Últimas notícias de Foz do Jordão

Foz do Jordão - Ministério Público pede bloqueio de R$ 2,4 milhões de Anselmo Amâncio e Anildo Alves


Publicado por: - 07/07/2016

O Ministério Público (MP-PR), através da Promotoria de Proteção ao Patrimônio Público da Comarca de Guarapuava, pediu o bloqueio judicial de R$ 2,4 milhões do ex prefeito e do ex secretário de Administração de Foz do Jordão, Anildo Aves da Silva e Anselmo Albino Amâncio, respectivamente.

 

Outras oito pessoas estão envolvidas no processo. O pedido, que está tramitando na 2ª Vara da Fazenda Pública de Guarapuava e aguarda decisão judicial, está baseado em supostas irregularidades cometidas por Anselmo e Anildo, em parceria com os demais envolvidos, na Prefeitura de Foz do Jordão a partir de 2005.

 

A ação civil pública, proposta pelo Ministério Público do Estado do Paraná, através do Inquérito Civil nº 0059.04.000041-2, aponta que a partir do ano de 2005 houve a prática de improbidade administrativa pelos réus, que causou enriquecimento ilícito e prejuízo ao erário do Município de Foz do Jordão, além da violação de princípios constitucionais norteadores da Administração Pública.

 

De acordo com a ação, as irregularidades consistiram na realização de empréstimos financeiros (empréstimos consignados) realizados pelos réus, cujos valores foram revertidos para as contas bancárias de Anselmo Albino Amâncio e mais um denunciado. Em contrapartida, como forma de compensação pelos descontos ocorridos nos vencimentos dos tomadores dos empréstimos, mediante desconto em folha de pagamento, houve a concessão de gratificações pelo réu Anildo Alves da Silva (prefeito à época dos fatos) aos respectivos servidores, todos detentores de cargo de provimento em comissão. Em janeiro de 2005 o réu Anildo Alves da Silva ocupou o cargo de prefeito Municipal de Foz do Jordão e nomeou já em 01/01/2005 o réu Anselmo Albino Amâncio para o cargo de secretário de Administração.

 

 

Ainda segundo o processo, o esquema de desvio e apropriação do dinheiro público consistia nos seguintes passos:

 

1) o servidor público municipal cooptado contraía um empréstimo para desconto em folha de pagamento;

 

2) o valor do empréstimo era repassado para contas particulares de Anselmo Albino Amâncio e de outro denunciado;

 

3) o requerido Anildo Alves da Silva concedia gratificação indevida de valor mensal semelhante aos valores da parcela do mútuo ao servidor endividado, de forma que a dívida era quitada pelo Município; que em alguns casos, o valor da gratificação concedida superou o montante da parcela mensal, identificando-se também o enriquecimento ilícito do tomador de empréstimo.

 

O Ministério Público requereu a decretação da indisponibilidade de bens dos réus no valor do enriquecimento ilícito (R$ 2.453.427,56). A medida é preventiva, para que não ocorra a dilapidação do patrimônio dos envolvidos durante o trâmite do processo. (Com Rede Sul)

 

 

 

35672
com_k2.item
(2 estrelas, média 5.00 de 5)
Foz do Jordão - Ministério Público pede bloqueio de R$ 2,4 milhões de Anselmo Amâncio e Anildo Alves5.00 out of 50 based on 2 voters.


Confira outras matérias publicadas em Foz do Jordão

Veja também:

  • Foz do Jordão - Invasão de propriedade particular

    Policiais militares deslocaram até a Av. Morro Verde, Bairro Daniel Lerias,onde prestaram atendimento a uma ocorrência de natureza esbulho possessório.

     

    Compareceu no Destacamento PM de Foz do Jordão, o solicitante, supervisor de uma empresa de Papéis, o qual relatou que em um terreno de propriedade da empresa na Av. Morro Verde, divisa da área urbana com área rural do município, algumas pessoas romperam a cerca e entraram na propriedade.

  • Foz do Jordão - Morre no hospital criança atropelada na PR 459

    Morreu no hospital, em Guarapuava, uma criança de 11 anos que foi atropelada no final da tarde desta terça dia 27 na PR 459, em Foz do Jordão.

     

    De acordo com a Polícia Militar de Foz do Jordão, o menino andava de bicicleta na rodovia, na saída do município para Mangueirinha, quando foi atingida por um veículo Fiat Uno, conduzido por Fabiano de Faveri.

  • Presidente da Sanepar anuncia investimentos em três cidades da Cantu

    Presidente da Sanepar percorre municípios para anunciar obras e investimentos.

     

    Mounir Chaowiche anunciou mais de R$ 17 milhões em obras para quatro cidades.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.