Últimas notícias de todo estado do Paraná

Polícia encontra gado morrendo de fome em propriedade rural


Publicado por: - 09/08/2017

A Polícia Ambiental e a Vigilância Sanitária encontraram vários animais mortos em uma propriedade em Carbonera.

 

Segundo avaliação preliminar, cerca de 400 cabeças de gado estão definhando por alimentação deficitária e o caso foi repassado para a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar).

 

As equipes foram acionadas após denúncia. Na propriedade há algumas carcaças.

 

O gado que ainda consegue ficar em pé está magro e fragilizado. Apenas o caseiro estava no local. O proprietário deve responder por maus tratos. (Com O Bem Dito)

 

 

 

45985
com_k2.item
(1 estrela, média 5.00 de 5)
Polícia encontra gado morrendo de fome em propriedade rural5.00 out of 50 based on 1 voters.


Confira outras matérias publicadas em Paraná
Mais sobre

Veja também:

  • Idosa morre em capotamento de veículo na PR-182

    Um grave acidente foi registrado na altura do km 486 da PR-182, no trecho entre Francisco Beltrão e Ampére.

     

    Um Corsa com placas de Francisco Beltrão ocupado por três pessoas rodou na pista e capotou. Há informações de que um caminhão teria 'fechado' o condutor do Corsa.

  • Quedas - Caminhão é incendiado na área da Araupel por meliantes em moto

    Na tarde desta quarta dia 19, um caminhão foi incendiado em uma área da Araupel, em Quedas do Iguaçu.

     

    Segundo a Cotranspel – cooperativa que presta serviço de transporte de madeira para a Araupel - o caminhão é de um associado.

  • Matou filha ex-vereadora e cometeu suicídio: carta deixada não tem relação com crime

    O conteúdo da carta deixada por Antônio Lorival Cândido, que atirou na filha, a ex-vereadora Ivanilde Farias Candido, 47 anos, e em seguida se matou, não tem relação com o crime, segundo o delegado Rafael Carvalho.

     

    Informações preliminares indicavam que Lorival tinha deixado uma correspondência intitulada “Carta de Livramento”, dizendo que pretendia 'levar' também o neto.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.