar seu projeto a gestores públicos e prefeitos no evento Smart City Session, que acontecerá durante a Semana Paraná Inovador, em dezembro. 

 

“Acreditamos muito nessas empresas emergentes que trazem novas tecnologias para revolucionar a gestão pública e as cidades”, disse Marcelino. E adiantou que durante o evento também será lançada a carta magna, uma espécie de constituição da área de cidades inteligentes, que vem sendo construída pelo governo federal, com a participação da ICITIES.   

 

PARA EMPRESAS – O projeto 4You Benefícios é dirigido a empresas.  Trata-se de um cartão pré-pago que integra todos os benefícios corporativos em um único lugar e permite ao usuário utilizar os valores de forma flexível, segundo sua necessidade, de acordo com as leis trabalhistas. O mercado de benefícios, uma das principais ferramentas das empresas para atrair e reter talentos, é estimado pelos desenvolvedores do projeto em R$ 150 bilhões anuais. 

 

Já a solução desenvolvida pela Chavi Digital é uma fechadura inteligente que não precisa de chave. Embora existam produtos nessa área, o diferencial é que a Chavi Digital não altera a estrutura da porta, mas é acoplada a ela, o que permite, por exemplo, ser retirada de um local e utilizada em outro. O foco inicial é o mercado imobiliário, onde o gerenciamento de chaves de imóveis é muito complexo. A empresa calcula que existam 50 mil imóveis para venda e locação em Curitiba, 150 mil no Paraná e 3 milhões no Brasil.  

 

O sistema facilita a visitação do imóvel pelo interessado, sem necessidade de pegar e devolver chaves na imobiliária, e permite delimitar a data e horário de acesso, além de produzir relatórios e alertas de segurança. 

 

GOVERNO DIGITAL – Uma proposta de governo inteligente que pode ser adotada pelos municípios é o programa Profissão 4.0. Idealizado pela prefeitura de Prado Ferreira, o programa foi instituído por lei e se tornou política pública.  

 

O Profissão 4.0 é dirigido à capacitação e orientação profissional da população, de todas as idades, visando preparar as pessoas para os novos desafios tecnológicos. O programa inclui um espaço de fabricação digital, com ferramentas como impressora 3D e máquina de corte a laser para produção rápida de objetos, estimulando a inovação por meio de prototipagem em um ambiente colaborativo. E oferece cursos, oficinas, workshops de capacitação e formação profissional e visitas técnicas a empresas.  

 

O Profissão 4.0 pode ser replicado em todo o Estado e funciona dentro de bibliotecas cidadãs e telecentros. 

 

PARA O CIDADÃO – Criado por jovens universitários que deixaram suas cidades para estudar em Santa Helena, o Guia 66 é um aplicativo para divulgação de empresas, negócios e oportunidades. O APP já funciona na cidade e agora o objetivo é expandir a solução para todo o Estado, como um guia unificado, começando pelas cidades universitárias. 

 

Os desenvolvedores explicam que o aplicativo é gratuito para o usuário e pago pelas empresas anunciantes. Segundo eles, a ideia é criar um produto que funcione como um Instagram de Empresas no Paraná. 

 

PRÓXIMOS PITCHS - O Pitch Paraná é uma iniciativa da Superintendência Geral de Inovação, vinculada à Casa Civil, com o apoio da Celepar e da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, e a parceria da Assespro, do Sebrae e da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep). 

 

Além de Governo e Cidades Inteligentes, já foram realizados pitchs das áreas de Agronegócio e Saúde e Biotecnologia. Os próximos serão Transformação Digital e Indústria 4.0, no dia 18 de novembro, e Empreendedorismo Social, no dia 25.  

 

O melhor pitch de cada temática é classificado para a grande final, marcada para o dia 2 de dezembro. O projeto vencedor da rodada é sempre anunciado na semana seguinte.  

 

As ideias são avaliadas por uma banca composta por especialistas, mentores e investidores. Todos os projetos selecionados para as exposições públicas são apresentados por meio de live no youtube (www.youtube.com/channel/UC_5lBGLmMkTZaNTVauKH2eQ). As apresentações são abertas ao público, que também pode votar no seu projeto preferido.

 

BOX 

 

Dois projetos já estão na final 

 

A campeã da última rodada do Pitch Paraná, que teve como tema Saúde e Biotcnologia, foi a Diagnosi Diagnóstico Inteligente, de São José dos Pinhais. A Startup apresentou uma plataforma em nuvem para otimizar o uso de recursos na área da saúde por meio da identificação precoce de doenças crônicas e neoplasias e acompanhamento contínuo do paciente. 

 

Junto com ela, já garantiu sua vaga na final a startup IrrigaTech, de Paranavaí, vencedora do tema Agronegócio – AgroTech. Seu projeto é um sistema de irrigação Inteligente wireless, de baixo custo com controle via internet, capaz de proporcionar economia de água e energia elétrica.  

 

A vencedora da etapa Governos e Cidades Inteligentes, realizada na quarta-feira (11) será conhecida no próximo dia 18 de novembro. Todas as empresas selecionadas nas apresentações de cada temática disputarão a final do Pitch Paraná no dia 2 de dezembro.  (Com AEN)

 

 

 

 

 

 

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência e personalizar publicidade. Ao navegar em nosso site você concorda com nossa Política de Privacidade.