Paraná

Hospital de Campanha é desativado em Cascavel

Hospital de Campanha é desativado em Cascavel

Já está desativado o Hospital de Campanha Nei Senter Martins, instalado no Centro de Convenções e Eventos e que operava como o Centro de Triagem em Cascavel, no enfrentamento à covid-19. Desde às 18h de domingo dia 12, o espaço não está mais recebendo pacientes.

 

A decisão foi justificada com base na redução de casos sintomáticos respiratórios agudos graves, a otimização de recursos humanos e EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), a ampliação de leitos de enfermaria e UTI (Unidade de Terapia Intensiva), além da reabertura da UPA Brasília, que aconteceu nesta segunda-feira (13).

 

COVID-19 CASCAVEL

 


Até o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde de Cascavel no sábado (11), Cascavel havia registrado 4.065 casos confirmados da doença, sendo que do total, 3.575 são considerados casos recuperados.

Ao todo, o município apresentava 412 pacientes ativos com a doença. Até então, a cidade contabilizava 78 óbitos.

 

SISTEMA DE SAÚDE

 


Cascavel conta com a UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) Brasília para atendimentos de urgência e emergência. A unidade tem funcionamento 24h e os atendimentos serão destinados para pacientes acima de 14 anos.

 

Na UPA Tancredo Neves, o atendimento 24h é de urgência e emergência para pacientes até 13 anos e 11 meses. Na UPA Veneza, o atendimento adulto e pediátrico é destinado a todas as idades.

 

Já no Hospital de Retaguarda, o ambulatório é destinado para atendimentos exclusivos de pacientes sintomáticos respiratórios. A unidade conta com 14 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 28 de enfermaria.

 

Além disso, os atendimentos nas UBS (Unidades Básicas de Saúde) e USF (Unidades de Saúde da Família) foram todos retomados hoje (13). (Com Catve)

 

 

 

Hashtag: