Executivo do Instituto de Petróleo e Gás fala que não para fazer milagre e abaixar preços de combustíveis

Marcelo Araújo, presidente do Conselho de Administração e Downstream do Instituto de Petróleo e Gás afirmou que não dá para fazer milagre para baixar o preço dos combustíveis.

 

O executivo, que atua na área de planejamento e gestão da instituição e preside o grupo Ipiranga, considera que a questão ganhou viés político, mas só será solucionada com mudanças estruturais no setor.

 

A primeira dela, mexer no sistema tributário, principalmente, no Imposto sobre Circulação de Mercadorias (ICMS).

 

Araújo destaca que o Brasil tem o sistema de tributação de combustíveis mais complexo do mundo.

 

Além disso, há questões conjunturais que oscilam conforme a movimentação do câmbio e os preços das commodities que pressionam também os biocombustíveis.

 

Marcelo Araújo falou, ao Estadão, que a simplificação tributária, com a unificação das alíquotas de ICMS, por exemplo, seria medida fundamental para solucionar o efeito cascata na valoração dos preços.

 

O investimento no setor também deve ser incrementado para dar equilíbrio estrutural e evitar soluções passageiras, que reverterão numa conta alta no futuro.

 

Araújo estima que são necessários 100 BILHÕES DE REAIS nos próximos 10 anos para que o setor tenha autonomia para atender a demanda nacional.

 

 

 

Brasil tem a segunda maior taxa de juro do mundo

Brasil ultrapassou a Rússia e ocupou a segunda colocação no mundo com a maior taxa de juros reais, atrás somente da Turquia.

 

O aumento da Selic em um ponto percentual fez a taxa básica da economia brasileira subir um degrau no ranking dos maiores juros reais, descontada a inflação.

 

Segundo a gestora de recursos Infinity Asset Management, após a elevação da Selic pelo Banco Central, os juros reais do Brasil ficam em 3,34%.

 

Essa taxa corresponde à remuneração dos investimentos, a chamada recompensa do investidor.

 

Na Turquia, o índice é de 4,96% e na Rússia, 1,87%

.

A Selic sofreu a maior elevação em curto espaço de tempo nos últimos 20 anos.

 

Desde março, a taxa vem aumentando a partir da mínima histórica de dois pontos percentuais ao ano.

 

Atingiu 2,75%D naquele mês e, desde então, só cresceu, até chegar aos 6,25% anunciados na semana.

 

Foram cinco altas seguidas em sete meses.

 

 

 

Com CNN Brasil

 

 

Hashtag: |
Bancos têm até dia 4 para limitar PIX noturno a R$ 1 mil

Teto também valerá para TED, DOC e outras operações.

 

Até 4 de outubro, as instituições financeiras deverão estabelecer o limite de R$ 1 mil para as transferências e pagamentos feitos por pessoas físicas entre as 20h e as 6h. A data de início das restrições foi aprovada nesta quinta-feira (23) pelo Banco Central (BC).

 

As empresas não serão afetadas pela medida. A limitação das transações físicas havia sido anunciada em agosto pelo BC para reduzir os casos de sequestros e roubos noturnos, após pedidos das próprias instituições financeiras.

 

O teto de R$ 1 mil para as operações noturnas vale tanto para o PIX, sistema de pagamento instantâneo em funcionamento há dez meses, como para outros meios de pagamento. Transferências via TED, DOC, pagamentos de boletos e compras com cartões de débitos também passarão a obedecer a esse limite.

 

O cliente poderá alterar os limites das transações por meio dos canais de atendimento eletrônico das instituições financeiras. No entanto, os aumentos passarão a ser efetivados por pelo menos 24 horas após o pedido, em vez de concedidos instantaneamente, como fazem alguns bancos. Essa medida também deverá entrar em vigor até 4 de outubro.

 

Até essa data, as instituições financeiras deverão oferecer aos clientes a opção de cadastrar previamente contas que poderão receber transferências acima dos limites estabelecidos.

 

O BC também obrigará as instituições financeiras a fazer registro diário das ocorrências de fraude ou de tentativas de fraude nos serviços de pagamento. A lista também deverá conter as medidas adotadas para corrigir ou resolver os problemas.

 

Até 16 de novembro, essa medida deverá ser implementada. Com base nos registros, os bancos e as demais instituições deverão produzir um relatório mensal que consolide as ocorrências e as ações adotadas.

 

 

Por Wellton Máximo (Agência Brasil)

Hashtag: |
Quase todo lixo produzido no Brasil não é reciclado

Estima-se que, no Brasil, apenas de 2 a 7% de todo o lixo produzido seja reciclado.

 

Esse percentual é bastante inferior à meta estipulada pela Política Nacional de Resíduos Sólidos, que é, atualmente, de 22%.

 

A cadeia de reciclagem por aqui é considerada complexa e envolve múltiplos atores, cada um com seu grau de responsabilidade.

 

Mas um dos principais elos dessa cadeia são as cooperativas e centrais de triagem, que precisam ser fortalecidas para que as taxas de reciclagem no nosso país aumentem, segundo a diretora de Operações da eureciclo, Marcella Bueno.

 

Algumas iniciativas têm contribuído muito nesse sentido, como o trabalho desenvolvido pela própria eureciclo.

 

A companhia atua com o conceito de logística reversa de embalagens por meio da compensação ambiental e tem impactado de modo muito positivo o setor.

 

O modelo funciona basicamente assim: as empresas, que precisam se adequar à legislação ambiental ou pretendem ir além da meta definida por lei, pagam pelos Certificados de Reciclagem – um documento que garante que uma massa de resíduos equivalente à das embalagens geradas, do mesmo tipo de material e na mesma região, foi destinada para a reciclagem.

 

A certificadora eureciclo valida todo o processo e repassa os valores diretamente para as cooperativas e centrais de triagem, levando uma remuneração extra aos profissionais.

 

Só no ano passado, a empresa viabilizou a compensação ambiental de mais de 106 mil toneladas de embalagens no Brasil, o que garantiu uma remuneração de cerca de 5 milhões e 800 mil reais a 115 centrais e cooperativas, que puderam escolher de qual forma aplicar, de acordo com as suas necessidades.

 

Uma das cooperativas parceiras é Coopcamate, da cidade de Canoas, no Rio Grande do Sul.

 

A vice-presidente do grupo, Ana Paula Domingues, conta que os recursos garantem renda melhor para os mais de 60 cooperados e viabilizam investimentos na infraestrutura da cooperativa:

 

A solução citada pela cooperativa e desenvolvida pela eureciclo, de compensação ambiental, é baseada em um modelo de sucesso que, na Espanha, foi responsável por elevar as taxas de reciclagem de 5% para quase 80% em 20 anos.

 

 

Guaraniaçu - Alunos da Rede Municipal de Ensino plantaram mudas de árvores em Alusão ao Dia da Arvore

A administração municipal com o intuito de incentivar as próximas gerações a cuidar do meio ambiente, realizou nesta semana a plantação de mudas de árvores nativas.

 

No dia 21 de setembro em que comemoramos o Dia da Árvore, alunos da Rede Municipal de Ensino, realizaram uma linda ação, plantaram uma muda de árvore. A ação foi organizada em conjunto pela Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente e a Secretaria Municipal de Educação e Cultura, contando com o apoio e incentivo do Governo Municipal. As 1100 mudas de plantas nativas (Ipê, canela, angico, cereja, acerola, dentre outras), foram doadas pela Coopavel - Cooperativa Agroindustrial de Cascavel em razão da parceria com o IAP – Instituto Ambiental do Paraná, pelo reflorestamento e preservação do meio ambiente.

 

Durante todo o ano, atendendo ao Currículo Escolar, os professores desenvolvem conteúdos abordando questões relativas ao meio ambiente, tais como preservação, sustentabilidade, recuperação e reposição da cobertura vegetal. Ao receberem as mudas de árvores, os alunos foram orientados acerca do plantio e dos cuidados para que a muda se desenvolva. Assim, as crianças tiveram a oportunidade de colocar em prática, o aprendizado da escola, socializando-o também com as suas famílias e a comunidade.

 

Plantar uma árvore é um gesto de amor para com a Terra. A árvore, como ser vivo, independente da espécie, é símbolo do ciclo da vida e das mais importantes riquezas naturais que possuímos.

 

PLANTAR UMA ÁRVORE É CUIDAR DO AMANHÃ!

 

 

 

Governador sanciona lei que vai destinar cerca de R$ 480 milhões para a Educação

O governador Carlos Massa Ratinho Junior sancionou nesta sexta-feira (24) a Lei nº 20.716que autoriza o Estado a financiar até US$ 90,56 milhões (cerca de R$ 480 milhões na cotação atual) junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Os recursos são para implantar o Programa Educação para o Futuro, que prevê uma série de ações para modernizar ainda mais a educação pública do Paraná.

 

Com uma contrapartida do próprio Estado, o programa tem quatro componentes principais: aprimorar a proposta pedagógica e uso de tecnologias educacionais; expandir e fortalecer a Educação Profissional; construir cinco colégios modelo e promover pelo menos 150 reformas e ampliações em unidades existentes; e melhorar a gestão da Secretaria.

 

A contratação da operação de crédito passou pela tramitação na Secretaria de Estado da Fazenda, análise da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e foi autorizada pela Assembleia Legislativa. Os termos da proposta seguirão regulamentação estabelecida pelas autoridades monetárias encarregadas pela política econômica e financeira da União, conforme normas propostas pelo BID. Na sequência, o projeto será encaminhado para votação no Senado Federal, que autoriza a concessão de garantia pela União, para então ser assinado efetivamente.

 

A previsão é de que todos os trâmites sejam concluídos até o fim do ano para que o programa seja implantado já no início de 2022 na rede estadual de ensino.

 

De acordo com o governador Carlos Massa Ratinho Junior, o programa tem o objetivo de construir uma proposta pedagógica para o Ensino Médio, elevando a frequência escolar e reduzindo o abandono. Também tem a finalidade de expandir o uso de ferramentas e tecnologias educacionais a serviço do processo de ensino-aprendizagem.

 

“Educação é prioridade do Estado. Queremos superar os obstáculos impostos na aprendizagem dos estudantes, e, por meio dessa iniciativa, o Paraná vai avançar nessa área”, disse. Ratinho Junior destacou, ainda, que parte do recurso será destinado para fortalecer a Educação Profissional. “Dobraremos o número de vagas ofertadas no ensino profissionalizante da rede estadual, contribuindo para a qualificação profissional desses alunos”, afirmou.

 

Os investimentos, segundo o secretário de Estado da Educação e do Esporte (Seed), Renato Feder, também visam a reforma e ampliação de escolas já existentes, construindo unidades escolares de referência, com foco na expansão da Educação Profissional. “Com esse aporte financeiro, passaremos por uma transformação no setor. Vamos oferecer preparação e atualização para um ensino moderno, que realmente prepare os jovens paranaenses para o futuro”, disse.

 

PROPOSTA PEDAGÓGICA – A Secretaria atualizará a proposta pedagógica do Ensino Médio e aperfeiçoará ferramentas tecnológicas nas salas de aulas. Para isso, há previsão de reformulação de materiais didáticos e cursos de aperfeiçoamento para professores, com foco em habilidades digitais e socioambientais.

 

O Estado vai adquirir e entregar para as instituições de ensino 6 mil kits de robótica, que oferecem a alunos conteúdos de automação, conceitos de IoT (internet das coisas) e domótica – área relativa à integração de mecanismos tecnológicos em uma residência -, além de 30 mil equipamentos de informática, como computadores, roteadores de WI-FI e aparelhos de reconhecimento facial para as escolas.

 

Essas aquisições já acontecem neste segundo semestre como contrapartida do Estado.

 

ENSINO PROFISSIONALIZANTE – O governo estadual pretende, nos próximos quatro anos, aumentar de 70 mil para 110 mil matrículas no ensino profissionalizante (podendo chegar a 150 mil). Dessa forma, a Secretaria da Educação planeja que um em cada três estudantes de Ensino Médio estejam matriculados na educação profissional.

 

Será priorizado o aumento de vagas nos cursos de Administração, Educação Agrícola, Agronegócio, Auxiliar de Enfermagem e Magistério. Além disso, o Estado criará um novo curso, o de Desenvolvimento de Sistemas, com foco em programação.


REFORMA DE ESCOLAS
– O Programa Educação para o Futuro também prevê a reforma de pelo menos 150 escolas e a construção de cinco centros modelo de educação para o futuro, que oferecerão ensino integral. No contraturno, os estudantes terão reforço educacional. As cinco novas unidades educacionais vão atender ao menos 1,5 mil alunos cada. Segundo a Seed, já foram pré-definidos 14 cidades que poderão receber os centros.


MELHORIAS NA GESTÃO
– Além de melhorias administrativas, o projeto visa aumentar a eficiência, observando novas propostas educativas. Os sistemas de gestão da Rede Estadual de Ensino deverão ser atualizados e integrados. A Secretaria também vai avaliar rotineiramente o impacto das ações implementadas e poderá contar com consultoria de auditoria externa.

 

 

 

Laranjeiras - Programa Dinheiro na Comunidade anuncia trator de R$ 220 mil para o Assentamento Passo Liso

O Programa Dinheiro Direto na Comunidade, que é uma parceria entre a Prefeitura e a Câmara de Laranjeiras do Sul garantiu investimentos a mais uma localidade nesta sexta-feira, 24. O Assentamento Passo Liso foi o contemplado da vez, recebendo um trator no valor de R$ 220 mil. Os moradores também solicitaram o fechamento do barracão da comunidade. 
 

Conforme o prefeito Berto Silva, o poder público depende do repasse da área pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), mas o processo está em andamento e, tão logo haja a regularização, a benfeitoria será realizada. Além disso, a prefeitura autorizou a compra de equipamentos de cozinha para o Clube de Mães, a exemplo de panelas, freezer e utensílios em geral.
 
 
Esta foi a sétima ação do Dinheiro na Comunidade em 2021. Nos últimos eventos a prefeitura garantiu uma ensiladeira para a Invernada Grande, uma carreta basculante para o Rio do Leão; R$ 100 mil reais para auxiliar a Flor do Pinho; projetos de prevenção e combate a incêndio para 10 comunidades, um barracão em pré-moldado e iluminação do campo de futebol para o Passo Liso, além de mais de R$ 120 mil dividido entre as Colônias União e Santa Cruz, Rio Anteiro e Bairro Água Verde.
 
 
Além do prefeito; estiveram no evento desta sexta-feira o vice-prefeito, Valdemir Scarpari, a secretaria de Educação, Maria Luiza; o secretário de Transportes, Valter Rech; o presidente da Câmara, vereador Carlos Alberto Machado-Magrão; o vice-presidente, Tarso Campigotto; o 1° Secretário, Darci Massuqueto; o 2° Secretário, Ivaldonir Panatto, além dos vereadores Juvinha Viola, Joel Demétrio, Ademilson Moraes e Celso de Azevedo.
 
 
 
Laranjeiras - De olho no futuro e no bem-estar dos alunos, prefeitura moderniza escola no interior do município

Mais qualidade na educação. A Prefeitura de Laranjeiras do Sul e a Secretaria Municipal de Educação e Cultura entregaram à comunidade na sexta-feira, 24, a reforma e ampliação de mais uma escola. Desta vez, a unidade entregue à comunidade foi a Escola Rural Municipal Padre Josimo Moraes de Tavares, no Assentamento Passo Liso.
 

Com recursos próprios, a prefeitura investiu mais de R$ 120 mil na ampliação e reforma geral da escola, contemplando a construção de uma sala para professores, além da reforma das duas salas de aula e da cozinha. Ainda em 2020 a prefeitura iniciou por aquela escola a colocação de ar condicionado em todas as salas de aula. 
 
 
Para o prefeito Berto Silva, é um prazer inaugurar instituições de ensino, pois quando se melhora a educação abre-se uma janela para melhorar toda a sociedade. Em seu discurso, Berto falou dos avanços no setor da educação, afirmando que a escola é de suma importância para as famílias residentes naquela região e para a educação do município que caminha a passos largos. “Temos aqui equipamentos pedagógicos e estrutura de alta qualidade. O nosso ensino é de alta qualidade. Estamos oferecendo estrutura para que no futuro eles venham a ocupar os empregos que serão necessários para manter o crescimento que está ocorrendo em nossa cidade”, disse o prefeito. 
 
 
Para João Bueno, pai de aluno, a escola não deve nada a qualquer uma da rede particular de ensino. “Aqui temos de tudo, tanto na estrutura como na atenção dos professores. Nos da comunidade estamos muito felizes com a atenção que o Prefeito nos deu, pois, a infraestrutura comprometia até a segurança das nossas crianças e agora eles vão receber uma escola totalmente nova”, relatou João Bueno que é pai de aluno. 
 
 
ESCOLA
 
A escola teve início em 1988 e inicialmente foi instalada em um barraco improvisado, coberto com lâminas, em lote reservado para o Centro Comunitário e que funcionou neste local por dois anos. Em 2016, foi construído um complexo de banheiros adaptados, além de outros materiais pedagógicos e de estrutura que foram implantadas para melhorar a qualidade do ensino. Um exemplo disso, foi a primeira escola a receber os equipamentos de ar condicionado. 


Atualmente funciona no período vespertino atendendo a Educação Infantil e Ensino Fundamental com turmas mutisseriadas.  Atualmente conta com 22 alunos. Conta com 2 professoras regentes (Aquines e Cerize), 3 Professores especialistas (Susete, Claudimara e Marinaldo) e 1 auxiliar de serviços gerais (Solange).


Presenças - Além do prefeito Berto Silva; do vice-prefeito, Scarpari e dos secretários, Gilmar Negretti (Agricultura), Maria Luiza Simões Nunes dos Santos (Educação), Valter Rech (Transportes), Everaldo Scheis (Fazenda), também participaram da cerimônia os vereadores: Carlos Alberto Machado, Tarso Campigotto, Darci Massuqueto, Ivaldonir Panatto, Joel Demétrio, Ademilson Moraes, Celso de Azevedo e Juvinha Viola.
 
 
 
feed-image