Paraná

UFPR diz que vestibular está mantido mesmo com cortes

UFPR diz que vestibular está mantido mesmo com cortes

O Núcleo de Concursos (NC) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) informou na tarde desta quarta-feira (11) que o Vestibular 2019/2020 da instituição está mantido e não há previsão de qualquer alteração no calendário. Em assembleia no fim da tarde de terça-feira, em Curitiba, professores da UFPR votaram por recomendar a suspensão do vestibular deste ano, o que por enquanto não é considerado pela Reitoria.

 

A proposta de suspensão partiu da Associação dos Professores da universidade, a APUFPR. A deliberação será levada ao colegiado sindical nacional para fazer dela um movimento em todo o País. A assessoria da UFPR informou ontem que a proposta não foi levada à Reitoria.

 

A decisão dos professores tem intenção de pressionar o governo federal a liberar verbas de custeio, pesquisa e extensão que estão contingenciadas e comprometem o funcionamento de instituições federais de ensino. Uma greve de dois dias, em 17 e 18 de setembro, também foi decidida na assembleia sindical comunitária para a próxima segunda-feira.

 

A 1ª fase do vestibular está marcada para o dia 27 de outubro. As provas aplicadas nessa data vão ser de conhecimen tos gerais. Os estudantes que passarem para a 2ª etapa vão fazer as provas de compreensão e produção de texto e as questões específicas nos dias 24 e 25 de novembro.

 

As inscrições para o vestibular terminaram na última terça-feira (10). O NC deve divulgar a relação candidato-vaga em breve.

 

Contigenciamento corta 10% das bolsas de pós-graduação na Federal

 

Levantamento da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) revela que até dezembro de 2019, 164 bolsas de pós-graduação serão cortadas ou congeladas da Universidade Federal do Paraná (UFPR), por causa dos cortes que o Ministério da Educação promoveu para contigenciar o orçamento. Esse número representa 10% das bolsas da instituição.

 

Do tal, 70 são de mestrado, 68 de doutorado e 17 de pós-doutorado. De acordo com o levantamento, 48 bolsas foram cortadas já, 81 serão cortadas em setembro, 13, em outubro, nove, em novembro e 13, em dezembro.

 

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação vinculada ao Ministério da Educação (MEC), anunciou no último dia 2 o corte de 5.613 bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado que estavam previstas para os quatro meses restantes do ano em todo o País. (Com Bem Paraná)

 

 

 

Hashtag: