Brasil e Mundo

Paulo Guedes diz que Brasil vai surpreender o mundo com retomada da economia

Paulo Guedes diz que Brasil vai surpreender o mundo com retomada da economia

O presidente Bolsonaro e o Ministro da Economia Paulo Guedes juntos se pronunciaram na saída do Planalto na manhã desta segunda dia 27, sobre a economia do país durante a pandemia da Covid-19.

 

O ministro revela que as reformas vão ajudar o Brasil a retomar o poder de compra para restaurar a economia que se fragilizou por conta da disseminação do vírus em todo o mundo e a necessidade de quarenta e ressalta que o país vai novamente surpreender o mundo. "O mundo inteiro está gastando mais por conta da crise e nós também temos que gastar mais, só que é um excepcional por conta da pandemia, mas ano que vem ou esse ano mesmo nós já voltamos às reformas e vamos estar certamente crescendo com investimento em saneamento, petróleo e gás, em infraestrutura, logística. Nós seguimos firmes, nossa economia vai pegar e vamos surpreender o mundo de novo. Ano passado nós surpreendemos o mundo, milhões de pessoas na França contra a reforma da previdência e no Brasil milhões de pessoas nas ruas a favor das reformas".

 

O chefe da economia do país também destacou a necessidade de ter o apoio dos servidores públicos para que não peçam, neste momento, aumento do salário para que medidas mais drásticas não precisem acontecer. "Precisamos também da contrapartida do funcionalismo público mostre que está com Brasil, que vai fazer o sacrifício pelo Brasil, que não vai ficar em casa com a geladeira cheia, assistindo a crise enquanto milhões de brasileiros estão perdendo emprego. Não, eles vão colaborar, mas vão deixar por um bom tempo de pedir aumento, como disse o presidente ?Ninguém tira o direito de ninguém", mas por atenção a essa crise não peçam aumento por um ano e meio, contribuam com o Brasil. O país vai voltar a tranquilidade muito antes do que todos esperam", acredita.

 

O presidente Bolsonaro disse que o governo está acompanhando o trabalho dos estados e que muitos deles estão com comércio aberto, de forma responsável e isso deve ajudar na retomada do Brasil. "Precisamos preservar vidas, mas também preservar empregos".

 

Sobre o agronegócio, um dos carros-chefes da economia, foi reiterado a colheita recorde de 2020 e que a expectativa do governo é grande sobre a produção da safrinha que já está terminando de ser plantada pelos agricultores e enaltece que o abastecimento acontece de forma igualitária para todos os estados para que não falte alimentos na mesa dos brasileiros. (Com Catve)

 

 

 

Hashtag:

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência e personalizar publicidade. Ao navegar em nosso site você concorda com nossa Política de Privacidade.