Últimas notícias de todo estado do Paraná

Bebê diagnosticada com DST continua internada


Publicado por: - 11/10/2017

A vítima do caso que chocou a comunidade princesina continua no Hospital da Criança João Vargas de Oliveira.

 

A bebê de quatro meses que foi diagnosticada com uma doença sexualmente transmissível (DST) após ser vítima de abuso sexual em Ponta Grossa.

 

A criança contraiu tricomoníase, doença transmitida exclusivamente pelo contato sexual. Ela está há mais de uma semana internada recebendo tratamento com antibióticos.

 

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, responsável pela administração do hospital, a menina segue internada sem previsão de alta porque o hospital ainda aguarda uma decisão judicial sobre o destino da bebê. Ela deve ficar em um abrigo pelo menos até a conclusão do inquérito que investiga a autoria do crime. Uma conselheira tutelar que acompanha o caso confirmou que a justiça determinou que o bebê seja acolhido pelo Núcleo Promocional Pequeno Anjo. A determinação deve ser colocada em prática assim que a criança receba alta médica.

 

A mãe está presa por causa de um mandado de prisão expedido em 2015 por envolvimento em um roubo, e o pai está na lista de suspeitos da Polícia Civil, que investiga todos os homens que tiveram contato com a menina.

 

A delegada do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), Ana Paula Cunha Carvalho, explicou que os materiais coletados dos principais suspeitos e o sêmen encontrado no órgão genital da criança foram encaminhados para exames no Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba, e que a partir de agora, a polícia só irá se manifestar após a emissão dos laudos que podem comprovar a autoria do crime. A mãe da criança continua presa na Cadeia Pública Hildebrando de Souza.

 

“Ela [mãe] mostrou uma foto do órgão genital da bebê e tinha uma substância estranha, mucosa, como se fosse um corrimento”, explica a delegada Ana Paula Cunha Carvalho. A foto tinha sido tirada quatro dias antes da procura por ajuda. “Antes de mais nada, encaminhamos a menina para o Hospital da Criança para que ela fosse tratada. Depois de vários exames, ela foi diagnosticada como tricomoníase, uma doença transmitida exclusivamente pelo contato sexual”, completa Ana Paula. Os médicos também confirmaram que não havia sinais de violência física na região íntima da criança, mas houve a possível coleta de esperma no material coletado nos órgãos genitais da criança. (Com A Rede)

 

 

 

47486
com_k2.item
(0 estrelas, média 0 de 5)
Bebê diagnosticada com DST continua internada0 out of 50 based on 0 voters.


Confira outras matérias publicadas em Paraná
Mais sobre

Veja também:

  • Mulher morre e bebê fica ferido na BR-153

    Uma mulher de 28 anos morreu, em decorrência de um acidente de trânsito ocorrido na região de Irati, na noite dessa sexta dia 06.

     

    Segundo informou a Polícia Rodoviária Federal, a vítima estava em um veículo Fiat Uno na BR-153 que, na altura do Km 338, colidiu contra um cavalo que atravessava a via. Com o impacto, o automóvel tombou.

  • Homem invade casa e tenta sequestrar bebê de oito meses

    Uma família de Sarandi passou por grande susto na tarde de sexta dia 06.

     

    Uma mulher, mãe de um casal de gêmeos de oito meses, foi surpreendida por um homem dentro da própria casa que já estava com uma das crianças no colo e tentava fugir sem ser percebido.

  • Justiça definirá guarda de bebê internada com DST

    Continua internada no Hospital da Criança João Vargas de Oliveira o bebê de quatro meses que contraiu uma doença sexualmente transmissível (DST) após ser vítima de abuso sexual em Ponta Grossa.

     

    De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde, responsável pela gestão do hospital, a menina segue recebendo antibiótico intravenoso e permanece com o quadro de saúde estável.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.