Paraná

Deputados e municípios se levantam contra proposta de Oriovisto que prevê extinção de municípios com menos de 5 mil habitantes

Deputados e municípios se levantam contra proposta de Oriovisto que prevê extinção de municípios com menos de 5 mil habitantes

Indignação, revolta e até o pedido para que nenhuma liderança política estadual reeleja o senador Oriovisto Guimarães (Podemos).

 

Foi neste clima que audiência pública nesta quarta (12) na Assembleia Legislativa do Paraná debateu a PEC do senador paranaense.

 

Conforme o texto, municípios com menos de cinco mil habitantes que não comprovarem receita própria serão incorporados por outros maiores. Ou seja, extintos. Revoltados com a ideia do senador, deputados, prefeitos, vereadores e membros da sociedade civil, repudiam a PEC.

 

Assim, essa proposição de Oriovisto encontra resistência desde que foi anunciada. A partir disso, o movimento cresceu e atinge o estado inteiro.
É um ato arbitrário contra o qual o Poder Legislativo do Estado do Paraná se levanta. Esta é a posição tomada pelo presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB). Ele tem a experiência de quem já foi prefeito de um pequeno município.

 

Assim, o Professor Lemos (PT), líder da oposição, também faz coro contra a PEC. Para ele, a iniciativa do senador Oriovisto é uma “aberração”. Porém, o líder do governo, Hussein Bakri (PSD), radicalizou ao propor que nenhum deputado ou prefeito apoie a reeleição do senador. Nesse tom, adjetivos como “oportunista” e “extremista” também foram desferidos contra o senador eleito pelos paranaenses.

DEPUTADO DO PODEMOS É CONTRA
Entretanto, se deputados de outros partidos se posicionem contra, Oriovisto encontra resistência dentro do próprio partido.

 

O deputado Galo (Podemos) recorreu a uma metáfora drástica ao se referir a proposta do senador que é seu correligionário: “É como se eu tivesse 10 filhos e só dois conseguissem diploma universitário. Então eu mato os oito que não conseguiram”.

 

O deputado Anibelli Neto (MDB), que é secretário da Unale, considerou a iniciativa do senador uma “atrocidade”.

 

Porém, a audiência proposta pelo deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) atraiu parlamentar de outro Estado.

 

Assim, o deputado gaúcho, Vilmar Zanchin (MDB), fez questão de comparecer ao encontro e manifestou solidariedade e apoio a iniciativa dos deputados paranaenses.

CARTA REPUDIA PROPOSTAS

Ao final do encontro foi aprovada a Carta do Paraná cujo teor repudia as propostas de Oriovisto Guimarães. De acordo com o documento aberto, as propostas desrespeitam a história dos 104 municípios que podem ser atingidos no Paraná.

 

Além disso também afeta a importância social, econômica e cultural de quem neles moram.

 

Entretanto, segundo a carta, ao propor essa PEC, Oriovisto demonstra “profundo desconhecimento da realidade dos pequenos municípios que executam as políticas públicas essenciais ao desenvolvimento do Estado e da União e de respeito aos direitos fundamentais dos cidadãos.” (Com RSN). 

Hashtag: