Brasil e Mundo

Quase todo lixo produzido no Brasil não é reciclado

Quase todo lixo produzido no Brasil não é reciclado

Estima-se que, no Brasil, apenas de 2 a 7% de todo o lixo produzido seja reciclado.

 

Esse percentual é bastante inferior à meta estipulada pela Política Nacional de Resíduos Sólidos, que é, atualmente, de 22%.

 

A cadeia de reciclagem por aqui é considerada complexa e envolve múltiplos atores, cada um com seu grau de responsabilidade.

 

Mas um dos principais elos dessa cadeia são as cooperativas e centrais de triagem, que precisam ser fortalecidas para que as taxas de reciclagem no nosso país aumentem, segundo a diretora de Operações da eureciclo, Marcella Bueno.

 

Algumas iniciativas têm contribuído muito nesse sentido, como o trabalho desenvolvido pela própria eureciclo.

 

A companhia atua com o conceito de logística reversa de embalagens por meio da compensação ambiental e tem impactado de modo muito positivo o setor.

 

O modelo funciona basicamente assim: as empresas, que precisam se adequar à legislação ambiental ou pretendem ir além da meta definida por lei, pagam pelos Certificados de Reciclagem – um documento que garante que uma massa de resíduos equivalente à das embalagens geradas, do mesmo tipo de material e na mesma região, foi destinada para a reciclagem.

 

A certificadora eureciclo valida todo o processo e repassa os valores diretamente para as cooperativas e centrais de triagem, levando uma remuneração extra aos profissionais.

 

Só no ano passado, a empresa viabilizou a compensação ambiental de mais de 106 mil toneladas de embalagens no Brasil, o que garantiu uma remuneração de cerca de 5 milhões e 800 mil reais a 115 centrais e cooperativas, que puderam escolher de qual forma aplicar, de acordo com as suas necessidades.

 

Uma das cooperativas parceiras é Coopcamate, da cidade de Canoas, no Rio Grande do Sul.

 

A vice-presidente do grupo, Ana Paula Domingues, conta que os recursos garantem renda melhor para os mais de 60 cooperados e viabilizam investimentos na infraestrutura da cooperativa:

 

A solução citada pela cooperativa e desenvolvida pela eureciclo, de compensação ambiental, é baseada em um modelo de sucesso que, na Espanha, foi responsável por elevar as taxas de reciclagem de 5% para quase 80% em 20 anos.