Paraná

Mulher do ex-governador Beto Richa é denunciada por lavagem de dinheiro em processo da Lava Jato

Mulher do ex-governador Beto Richa é denunciada por lavagem de dinheiro em processo da Lava Jato

A força-tarefa da Operação Lava Jato denunciou a mulher do ex-governador do Paraná, Beto Richa, Fernanda Richa, pelo crime de lavagem de dinheiro em um processo que investiga um esquema de propina em contratos de pedágio no estado.

 

A denúncia já tinha sido apresentada pelos procuradores do Ministério Público Federal (MPF) no dia 29 de janeiro, e o nome da ex-primeira dama foi incluído, nesta segunda-feira (11), depois da análise de novas provas, conforme a força-tarefa.

 

O ex-governador, um dos filhos dele, André Richa, e o contador da família, Dirceu Pupo, também foram denunciados por lavagem de dinheiro no processo.

 

Esta é a segunda denúncia contra Beto Richa apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) envolvendo um esquema de pagamento propina em contratos de pedágio. A primeira tratava dos crimes de corrupção passiva e pertencimento a organização criminosa.

 

Nesta segunda denúncia, os procuradores afirmam que um dos destinos de parte da corrupção recebida por ele era a incorporação do dinheiro, de forma dissimulada, ao patrimônio de familiares com atos de lavagem de dinheiro na aquisição de imóveis em nome da Ocaporã Administradora de Bens.