Portal Jovem

Casal americano de amigos fez a experiência e mostrou que essa relação tem tudo para dar certo.

 

Um casal de melhores amigos de Nova York, Timothy Goodman e Jessica Walsh – ambos designers, decidiram lançar um experimento inovador: descobrir se eles poderiam se apaixonar em 40 dias.

Saiba como a alimentação pode ajudar a desenvolver seu raciocínio, prevenir o envelhecimento e melhorar a saúde do seu cérebro.

 

Saber tocar um instrumento musical, falar uma língua estrangeira e resolver exercícios de lógica são excelentes maneiras de desenvolver o seu raciocínio.

A ideia de liberdade, atrelada à vida de solteira, pode não compensar algumas vantagens dos relacionamentos.

 

Estar solteira é poder aproveitar a vida sem ter que dar satisfações a ninguém, certo?

A gente cresce aprendendo que mentir é feio. Mas este costume ronda nosso cotidiano, inclusive nos relacionamentos entre pessoas de diversas idades.

 

E não estamos falando de omissões. É de mentira mesmo! Na hora de chamar a atenção de uma pessoa e levá-la para a cama, o caçador não mede consequências e usa da criatividade para dar o bote e sair no lucro.

Sábado, dia de receber visitas, aproveitar com a família ou de aproveitar o descanso depois de uma semana de trabalho.

 

Portanto, nada melhor do que comemorar o Dia do Pão de Queijo servindo aos seus convidados ou assim: no sofá da sala, assistindo a um filme na companhia de deliciosos pães de queijo feitos em casa.

Algumas atitudes simples podem resgatar a magia do começo da relação.

 

Ao entrar em um relacionamento novo, temos a sensação de que nunca perderemos o encanto por aquela pessoa maravilhosa que encontramos.

Quando vocês se conheceram, apesar das diferenças, gostavam de discutir e disputavam quem ganhava a razão.

 

O tesão e a paixão foi instantâneos, e durante um tempo, isso nem foi lembrado, e então, no dia a dia, essas divergências de opinião, as pequenas discussões se tornaram um tempero a mais no relacionamento e isso foi evoluindo a ponto de haver muito ciúme, muita revolta, muito tudo.

Todo mundo acha que dá para superar a crise, mas lá no fundo, você sabe que o seu relacionamento não está mais legal como era, as coisas já desandaram e dá para sentir que algo não se encaixa mais.

 

A questão é que também não faltam aqueles outros motivos para continuar e insistir. Então até quando arrumar desculpas?

Pequenos comportamentos podem denunciar a relação obssessiva com as redes sociais.

 

Atualmente dispomos de várias redes sociais que nos facilitam a comunicação seja em escolas, trabalho, reuniões, vida pessoal, não dá para ignorar, o uso dessas mídias é um sinal de progresso fantástico, desta forma é fácil nos mantermos informados.

Para um católico poder fazer parte de um evento como a Jornada Mundial da Juventude 2013 é algo que não se esquece nunca.

 

Durante alguns dias barreiras culturais e sociais desaparecem e jovens das mais diferentes partes do mundo se unem para ouvir a mensagem de Deus trazida pelo Papa Francisco, o maior representante da igreja católica na terra.

Ainda que não haja contato físico, a traição cometida pela internet pode ser tão devastadora quanto a real.

 

A internet é, atualmente, quase um universo paralelo àquele no qual vivemos nossas vidas reais.

Aquele famoso ditado "os opostos se atraem" não é adotado por todos os casais.

 

Há quem diga que encontrar um parceiro que goste das mesmas coisas faz com que a relação caminhe de maneira mais saudável, com muitos momentos de partilha e poucas brigas.

Evitar ter o coração partido por alguém é impossível, mas superar isso de uma forma menos dolorosa, aí sim.

 

A coach de relacionamento Margareth Signorelli dá algumas dicas e, segundo ela, cada fase é importante na superação da dor do amor perdido.

Uma boa alimentação para academia prevê carboidratos associados a fontes de proteína, especialmente no período pós-treino.

 

As atividades físicas trazem diversos benefícios à vida das pessoas.

De acordo com a nova tendência, devemos valorizar mais nossa própria vida do que ficar admirando o que os outros têm e fazem das suas vidas

 

O que parecia pouco provável está acontecendo. Na contramão da era da conectividade, a moda agora e desconectar.