Últimas notícias de Reserva do Iguaçu

Reserva do Iguaçu - Sebastião Campos vence etapa na Justiça e pode ser declarado prefeito


Publicado por: - 22/11/2016

A 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) concedeu um agravo de instrumento ao ex prefeito de Reserva do Iguaçu, Sebastião Campos, e mantém indefinido o resultado das eleições de 02 de outubro.

 

Apesar de ter vencido as eleições, Campos perdeu na Justiça na Comarca de Pinhão e em Curitiba e foi considerado “ficha suja”, não podendo assumir o cargo a partir de janeiro de 2017. 

 

Porém, nesta segunda dia 21, o TJ-PR, através da concessão do agravo de instrumento a Campos, pode mudar a discussão na Justiça. Toda a situação está baseada em um decreto da Câmara de Vereadores, que anulou o julgamento das contas de Campos, do período de 2005, deixando-o inelegível.

 

Se a Justiça mantiver a anulação do resultado da desaprovação das contas, a base do processo que impede Campos de assumir o cargo não terá efeito, e ele será declarado prefeito de Reserva do Iguaçu.

 

 

CONFIRA A DECISÃO DO TJ-PR



“No presente caso, os argumentos do agravante são robustos o suficiente para justificar, em juízo de cognição sumária, a concessão do provimento pleiteado, tendo em vista a probabilidade do direto alegado. Isto porque as determinações da decisão agravada interferem nas decisões internas do Poder Legislativo, na medida em que restaura Decreto Legislativo revogado legitimamente pela Câmara Municipal, atingindo direito constitucional afeto à elegibilidade do agravante. Convém ressaltar que o mérito das justificativas aduzidas pelo Poder Legislativo na edição de seus atos, e exercício de sua competência, não se submete à ingerência do Judiciário, com vistas ao equilíbrio entre os poderes. Assim posto, defiro o efeito recursal para suspender a decisão de fls. 44/48, até o julgamento do presente agravo pela Colenda Câmara. Ao agravado na forma do artigo 1019, inciso II do CPC/2015, para que ofereça resposta no prazo de 15 (quinze) dias. Após, prestadas a resposta da parte agravada, encaminhem-se os autos a Douta Procuradoria-Geral de Justiça (artigo 1019, inciso III do CPC/2015). Intimem-se.

 

 Curitiba, 21 de novembro de 2016.

 

 LUIZ MATEUS DE LIMA.

 

 Desembargador Relator”

 

 

 

 

Com informações Rede Sul

39889
com_k2.item
(0 estrelas, média 0 de 5)
Reserva do Iguaçu - Sebastião Campos vence etapa na Justiça e pode ser declarado prefeito0 out of 50 based on 0 voters.


Confira outras matérias publicadas em Reserva do Iguaçu

Veja também:

  • Justiça concede liminar que garante um terço de hora-atividade para professores do Estado

    O Tribunal de Justiça (TJ) do Paraná concedeu liminar na tarde desta segunda dia 20, que obriga o governo do Paraná a suspender os efeitos da Resolução 357/2017, que altera o cumprimento da hora-atividade na rede estadual de ensino.

     

    O juiz da 3ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, Roger Vinícius Pires de Camargo Oliveira, acatou as argumentações da APP-Sindicato, que representa os professores, e determinou que a categoria volte a cumprir, de imediato, um terço do tempo nas unidades escolares em hora-atividade – o governo estadual havia reduzido para 25%. 

  • Mãe luta na Justiça para obrigar filho a fazer tratamento que pode evitar morte

    "É egoísmo uma mãe querer que o filho não desista de viver? Acho que não. Eu faria isso por qualquer pessoa, mesmo que não fosse meu filho."

     

    Assim a professora Edina Maria Alves Borges, de 55 anos, justifica ter iniciado uma batalha judicial contra o próprio filho, José Humberto Pires de Campos Filho, de 22, para obrigá-lo a submeter-se a sessões de hemodiálise.

  • Comissão de Constituição e Justiça do Senado é instalada com dez investigados

    Dos 13 senadores investigados na Operação Lava Jato, dez foram escolhidos para integrar a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), instalada nesta quinta dia 09.

     

    Na lista, está o presidente do colegiado, Edison Lobão (PMDB-MA), que conduzirá a sabatina de Alexandre de Moraes para o Supremo Tribunal Federal. 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.