Fique por Dentro

Epífora: entenda mais sobre a “lágrima ácida”’ em cães

Epífora: entenda mais sobre a “lágrima ácida”’ em cães

Em determinado momento, você já deve ter escutado que os cachorros possuem a “lágrima ácida”, certo? No entanto, não é bem assim que funciona. Determinadas raças como o cachorro Shih Tzu, Pug e Pequinês possuem um formato ocular específico, promovendo uma lacrimação muito maior, gerando manchas no rosto do pet.

 

Às manchas causadas por essa secreção, que sai tanto dos olhos de cães, como de gatos, ao contrário do que se fala, não é ácida. Mas, isso não significa que não faça mal aos animais de estimação. Por esse motivo, vamos explicar um pouco mais sobre o assunto, para você evitar que isso ocorra com o seu companheiro de quatro patas.

 

A lágrima dos animais de estimação é ácida?

 

Em termos químicos, se formos analisar o pH da lágrima de um animal de estimação, sua composição está mais próxima dos compostos alcalinos do que ácidos. No entanto, a popularização desta nomenclatura se dá, já que substâncias ácidas, geralmente, são corrosivas e as manchinhas causados nos rostos de cães e gatos é bastante similar a um machucado.

 

Geralmente, em pets com os pelos mais claros, é possível notar que a lágrimas desses animais é um pouco mais escura que a nossa. No entanto, o problema não está na lágrima em si, e sim, na não absorção pela pele, a qual damos o nome de epífora.

 

Por que ocorre a epífora?

 

Como dissemos, algumas raças possuem o formato do olho com uma predisposição maior ao excesso da produção de lágrimas. Um dos componentes da lágrimas é a lactoferrina e, quando produzidas em grandes quantidades, faz com que a pele do animal tenha dificuldade em absorvê-las, o que, como consequência, gera as manchas no rosto.

 

Algumas causas da epífora são:

- Obstrução do canal lacrimal, impossibilitando a absorção da lágrima;
- Excesso de pelos na região;
- Pálpebras mal posicionadas;
- Anatomia ocular específica,
- Excesso da produção de lágrimas.

 

A epífora pode acarretar em diversos problemas em um pet, principalmente, por manter a pele do animal úmida, facilitando a proliferação de fungos, bactérias e micróbios. Por isso, sempre que notar que a área próxima aos olhos está mais escura, é fundamental procurar um veterinário o quanto antes.

 

Como tratar a epífora?

 

A epífora pode ter diversas causas, logo, o primeiro passo a ser tomado é procurar um especialista para descobrir o que de fato ocorre com o pet, para iniciar o tratamento adequado. Caso um dos motivos para as manchas no rosto do cão seja a obstrução do canal lacrimal, na maioria dos casos, o especialista encaminha o pet para uma correção cirúrgica.

 

Já, para a retirada das manchas da pele e dos pelos, alguns medicamentos são indicados. No entanto, como todo remédio, não devem ser utilizados por conta próprias e devem ser recomendados por um especialista. Além de amenizar a coloração escura, alguns produtos também auxiliam no combate a infestação de bactérias e aliviam o desconforto na região.

 

Se você possui um cão em casa que tem esse problema, aqui vão algumas dicas para amenizar a situação. No entanto, não deixe de levá-lo a um especialista para o diagnóstico e o tratamento adequado!

 

- Mantenha a região sempre limpa, com uma gaze ou um pano. Não utilize algodão para efetuar a limpeza e a secagem do pet;
- Faça massagens nos olhos do pet, a fim de evitar o entupimento do canal lacrimal;
- Mantenha o pelo do rosto sempre limpo e em um tamanho adequado — quanto à tosa, é necessário verificar com um veterinário qual a ideal para o seu animal,
- Não utilizar secadores após o banho.

 

Com essas dicas, ficou mais fácil entender o que são as manchas escuras no rosto do seu pet? Sempre que notá-la, busque ajuda o mais rápido possível! Seu animal de estimação merece o que há de melhor, afinal, não é sempre que temos seres tão especiais ao nosso lado!

 

 

 

Hashtag: |