Paraná

Secretaria de Educação alerta para mensagens falsas sobre o Aula Paraná

Secretaria de Educação alerta para mensagens falsas sobre o Aula Paraná

A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte pediu a abertura de investigação na Polícia Civil sobre mensagens falsas no WhatsApp e também em carros de som que estão circulando em bairros de municípios da região metropolitana de Curitiba. As mensagens pedem que os estudantes não usem o ensino a distância Aula Paraná, alegando que todo conteúdo será reposto quando acabar a pandemia do novo coronavírus.

 

É a segundo pedido feito ao Nuciber (Núcleo de Combate ao Cibercrime), da Polícia Civil, para que investigue quem está espalhando as notícias falsas e também quem está locando carro de som para disseminar notícias falsas.

 

"O Aula Paraná conta como ano letivo. Dentro do aplicativo, há o Google Classroom, onde os professores colocam as atividades e fazem até provas", adverte o diretor-geral da Secretaria de Estado de Educação, Gláucio Dias. "Quem dissemina a notícia falsa, prejudica de forma cruel alunos e também as famílias desses jovens", afirmou.

 

Nas gravações levadas à Nuciber, aparece o nome de um sindicato, como autor das mensagens fakes. "Espero crer que, mesmo tendo divergências políticas, o sindicato destacado na gravação não haja com interesse de prejudicar os alunos, mas opte em garantir o acesso ao ensino, neste momento de pandemia do novo coronavírus", diz Dias. (Com AEN)

 

 

 

Hashtag:

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência e personalizar publicidade. Ao navegar em nosso site você concorda com nossa Política de Privacidade.