Campo Bonito

Campo Bonito - Ação Social realizou a IV Conferência Municipal do Idoso

Campo Bonito - Ação Social realizou a IV Conferência Municipal do Idoso

Na quarta dia 27, a equipe da Ação Social conduzida pela 1ª Dama e secretária de Ação Social e Educação Eliane de Camargo Dominiak, com apoio da Assistente Social Tatiane Dallacosta, realizou no Clube do Vovô a IV CONFERÊNCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DA PESSOA IDOSA com o tema “OS DESAFIOS DE ENVELHECER NO SECULO XXI E O PAPEL DAS POLITICAS PUBLICAS” ministrada pela palestrante, técnica de atividades do SESC, a assistente Social Luciane Martini.

 

A programação iniciou ás 13h00 e acabou ás 17h00, e teve como contexto:


- Apresentação cultural “Nenhum obstáculo será grande se sua vontade de vencer for maior” apresentada pelos adolescentes do programa do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos do CRAS: Carla, Iverson, Jheimison, Mayara, Moises, Tatiane e Walisson.
- Apresentação e aprovação das propostas.
- Escolha dos delegados para conferencia estadual.
-Formação do novo conselho municipal dos direitos do idoso.


Com excelente participação de público, foram analisadas e avaliadas as propostas da conferência anterior, debates e motivações e análise atual das políticas públicas para a pessoa idosa do município.

 

Foram discutidas as propostas como sensibilizar as instituições, a sociedade e os próprios idosos sobre a importância de sua participação ativa no meio social, as discutições tiveram como referência, saúde, educação, assistência social, cultural, esportiva e outras.

 

A mesa de honra foi formada pelo prefeito Antonio Carlos Dominiak, a 1ª Dama Eliane de Camargo Dominiak, o secretário de saúde Jandir Gregolon,o Padre Claudio Moratelli, a palestrante Luciane Martini e a presidente do conselho dos direitos do idoso Marli Pazzinatto.

 

O prefeito Toninho falou em seu pronunciamento sobre a valorização e os cuidados que a administração tem pelos idosos, através da Secretaria de Assistência Social e que envelhecer é instintivo, mas temos de envelhecer com saúde e qualidade de vida, e que as ações oferecidas pela assistência são necessárias para que isso aconteça.

 

 

Por Assessoria