Últimas notícias do Foz de Jordão

Foz do Jordão - Morre no hospital criança atropelada na PR 459


Publicado por: - 28/06/2017

Morreu no hospital, em Guarapuava, uma criança de 11 anos que foi atropelada no final da tarde desta terça dia 27 na PR 459, em Foz do Jordão.

 

De acordo com a Polícia Militar de Foz do Jordão, o menino andava de bicicleta na rodovia, na saída do município para Mangueirinha, quando foi atingida por um veículo Fiat Uno, conduzido por Fabiano de Faveri.

 

A criança chegou a ser socorrida em estado grave e foi encaminhada para o Instituto Virmond (Hospital Santa Tereza), onde não resistiu e entrou em óbito.

 

Até às 11h50 desta quarta dia 28, o Instituto Médico Legal (IML) de Guarapuava ainda aguardava o acionamento do hospital para recolher o corpo. (Com Blog Meia Hora)

 

 

 

45055
com_k2.item
(0 estrelas, média 0 de 5)
Foz do Jordão - Morre no hospital criança atropelada na PR 4590 out of 50 based on 0 voters.


Confira outras matérias publicadas em Foz do Jordão

Veja também:

  • Quedas - Homem é executado com arma de fogo em estrada rural

    Um homicídio foi registrado na noite desta sexta dia 21, no município de Quedas do Iguaçu.

     

    O crime ocorreu na Vila Dias, na estrada rural que segue para a comunidade de Alto Recreio.

  • Réu é condenado a 28 anos de prisão por assassinar a ex-sogra

    Acusado de matar a ex-sogra, Josefa Paulino Ferreira, em novembro de 2013.

     

    José dos Santos Silva foi condenado pelo Conselho de Sentença do 1º Tribunal do Júri da Capital a 28 anos, dois meses e 24 dias de reclusão por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima.

  • Trânsito e sufocação lideram as causas de morte acidentais de crianças no Paraná

    O número de mortes por motivos acidentais de crianças e adolescentes de zero a 14 anos caiu 6,6% no Paraná, passando de 256 casos em 2014 para 239 em 2015.

     

    As mortes em acidentes de trânsito e sufocação lideram as causas das mortes. Apesar da redução, a preocupação deve ser constante. Para a ONG Criança Segura, 90% desses casos poderiam ser evitados.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.