Novelas

'A Dona do Pedaço': Dulce (Fernanda Montenegro) morre após incendiar a casa dos Matheus

'A Dona do Pedaço': Dulce (Fernanda Montenegro) morre após incendiar a casa dos Matheus

No capítulo anterior de A Dona do Pedaço, Evelina (Nívea Maria) descobriu que Zenaide (Maeve Jinkings) e Virgínia (Duda Batista/Paolla Oliveira) não chegaram a São Paulo.

 

E pior: ela viu, no quintal da casa dos Matheus, um pedaço da bolsa que a filha usou na fuga. Com todas essas evidências, a nora de Dulce (Fernanda Montenegro) não pensou em outra a coisa a não ser que a primogênita morreu pelas mãos do clã inimigo. Depois de receber essa notícia, a matriarca da família Ramirez prometeu que descobriria o paradeiro da neta e das bisnetas, já que Fabiana (Maria Clara Baldon/Nathalia Dill) também sumiu misteriosamente da fazenda onde moram.

 

A matriarca dos Ramirez cumpre o que promete e se prepara para ir ao encontro do inimigo. Aflito, Ademir (Genézio de Barros) pede para acompanhar a mãe, mas ela nega:

 

"É pelas meninas que eu digo não. Cê precisa ficar. É homem formado. Já matou tantos daquela família...", responde a senhora, que leva um pano branco consigo.

 

"Preciso saber o que aconteceu, ter certeza se está viva ou morta. Mas se estiver morta, prometo que não haverá vingança pela morte da Zenaide. Prometo tudo pra ter as meninas de volta", garante Dulce, saindo em seu cavalo.

 

Ao chegar no território dos Matheus, a veterana é recebida por Miroel (Luiz Carlos Vasconcelos), que a trata com respeito:

 

"Senta, dona Dulce. Aceita um copo d’água, um café? [...] Nunca pensei que a mulher mais forte da família Ramirez ia sentar aqui na minha frente, que nem visita."
Dulce dispensa as cortesias do anfitrião e logo mostra as cinzas da bolsa de Zenaide:

 

"Agora a gente já sabe. O pedaço de couro é a prova. Zenaide se foi."

 

"A gente tinha um pacto. Mesmo assim meu filho Amadeu levou um tiro no altar. Fui obrigado a matar também", retruca o chefe dos Matheus, confirmando a suspeita de Dulce.
A senhora diz que o pacto foi uma ideia de Maria da Paz (Juliana Paes) e que, segundo sua experiência, seria difícil ele ser mantido. Miroel concorda e ouve um pedido desesperador de Dulce:

 

"Mas agora vim propor, pedir... mais que um pacto. Vim disposta a me ajoelhar para o senhor, seu Miroel. [...] Preciso saber o que aconteceu com as filhas da Zenaide. Virgínia e Fabiana."
Sem aceitar a humilhação da matriarca dos Ramirez, o pai de Amadeu (Marcos Palmeira) acaba abrindo o jogo e conta que Virgínia está perdida pelas ruas de Vitória após ter "escapado por pouco". Quando é questionado sobre Fabiana, Miroel pega um pacote que contém o casaco ensanguentado da menina e mostra para Dulce:


"Eu sinto muito, dona Dulce, mas o que sobrou dela foi isso aqui. Reconhece o casaquinho?"

 

Dulce, que não consegue esconder sua expressão de horror, saca sua arma ao se levantar do sofá e acerta um tiro em Miroel, que cai no chão. Ticiana (Áurea Maranhão) tenta defender o pai e atira de volta. Mesmo ferida, a justiceira veterana devolve a bala na irmã de Amadeu. Vicente (Álamo Facó) fica chocado ao ver a família morta e engatilha seu revólver na frente de Dulce:

 

"Velha maldita. Suas netas estão vivas! Uma fugiu, tá em Vitória talvez solta nas ruas. A outra eu ia matar, mas não tive coragem. Sujei esse casaquinho de sangue, enganei meu pai. Pra quê? Pra senhora matar ele, foi?"

 

Sem forças, ela pede para saber o paradeiro de Fabiana, mas é tratada com um insulto. Antes de morrer pelas mãos do justiceiro, ela saca uma arma escondida e atira. Logo em seguida, mira em uma lamparina que, ao cair no chão, incendeia a casa.

 

Mesmo muito ferida, a matriarca dos Ramirez se esforça para voltar para casa. Ao ver o estado grave da mãe, Ademir se desespera e diz que vai para a cidade chamar um médico. Mas Dulce impede o filho, dizendo que só chegou até ali com vida para dar uma importante notícia.

 

 

 

 

 

Hashtag: |