Paraná

Codesul firma cooperação com cinco instituições para fortalecer desenvolvimento regional

Codesul firma cooperação com cinco instituições para fortalecer desenvolvimento regional

O Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul), grupo composto por Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul, reforçou seu compromisso com o desenvolvimento regional dos estados firmando acordos de cooperação com instituições para fomentar a educação e a economia locais.

A reunião do conselho foi realizada nesta terça-feira (30) no Palácio Iguaçu, em Curitiba, e foi presidida pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior. O encontro também contou com a presença dos governadores Eduardo Leite (RS), Carlos Moisés (SC) e Reinaldo Azambuja (MS).

“O grande segredo desses quatro estados ao longo dos últimos 60 anos foi fazer uma integração de pensar assuntos estratégicos para o nosso desenvolvimento que ajudam a melhorar a qualidade de vida da população. A ideia é reforçar essa iniciativa enquanto somos governadores, tendo um olhar para o futuro e preparando um ambiente mais saudável com projetos estratégicos que demandam mais tempo para serem implementados”, explicou o governador Ratinho Junior.

No encontro, os governadores assinaram acordos de cooperação com cinco instituições: Associação Brasileira de Instituições Financeiras de Desenvolvimento (ABDE), Fundação Escola Superior do Ministério Público do Rio Grande do Sul (FMP), Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Japão (CCIBJ), Sapiens Global e Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR).

O encontro também foi marcado pela posse do Codesul pelo governador de Santa Catarina, pela transição da diretoria do BRDE e pela apresentação do projeto da da Nova Ferroeste ao conselho.

COOPERAÇÃO COMERCIAL – Dentre os documentos assinados pelos governadores está a ratificação de uma cooperação com a ABDE. A instituição tem como missão promover o desenvolvimento econômico e social sustentável, e representa os membros do Sistema Nacional de Fomento do Brasil, tais como bancos públicos federais, agências de fomento e bancos cooperativos.

O objetivo da parceria é unir esforços em prol de melhorias em políticas públicas que busquem a competitividade, aumento da atividade produtiva e o desenvolvimento sustentável das regiões. Para isso, os órgãos vão desenvolver projetos voltados a essa área, incluindo eventos, pesquisas conjuntas e capacitações. As iniciativas são realizadas segundo um plano de trabalho elaborado entre as duas partes.

Uma parceria comercial também foi estabelecida com a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Japão (CCIBJ). Os governadores confirmaram uma cooperação com a instituição para promover atividades e a participação em estudos, eventos, elaboração de projetos, missões econômicas e intercâmbios, dentre outras ações.

ENSINO E PESQUISA – Outro acordo estabelecido pelos Estados é uma cooperação com a FMP. A parceria prevê aos membros, colaboradores e conveniados do Codesul um desconto de 20% na mensalidade de cursos de pós-graduação EAD promovidos pela FMP. Dentre os cursos oferecidos, estão direito e processo tributário, proteção de dados, direito digital, direito ambiental e urbanístico, entre outros.

O acordo também prevê uma integração institucional entre os participantes para desenvolver políticas públicas, realizar atividades acadêmicas e culturais e desenvolver cursos de extensão e especialização em direito a ser ofertado aos membros das instituições.

Outra instituição de ensino que fechou convênio com o Codesul nesta terça-feira é a PUCPR. Os governadores assinaram um termo de cooperação técnica e científica com o Programa de Pós-Graduação, Mestrado e Doutorado em Direito da instituição. O intuito é desenvolver o projeto de pesquisa “Ambiente institucional, novas tendências do setor elétrico brasileiro, energias renováveis e atividade empresarial no Brasil”.

Para isso, ambas as partes vão desenvolver em conjunto ações como palestras, seminários, elaboração de projetos, participação em grupo de estudos e exposições sobre desenvolvimento industrial, social, turístico, comercial, cultural e tecnológico dos estados.

SAPIENS – O acesso ao universo da tecnologia também foi viabilizado através de um novo acordo com a Sapiens Global. A empresa promove e intermedia negócios e transferência de tecnologia em países da América do Sul, da Ásia e da Península Ibérica através de representantes em Tóquio, Singapura, Shenzhen, Curitiba, São Paulo e Barcelos.

Um dos objetivos da Sapiens é atrair investimentos da Ásia para o Mercosul e capacitar empresas e empresários para internacionalização de seus negócios. Com o novo relacionamento entre as instituições, o Codesul será beneficiado com ações que possam dar visibilidade aos estados, trazendo esses objetivos para perto dos conveniados do Codesul.

CODESUL – Criado em 1961, o Codesul integrava, primeiramente, os estados do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Em 1992, o Mato Grosso do Sul passou a integrar o grupo. O principal objetivo do órgão é buscar alternativas aos desequilíbrios regionais e potencializar questões comuns aos estados-membros, sobretudo em questões essenciais como desenvolvimento econômico e social, além de fomentar a integração dos estados-membros com o Mercosul.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade o vice-governador Darci Piana; o presidente do BRDE, Wilson Bley; o chefe da Casa Civil, Guto Silva; os secretários estaduais da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara; da Comunicação Social e Cultura, João Debiasi; o diretor-presidente da Invest Paraná, Eduardo Bekin; Marcelo Dutra, vice-presidente do BRDE; Luiz Carlos Borges da Silveira, diretor administrativo do BRDE; Leany Barreiro de Souza Lemos, diretora de operações do BRDE; André Parmo Folloni, decano da escola de direito da PUCPR; Otomar Oleques Vivian, diretor de planejamento do BRDE; o presidente da CCIBJ, Arata Hara; Eduardo Iwamoto, coordenador adjunto do PPGD-PUCPR, dentre outras autoridades.

 

 

Por - AEN

Hashtag: