Últimas notícias no Brasil e no Mundo

Um estudante de 14 anos incendiou a escola em que estudava no interior do Acreneste fim de semana. De acordo com a polícia, o menor cometeu o crime com a ajuda de um jovem de 19 anos. Ambos foram detidos.

 

Carlos da Luz Ribeiro, 19, e um menor de 14 anos incendiaram a Escola Estadual Rural Vicente Brito de Sousa, em Feijó, a cerca de 360 km de Rio Branco, na madrugada do último sábado dia 21.

A agressão sofrida pela professora Márcia Friggi, de 51 anos, ainda vem dando o que falar. A mais nova notícia relacionada ao assunto, é a suposta execução do adolescente que agrediu a docente em uma escola municipal em Indaial, em Santa Catarina.

 

De acordo com essa nova informação, que já viralizou nas redes sociais, o assassinato teria ocorrido na tarde desta quarta dia 23, quando o jovem agressor foi alvejado com mais de oito tiros à queima-roupa. 

O sangue que escorria de uma abertura do supercílio manchava o rosto de Marcia Friggi, de 51 anos.

 

Do olho esquerdo brotavam lágrimas já que o direito, atingido por um soco, estava tão inchado que a professora de língua portuguesa e literatura de Indaial, em Santa Catarina, mal conseguia abri-lo.

Nesta semana, um usuário do fórum Reddit postou uma imagem emocionante que já recebeu mais de um milhão de visualizações em alguns dias.

 

Um professor iraniano visita um aluno com câncer todos os dias no hospital para ensinar-lhe o que ele perdeu na escola por causa do tratamento.

A professora Alexandria Vera, de 24 anos, que está sendo acusada de abuso sexual após engravidar de um aluno de 13 anos, se entregou à polícia em Conroe, no estado do Texas (Estados Unidos), na última quarta, dia 01.

 

De acordo com a ABC13, Alexandria foi indiciada por abusos contra um menor de idade e liberada após pagar fiança no valor de US$ 100 mil (o equivalente a R$ 359 mil). Ela irá responder o processo em liberdade e, caso seja condenada, pode pegar até 25 anos de prisão.

Pagina 1 de 3