Últimas notícias de todo estado do Paraná

PM-PR gastou R$ 110 mil com esquema de segurança para audiência de Lula


Publicado por: - 17/05/2017

A Polícia Militar do Estado do Paraná desembolsou R$ 110 mil para montar o esquema especial de segurança nas ruas de Curitiba durante a passagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para depoimento ao juiz Sérgio Moro, na Operação Lava Jato, no dia 10 de maio.  

 

A informação referente aos gastos consta em um e-mail do comando da Polícia Militar do Estado do Paraná encaminhado pela Secretária de Segurança Pública ao deputado Tadeu Veneri (PT) após solicitação da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep)

 

Na ocasião, foi mobilizado um efetivo de 1.700 policiais para atuar na operação entre os dias 6 e 10 de maio.

 

O número é quase duas vezes maior do que o destinado para o acompanhamento dos clássicos entre Atlético-PR e Coritiba, quando cerca de 600 homens vão para as ruas para evitar confronto entre as torcidas rivais.

 

A Polícia Militar do Estado apresenta ainda que R$ 40 mil do valor total foi gasto com patrulhamento aéreo para controlar as áreas de apoio às equipes terrestres do comando.

 

Em toda a operação, foram registradas 16 horas de voo com o custo de R$ 2.500 por hora.

 

O documento aponta ainda que houve uma cooperação da Prefeitura Municipal de Curitiba e do Exército Brasileiro ao longo da “Operação de Apoio à Justiça Federal”.

 

A Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) não divulgaram os gastos com a operação com o depoimento de Lula. (Com Bem Paraná)

 

 

 

44166
com_k2.item
(0 estrelas, média 0 de 5)
PM-PR gastou R$ 110 mil com esquema de segurança para audiência de Lula0 out of 50 based on 0 voters.


Confira outras matérias publicadas em Paraná

Veja também:

  • Rio Bonito - Alojamento é incendiado e PM é acionada

    O senhor G.L.S., acionou a Policia Militar reatando que foi ateado fogo em um barraco de sua propriedade no acampamento Alojamento de Rio Bonito do Iguaçu.

     

    No local, queimou os seguintes itens: 1 colchão solteiro, 03 cobertores, 01 lençol, 01 cama, 01 ventilador, 01 térmica, 01 cuia, 01 bomba, 01 suporte, 02 toalhas de banho, 03 calças, 01 par de botinas, 01 par de chinelo, 02 travesseiros, 01 sofá, 01 aparelho televisor, 01 geladeira, 01 fogão, 01 cama com colchão, 01 botijão e 01 pia.

  • Polícia prende falso médico que ganhava quase R$ 50 mil por mês

    Um homem de 32 anos foi preso por se passar por médico e atuar na área durante dois anos, com nome e registro profissional de outra pessoa, em Maringá, no Paraná. Segundo a Polícia Civil, o falso médico tinha salário mensal de quase R$ 50 mil.

     

    Conforme investigação da Seção de Furtos e Roubos, o caso veio à tona após uma denúncia da própria empresa que contratou o rapaz.  A direção da empresa descobriu que Denis Wilian Fraquetta usava registro de outro médico. Ele foi contratado em 2015 pela administradora que fica em Maringá e presta serviço aos municípios de Altônia, Bom Sucesso e São Jorge do Patrocínio.

  • Pinhão - Acusados de matar criança em assalto foram presos

    Após o latrocínio ocorrido em Pinhão, Pr. nesta segunda dia 30, equipes policiais deslocaram-se ao município com o intuito de levantar informações acerca dos autores da tentativa de roubo que vitimou fatalmente uma criança de 11 anos.

     

    Após diligencias foi recebido a informação de que um dos suspeitos teria se evadido para Guarapuava, este foi identificado, o qual foi reconhecido pela irmã da vítima, através de registro fotográfico, como o autor dos disparos.

Entre para postar comentários