Últimas notícias de Marquinho

Projeto de bloqueadores de celular nos presídios do Paraná será retomado


Publicado por: - 17/01/2017

O Secretário de Segurança Pública, Wagner Mesquita, afirma que o governo vai retomar o projeto de instalar bloqueadores de sinal de celular nos presídios do Paraná.

 

O plano é antigo, mas acabou adiado por uma série de reviravoltas.

 

Em novembro de 2014, a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) aprovou uma lei que obrigava as operadoras de telefonia a fornecerem o serviço. As empresas, porém, entraram na Justiça, e em agosto do ano passado o Supremo Tribunal Federal (STF) revogou as leis do Paraná e de mais três estados, desobrigando as teles de fazerem o bloqueio.

 

“É um projeto custoso”, diz Mesquita.

 

Algumas penitenciárias pelo país já possuem o sistema. Em São Paulo, o governo estadual pagou R$ 31,2 milhões em 2014 para a instalação da aparelhagem em uma única unidade, em Presidente Venceslau. O bloqueio de celulares é tido como uma das medidas fundamentais para atrapalhar o diálogo das facções entre os que estão dentro e fora do sistema carcerário. Mas não é a única: também devem ser implantadas, segundo o governo, a visita virtual feita pelo computador –, nos moldes das penitenciárias federais, e as audiências judiciais por videoconferência, para evitar o deslocamento dos presos e o risco dos policiais que os escoltam.

 

“Nós temos que bloquear as comunicações [de celular], sim, mas permitir que haja uma comunicação [com visitantes] controlada”, diz Mesquita. (Com Paraná Portal)

 

 

 

41627
com_k2.item
(0 estrelas, média 0 de 5)
Projeto de bloqueadores de celular nos presídios do Paraná será retomado0 out of 50 based on 0 voters.


Confira outras matérias publicadas em Marquinho

Veja também:

  • Pinhão - Segundo dia do Paraná Cidadão teve a participação de centenas de pessoas

    O segundo dia da feira de serviços Paraná Cidadão em Pinhão teve a participação de centenas de pessoas.

     

    No primeiro dia de atendimentos foram confeccionadas 402 carteiras de identidade para crianças e adolescentes pelo projeto Criança e Adolescente Protegidos. Ainda houve outras ações específicas para este público.

  • Pai é preso após dar bebida alcoólica para o filho de dois anos no Paraná

    Um homem de 30 anos foi preso por policiais militares na noite de quarta-feira em Paiçandu (norte do Paraná) após dar bebida alcoólica para o filho de apenas dois anos.

     

    De acordo com a mãe do menino e ex-companheira do detido, ele apareceu na residência alterado e após ameaçá-la, deu alguns goles de cerveja para a criança. Quando chegaram ao imóvel os policiais militares perceberam que o homem estava agitado e apresentava sintomas evidentes de embriaguez.

  • Medicação com hormônio de crescimento é suspendida no Paraná

    O Biomatrop 4ui contém o hormônio somatropina que auxilia no tratamento de crianças e adolescentes com problemas de crescimento. Todos os lotes do medicamento foram interditados depois que 30 pacientes no Paraná relataram reações alérgicas. 

     

    Enquanto a interdição durar, as caixas do remédio continuam aqui no centro de medicamentos do estado do Paraná, Cemepar. A orientação para as farmácias é a mesma: deixar o remédio no estoque até que se saiba a origem do problema. Quem tem o medicamento em casa, deve suspender o uso. 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.