Fique por Dentro

Pesquisadores brasileiros criam leite materno em pó

Pesquisadores brasileiros criam leite materno em pó

Pesquisadores da Universidade Estadual de Maringá (UEM), no Paraná, venceram o Prêmio Péter Murányi, que reconhece trabalhos que melhoram a qualidade de vida da população. A equipe foi premiada na categoria alimentação após desenvolverem leite materno em pó, tática que pode se tornar uma excelente alternativa para os bancos de leite humano.

 

O professor Jesuí Vergílio Visentainer e a nutricionista Vanessa Javera foram os responsáveis pelo desenvolvimento da técnica, que consiste em desidratar e "secar" o leite, usando uma técnica de secagem por pulverização chamada "spray drying".

 

De acordo com a análise feita pelos pesquisadores, os níveis dos nutrientes no leite em pó se mantiveram estáveis em comparação ao leite líquido, não prejudicando a saúde e desenvolvimento dos bebês.

 

A descoberta traz uma série de benefícios:


Facilidade no armazenamento e transporte
Aumento da distribuição
Diminuição de gastos para conservação
Tempo de validade mais amplo
Menor chance de contaminação por bactérias
Como funciona a doação de leite materno?
Os Bancos de Leite Humano (BLHs) são responsáveis por coletar, processar e distribuir leite humano a bebês prematuros e bebês de baixo peso.

 

Há 219 BLHs e 196 postos de coleta por todo o país. Uma parcela deles até busca o leite doado em casa. Encontre o banco de leite mais próximo da sua casa.

 

Para doar, é preciso tomar alguns cuidados quando for coletar e armazenar. Entenda o passo a passo para a doação de leite materno. (Com Minha Vida)

 

 

 

Hashtag: |