Últimas notícias no Brasil e no Mundo

Por causa do Irma, companhias brasileiras cancelam voos para os EUA


Publicado por: - 09/09/2017

Companhias aéreas brasileiras cancelaram voos aos Estados Unidos por causa do furacão Irma, que deve chegar à Flórida na noite deste sábado dia 09. A Latam cancelou 26 voos entre sexta dia 08 e segunda dia 11.

 

São 19 entre Brasil e Miami e sete com destino ou origem em Orlando. 

 

A Azul teve 12 voos cancelados entre Brasil e os terminais de Fort Lauderdale e Orlando até domingo dia 10. Dez deles partiriam do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, ou chegariam a ele e os outros dois ligariam Orlando a Recife. 

 

A Gol informou que está com todos os voos normalizados. Como a companhia atende, principalmente, a República Dominicana, no Caribe, as viagens só foram alteradas nos dias 6 e 7. No Caribe, o furacão Irma chegou na manhã de sexta dia 08 e deixou 22 mortos. (Com Agência Brasil)

 

 

 

46750
com_k2.item
(0 estrelas, média 0 de 5)
Por causa do Irma, companhias brasileiras cancelam voos para os EUA0 out of 50 based on 0 voters.


Confira outras matérias publicadas em Notícias no Brasil e no Mundo

Veja também:

  • Professora é presa por fazer sexo com quatro alunos adolescentes, dois na mesma noite

    Uma professora foi presa na quarta dia 20, acusada de ter feito sexo com quatro alunos em Arkansas, nos Estados Unidos.

     

    Três adolescentes eram da escola em que a profissional trabalhava, enquanto o outro estudava em uma instituição diferente.

  • Irma perde força nos EUA. Mas outro furacão pode mudar rota e vira nova ameaça

    Países da América Central e da América do Norte podem sofrer em breve com a passagem de um novo furacão. Depois de Harvey, Katia e Irma, a ameaça agora é José, que pode mudar seu curso no Oceano Atlântico e alcançar regiões povoadas.

     

    As informações são do Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês), órgão meteorológico norte-americano.

  • Em dez anos, Brasil deve ultrapassar os EUA na produção de soja

    O Brasil deve ultrapassar os Estados Unidos como o maior produtor de soja mundial em dez anos, de acordo com o novo relatório Perspectivas Agrícolas 2017-2026, divulgado na semana passada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

     

    Durante o período analisado, espera-se que a produção mundial de soja continue expandindo-se, mas em um ritmo de 1,9% por ano, abaixo da taxa de crescimento de 4,9% anual da última década.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.