Fique por Dentro

Veja como se proteger do coronavírus nas idas ao supermercado

Veja como se proteger do coronavírus nas idas ao supermercado

Em tempos de pandemia da covid-19, a recomendação é clara: se você puder, fique em casa e evite sair. A orientação é ainda mais prevalente para quem é idoso ou faz parte do grupo de risco por conta de alguma co-morbidade (diabéticos, pessoas com problemas cardiovasculares, imunodeprimidos, entre outros). Compras on-line nos supermercados são as mais indicadas nesse momento. Mas, no caso de quem está saudável e precisa ir às compras, é importante tomar cuidado para evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

 

“O mercado é um local que muitos de nós não teremos como evitar de ir, então precisamos redobrar os cuidados quando formos, evitando momentos que estejam cheios e buscando se expor o menor tempo possível”.

 

O que fazer antes de ir no mercado

 

Procure fazer uma lista de tudo que vai comprar antes de sair de casa, para fazer com que sua ida ao mercado seja a mais focada e rápida possível.

 

De preferência, escolha um horário em que o mercado provavelmente estará mais vazio e prefira um perto da sua casa.

 

Leve álcool em gel para higiene das suas mãos.

 

O que fazer no mercado

 


No local, encare suas mãos como sempre sujas. Isso quer dizer que você deve evitar a todo custo colocá-las em seus olhos, boca ou nariz.

 

Utilizar somente os carrinhos de compras ou as cestinhas já higienizadas pelo mercado. Caso não encontre, passe um pano umedecido com álcool 70 líquido no pegador do carrinho de compras ou da cestinha.

 

Procure manter uma distância de, no mínimo, 1,5 metro das outras pessoas, principalmente nas filas do caixa, padaria ou açougue.

 

Na hora de pagar, evite usar dinheiro. Dê preferência ao pagamento com cartões ou métodos de aproximação com o celular.

 


Ao chegar em casa

 


Retire os sapatos e descarregue as compras logo na entrada de casa. Em seguida, lave as mãos com água e sabão.

 

Retire todas as compras das sacolas antes de colocá-las numa superfície (bancada, mesa, etc.)

 

Higienize as mãos novamente.

 

Passe álcool 70% líquido em embalagens de alimentos que serão armazenadas ou retire as embalagens quando for possível, descartando-a logo em seguida.

 

Higienize os produtos não comestíveis com álcool 70% líquido ou água e sabão.

 

Higienize verduras e frutas com hipoclorito de sódio (água sanitária que contenha apenas hiplocorito de sódio, sem perfume, sendo 1 colher de sopa/litro de água por 30 minutos).

 

Após guardar as compras, higienize as bancadas e mesas, onde as compras foram depositadas antes de serem guardadas, com água e sabão neutro, ou álcool 70% líquido ou água sanitária.

 

Por fim higienize bem as mãos.

 


Orientações aos estabelecimentos:

 

Organizar as filas de acesso e de atendimento, de modo a manter uma distância mínima de 1,5 m entre os clientes, também limitando a entrada de pessoas no local, evitando aglomerações no interior e na entrada da loja.

 

Disponibilizar para todos os clientes e funcionários álcool gel 70% para a higienização das mãos em pontos estratégicos e em todos os caixas.

 

Disponibilizar álcool líquido 70% ou outro produto desinfentante para limpeza, para a higienização da bancada (esteira) nos caixas. Devem ser higienizadas com a fricção por 20 segundos.

 

Sugere-se instalar anteparo de acrílico nos “caixas”.

 

Para garantir o espaçamento mínimo de 1,5 metro entre os “caixas”, eles devem ser intercalados quando forem muito próximos.

 

Solicitar a intensificação da higienização das mãos dos funcionários antes e após a manipulação dos alimentos ou qualquer interrupção, após tocar materiais contaminados, usarem sanitários ou sempre que necessário.

 

Não é recomendado o uso de luvas descartáveis e, sim, a higienização frequente das mãos.

 

Não está recomendado o uso de máscaras de uso hospitalar. Podem ser utilizadas, porém, máscaras de tecidos (caseira), que devem ser trocadas sempre que estiverem úmidas. Elas são de uso pessoal e podem ser reaproveitadas, desde que previamente higienizadas.

 

Os funcionários devem ser orientados a lavar suas máscaras e deixar de molho em solução com água sanitária. Também é recomendado passá-las a ferro de roupa.

 

Intensificar a limpeza de todos os pisos e equipamentos com água e sabão ou produto desinfetante para limpeza.

 

Estabelecer rotina frequente de desinfecção (álcool 70%, fricção por 20 segundos) de cestinhas e carrinhos de compras (local onde há suporte para as mãos), balcões, vitrines, maçanetas, torneiras, puxadores de geladeiras e freezers, porta papel toalha, porta sabão líquido, corrimãos, painéis de elevadores, etc.

 

Supermercados que possuírem ar condicionado, devem manter limpos os componentes do sistema de climatização (bandejas, serpentinas, umidificadores, ventiladores e dutos).

 

Proibido o uso de bebedouros.

 

Intensificar a higienização dos sanitários, sendo que o funcionário deverá utilizar luva de borracha exclusiva, avental, calça comprida e sapato fechado.

 

A máquina de cartão deve ser constantemente higienizada pelo estabelecimento com produto desinfetante.

 

Divulgar e informar aos trabalhadores para que, ao tossir ou espirrar:

 

Cobrir o nariz e a boca com lenço descartável e posteriormente descartá-lo.

 

Caso não haja lenço ou toalha de papel disponível, cobrir nariz e a boca com a parte interna do braço com cotovelo flexionado (etiqueta respiratória).

 

Funcionários com sintomas de gripe ou resfriado (febre, tosse e/ou sintomas respiratórios) devem ser afastados de suas atividades. Aqueles que apresentam sintomas respiratórios graves (febre e falta de ar) devem ser orientados a buscar o pronto-atendimento.

 

 

 

Hashtag: