Dicas de saúde, relacionamento e beleza

Diferentes tipos de depilação para aproveitar o verão ao máximo


Publicado por: - 03/01/2017

O sonho de toda mulher nos dias quentes é vestir um biquíni, roupinhas leves e aproveitar a praia e a piscina livre dos pelos.

 

A esteticista e depiladora Maria José Freire, do Instituto Embelleze Divinopolis, aponta quatro métodos depilatórios para passar o verão com a pele lisinha. Confira! 

 

Laser Soprano – O laser Soprano XL faz parte da nova geração de lasers que está fazendo sucesso entre personalidades como Fernanda Lima e as blogueiras Lu Tranchesi e Lia Camargo, que são adeptas da técnica. "Este método deixa a depilação quase indolor, pois utiliza um sistema de resfriamento que faz o ardor dos disparos ser praticamente nulo", explica a esteticista, ressaltando que outras vantagens deste procedimento é que ele não provoca foliculite, vermelhidão e machucados na pele, podendo ser aplicado inclusive em quem está bronzeado. 

 

Duração: Progressiva permanente

 

 

Luz pulsada – O método, também conhecido como fotodepilação, é indicado pra quem deseja se livrar dos pelos por muito mais tempo. Diferente do laser, o tratamento é menos invasivo e em alguns casos é praticamente indolor e de quebra não irrita a pele. "O tratamento é feito através de uma luz pulsada que age na melanina do pelo, destruindo com o calor as células que os formam", explica. 

 

Duração: Prolongada. Reduz 80% dos pelos escuros, com necessidade variável de sessões de manutenção. 

 

 

Com linha – Quem deseja tirar os pelos de regiões pequenas, como o buço, a dica da especialista é investir na depilação com linha. "Esse método é perfeito para pele sensível, já que não utiliza química, nem oferece riscos de alergias ou queimaduras. Outra vantagem é ele que evita manchas que, em longo prazo, podem ocorrer com o uso da cera". 

 

Duração: Cerca de um mês 

 

 

Marroquina - À base de chocolate, própolis e ervas medicinais, esse tipo de depilação, indicada para todos os tipos de pele, é menos dolorosa do que aquela feita com cera convencional. "O composto acalma a pele e abre os poros, reduzindo a dor. Outra diferença em relação à cera convencional é que, ao invés de papel, a marroquina se faz com tecido TNT", explica a depiladora. 

 

Duração: Entre 30 e 40 dias 

 

 

Dicas extras 

 

- Adolescentes só devem fazer depilação a partir dos 12 anos; 

 

- Após a depilação com cera, use hidratante ou gel depilatório para amenizar a agressão que a pele sofreu; 

 

- Se for se expor ao Sol, use filtro solar na região depilada; 

 

- Se o pelo encravou após a depilação, faça uma esfoliação na área afetada limpando a pele com uma loção adstringente e aplicando uma pasta com argila branca e 3 gotas de óleo essencial de melaleuca no local. Espere agir por 20 minutos e retire com água. Faça isso uma vez por semana, durante um mês.

 

 

 

41188
com_k2.item
(0 estrelas, média 0 de 5)
Diferentes tipos de depilação para aproveitar o verão ao máximo0 out of 50 based on 0 voters.


Confira outras matérias publicadas em Portal Mulher

Veja também:

  • Ginecologista dá dicas sobre como evitar a infecção urinária

    Ardência ao fazer xixi, vontade constante de ir ao banheiro, urina escura ou sanguinolenta e dor pélvica são alguns dos sintomas da infecção de urinária.

     

    É uma doença que afeta cerca de 80% das mulheres e se dá, na maioria dos casos, por bactérias presentes na flora intestinal, que quando há um desequilíbrio na imunidade feminina, acabam colonizando o sistema urinário. 

  • Planos de viagem? Momento é favorável para comprar dólares

    Especialistas do Sicredi indicam as melhores opções para adquirir a moeda norte-americana

     

    Para muitas pessoas, viagens ao exterior são os momentos mais prazerosos da vida e uma das maiores e melhores recompensas pelo trabalho realizado ao longo do ano.

  • 5 truques para melhorar o aspecto visual da pele cansada

    Se você está perto ou tem mais de 30 anos, você certamente já se olhou no espelho e percebeu que sua pele mostrava sinais de cansaço.

     

    Esses sinais não são necessariamente causados pela passagem do tempo, ou seja, nem sempre são indícios de envelhecimento, podendo ter outras origens.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.