Dicas de saúde, turismo, lazer e muito mais...

Diminuição no consumo mundial de sal salvaria milhões de vidas, aponta estudo


Publicado por: - 11/01/2017

Diminuir em 10% o consumo de sal poderia salvar milhões de vidas, afirma um estudo publicado nesta quarta dia 11, pela revista médica britânica The British Medical Journal.

 

O sal aumenta os riscos de hipertensão e de doenças cardiovasculares.

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a maioria dos adultos consome mais do que a quantidade recomendada de 2 gramas de sal por dia, no máximo. O excesso de sal, presente principalmente em alimentos industrializados, está na origem de cerca de 1,65 milhão de mortes provocadas por doenças cardíacas em todo o mundo, de acordo com a OMS.

 

Apesar de poucos países até agora terem adotado políticas públicas para tentar diminuir o consumo de sal, pesquisadores, atuando conjuntamente com a indústria alimentícia, avaliaram o impacto de estratégias públicas de prevenção em 183 países. E concluíram que investir o equivalente a apenas 10 centavos de dólar por pessoa (cerca de R$ 0,32), contribuiria grandemente para frear a mortalidade.

 

 

Resultado impressionante

 

Os cientistas também estimaram, baseados no índice de Esperança de Vida Corrigida, o número de anos perdidos pela população mundial por conta do excesso de sal. Segundo o estudo, uma alimentação menos salgada durante um período 10 anos evitaria uma perda anual equivalente a 5,8 milhões de anos de boa saúde.

 

O custo dos anos ganhos seria equivalente ao que se gasta atualmente em remédios para tratamento de doenças cardiovasculares, apontam os pesquisadores. (Com Agência Brasil)

 

 

 

41450
com_k2.item
(0 estrelas, média 0 de 5)
Diminuição no consumo mundial de sal salvaria milhões de vidas, aponta estudo0 out of 50 based on 0 voters.


Confira outras matérias publicadas em Fique Por Dentro
Mais sobre

Veja também:

  • Consumo de gás natural cresce 36,4% no Paraná

    O volume de vendas de gás natural destinado aos segmentos residencial e comercial no Paraná aumentou 36,4% em abril, na comparação com o mesmo mês do ano passado, de acordo com o último relatório da Compagas.

     

    No período, foram comercializados, na média diária, 44.067 metros cúbicos para os dois setores. 

  • Consumo no Paraná crescerá 9%, prevê empresa especialista em mercado

    O consumo de bens e serviços no Paraná deverá somar R$ 268,8 bilhões em 2017, o que significa um aumento de 9% sobre o valor de 2016. Desse total, 65% serão gastos em cidades do Interior do Estado.

     

    Os dados são do estudo IPC Maps, realizado pela IPC Marketing Editora, empresa paulista especializada em informações de mercado.

  • Metade do mundo será míope em 2050, aponta estudo

    Um estudo divulgado na revista Ophthalmology afirma que metade da população mundial (cerca de 5 bilhões de pessoas) será míope, em 2050, com até um quinto deles (1 bilhão) com um risco significativamente alto de cegueira se as tendências atuais continuarem.

     

    O número de perdas de visão por miopia elevada aumentará sete vezes, entre 2.000 e 2.050. A miopia se tornará uma das principais causas de cegueira permanente em todo o mundo.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.