Últimas notícias de Ibema

Ibema - Adelar Arrosi tenta consertar os estragos de doze anos de abandono


Publicado por: - 31/03/2017

Há várias formas de desprezar o dinheiro público. A mais comum é por meio da corrupção, que desvia mais de R$ 200 bilhões por ano no País.

 

É dinheiro que vai parar no bolso de políticos e servidores sem nenhum compromisso com a cidadania, com a ética, com respeito às leis e com o próximo.

 

Mas existem outros meios de menosprezar uma receita que, bem aplicada, transformaria cidades, estados e o Brasil em uma superpotência mundial. Ibema sente na pele um dos efeitos do descaso governamental.

 

Por 12 anos, de 2005 a 2016, obras públicas não receberam a devida manutenção e foram sucateadas.

 

Adelar Arrosi lembra que quando assumiu, em 1997, a fisionomia de Ibema estava muito distante do que se poderia esperar de um município de pequeno porte e com forte dependência das riquezas extraídas do campo.

 

“Mais parecia um potreiro”, define o tucano, que permaneceu no cargo por duas gestões consecutivas. Em oito anos, diversos projetos de infraestrutura foram executados. Ruas e avenidas foram pavimentadas, foram construídos meios-fios e calçadas, além da instalação de bueiros e galerias para o correto escoamento da água das chuvas. “Porém, sem a devida manutenção, boa parte do que foi feito, com o dinheiro da população de Ibema, foi perdido”, lamenta o prefeito.

 

O problema é grave, segundo aponta constatação da equipe e  pelo prefeito Adelar Arrosi. “Algumas coisas, com muito sacrifício e empenho, conseguiremos consertar. Mas outras, infelizmente, foram totalmente inviabilizadas”.

 

O mesmo descaso que empobreceu a estética urbana traz perdas à agricultura e pecuária, as duas principais molas propulsoras da economia local.

 

Muitos trechos de estradas rurais, inclusive de calçamento, simplesmente foram abandonados, em um completo descaso de gestões anteriores com os moradores de Ibema, com quem trabalha, produz e merece ter mais qualidade de vida e perspectivas, conforme o prefeito.

 

Aos poucos, o cenário começa a mudar, mas os custos para consertar o que foi estragado é muito maior do que o volume de dinheiro que seria necessário caso as manutenções tivessem sido feitas com regularidade e responsabilidade.

 

“Vou, gradualmente, devolver as condições que Ibema e sua comunidade sempre mereceram ter. Mas, para isso, preciso contar com o apoio e a ajuda de todos os moradores que, como eu, vivem nesse município e querem o melhor para a sua gente e para o seu futuro”, afirma Adelar Arrosi.

 

 

 

 

Por Assessoria

 

 

 

43307
com_k2.item
(0 estrelas, média 0 de 5)
Ibema - Adelar Arrosi tenta consertar os estragos de doze anos de abandono0 out of 50 based on 0 voters.


Confira outras matérias publicadas em Ibema

Veja também:

  • Temporal deixa cerca de 50 mil unidades sem energia no Oeste e Sudoeste

    O temporal que atingiu as regiões Oeste e Sudoeste do Paraná na manhã desta quinta dia 19, deixou cerca de 50 mil consumidores sem energia elétrica, de acordo com a Copel.

     

    A companhia afirmou que mais da metade das unidades consumidoras já tiveram o fornecimento restabelecido. As equipes da Copel seguem trabalhando para normalizar o fornecimento ao restante dos afetados.

  • Um em cada quatro jovens vai abandonar o Ensino Médio até o final do ano

    A cada ano, quase três milhões de jovens abandonam a escola no Brasil. É o que apontou o estudo Políticas Públicas para Redução do Abandono e Evasão Escolar de Jovens, elaborado pelo Insper (Ensino Superior em Negócios, Direito e Engenharia) e divulgado nesta terça dia 17. As informações são da Agência Brasil.

     

    Ao final deste ano, um em cada quatro jovens entre 15 e 17 anos de idade vão abandonar seus estudos, não vão se matricular para o ano seguinte ou serão reprovados. Isso corresponde a um universo de 2,8 milhões de pessoas (27%), entre os 10 milhões de jovens estimados no país nessa faixa etária e que deveriam, de acordo com a Constituição, estar frequentando a escola.

  • Ibema - Município comemora o Dia das Crianças

    Brincadeiras, doces e lembranças marcam o Dia das Crianças em Ibema.

     

    Cada uma das escolas do município promoveu atividades especiais para integrar seus alunos e para que eles pudessem entender melhor o sentido da data.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.